Bem vindos à Oficina das Papitas. Este meu projecto, tem como principal objectivo ajudar os meus filhos que já não vivem comigo, mas que têm de cozinhar para si próprios. Espero assim poder ajudá-los. Tentarei fazê-lo com muito amor.
Dezembro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados
10
Dez
13
Ja aqui dei a conhecer a minha preferencia por pastas, qualquer tipo de pasta. E sempre uma comida agradavel, facil de preparar e combina na perfeicao com tomate. Um prato de pasta com um bom molho de tomate e quanto basta para de activar as papilas gostativas.
Esta combinacao que vos trago hoje, fui busca-la a uma receita de um livro que o meu filho mais velho me ofereceu pelo aniversario. Apesar de nao ter muita empatia pelo Chef, e isto talvez porque a primeira e unica receita que experimentei, seguindo as suas indicacoes, resultou num completo desastre ( bife Wellington), nao deixo de reconhecer que esta que vos trago hoje e, simplesmente, deliciosa. O segredo do sucesso esta na cobertura de crumble ao qual acrescentei mais uns ingredientes porque, seguindo a maxima, quem conta um conto, acrescenta-lhe um ponto.
Ah, e o Chefe e o Gordon Ramsay.
O que preparar:
  1. 1 cebola rouxa pelada e finamente picada;
  2. 1 dente de alho pelado e esmagado;
  3. 1 a 2 colheres de sopa de molho ingles;
  4. 1 colher de sopa de Tabasco;
  5. 1/2 colher de sopa de flor de sal;
  6. 1 colher de sopa de acucar mascavado;
  7. 400g de tomate de boa qualidade partido em bocadinhos pequenos;
  8. 50ml de vodka ( senao nao seria bloody Mary);
  9. 400g de linguine.
Para o crumble:
pao atrasado, 1 colher de sopa de salsa, 1 casquinha de limao, 3 colheres de sopa de parmesao ralado, sal e pimenta preta. Algum azeite.
Como preparar:
Comecar por preparar o crumble.
Triturar todos os ingredientes indicados numa trituradora. Deitar numa frigideira 2 colheres de sopa de azeite e quando este estiver quente, deitar o preparado ralado. Deixar torrar um pouco, mexendo ocasionalmente, sem deixar queimar. Reservar.
Colocar numa frigideira mais 3 colheres de azeite juntamente com a cebola picada. Quando esta estiver dourada, deitar o dente de alho e deixar fritar mais 2 minutos. Junatar o molho ingles, o Tabasco, o acucar, sal e pimenta. Deitar o vodka  e subir a intensidade do lume para os vapores do alcool se evaporarem. Finalmente deitar os tomates picados e deixar cozinhar em lume brando cerca de 15 a 20 minutos, mexendo ocasionalmente para nao deixar pegar.
Entretanto cozer o linguine em agua fervente bem temperada com sal. Deixar cozer durante 12 minutos. Retirar do lume e escorrer bem.
Pode-se aproveitar um pouco de agua de cozedura da pasta para acrescentar ao molho de tomate se se verificar que este esta muito "enxuto".
Verter o molho de tomate por cima da massa e envolver bem em cima de lume muito baixo.
Servir em pratos individuais salpicado abundantemente com o crumble.
Maos a obra.

 

publicado por Maria às 20:25
De Leonor a 10 de Dezembro de 2013 às 21:30
Deve ser uma delícia! E, olha, ao contrário de ti sou fã do Gordon Ramsay e do Beef Wellington :)
Beijinhos, minha querida Maria.
De Maria a 11 de Dezembro de 2013 às 09:36
Leonor, podes nao acreditar mas pensei em ti aquando da publucacao desta receita. O pensamento prendeu-se ao facto de eu saber que muitk gostas destd Chef. A minha antipatia por ele e pateta e nao tem qualquer fundamento excepto o facto da receita dele me ter corrido mal. Loucuras minhas que se atenuaram depois de provar este linguine. E muito bom, a serio.
Beijinho grande
Maria
De Leonor a 12 de Dezembro de 2013 às 00:29
Acredito sim, também me lembro de ti muitas vezes :) Também tenho livros o G. Ramsay e gosto muito das receitas dele. Os programas dele mostram ou a parte irascível ou a outra parte de estrela que todos os chefs têm agora. As receitas têm um toque que me agrada e que nos agrada aos dois cá em casa e nem todas são complicadas como o Beef Wellington. 
Beijinhos
De Maria a 12 de Dezembro de 2013 às 08:26
O meu problema com o beef Wellington foi o facto da massa folhada ter ficado, literalmente, empapada por baixo. Um horror! Perdj a vontade de voltar a fazer.
De Rosa Santos a 11 de Dezembro de 2013 às 19:23
Querida Maria!
Adoro pastas, devo ter alguma costela italiana. E esta receita deve resultar muito bem, sem carne e com esse crumble crocante, ia ser sem duvida um regalo para o meu palato. Fui ver a receita do bife wellington do chefe Gordon Ramsay e achei-a elaborada em excesso , mas é um clássico e há mais   maneiras de o preparar. Gostei muito e vou experimentar, só para mim, mas vou fazê-la.
Beijinho e um abraço apertadinho. 


De Leonor a 12 de Dezembro de 2013 às 00:30
Já fiz várias vezes a receita dele e vale a pena, Rosa, é preciso tempo, paciência e um dia calmo :)
De Ginja a 11 de Dezembro de 2013 às 19:32
Querida Maria,
eu apesar de não ser grande fã do Gordon como pessoa, adoro-o como chef, e as receitas dele que fiz sairam bem. Tenho um livro dele, ofereceido também, e adoro.
E sim, um prato de pasta com molho de tomate é uma refeição deliciosa.
Esse crumble por cima, que maravilha!!
Um beijinho.
De Lia a 13 de Dezembro de 2013 às 11:58
Olá Maria,
É engraçado como em cada cozinha as experiências podem ser diferentes...
Adoro o Gordon ramsay. Aliás é um dos meus Chefs preferidos e é aqui que está o engraçado, o único beef wellington que faço e que me sai sempre lindo e bom é o dele, do livro de Natal e é tão divino em termos de sabor e fica tão lindo em termos de efeito visual, que fiquei espantada por o teu não sair bem...
Bom, esta massinha por seu lado, saiu bem e que delícia que deve ser.
Amiga, por cá as coisas também não andam muito bem, pois as minhas costas têm andado a matar-me, mas mesmo que não nos encontremos antes do Natal, quando quiseres ligar estás à vontade tá?
Beijinhos grandes e bom fim de semana para ti e filhotes,
Lia.
De Helena a 13 de Dezembro de 2013 às 18:29
Maria
Adorei esta massa apimentada e alcoolizada. Hei-de experimentar.
Beijo
De fyba a 22 de Dezembro de 2013 às 21:38
Querida amiga Maria.
Passei para te desejar assim como também a toda a familia um Natal pleno de alegrias, paz e muito amor e que o Ano Novo venha repleto de muita luz,saúde e felicidade. Que possamos manter sempre este carinho e amizade, mesmo virtual, pois o sentimento não conhece a distância .Voce é uma amiga muito especial e querida.
Boas Festas para todos.
Beijinhos
De gina a 22 de Dezembro de 2013 às 21:45
Maria.
Te mandei uma mensagem ,mas não sei porque saiu com o nome de fyba  em lugar de Gina.
beijinhos 
De Prato Caseiro a 1 de Janeiro de 2014 às 19:09
Votos de um Próspero Ano Novo 2014!
http://www.pratocaseiro.blogspot.pt/
De gina a 14 de Fevereiro de 2014 às 14:19
Querida Maria.
Muitas saudades!
Estão todos bem? e os fifis também?
Se der mande noticias.
Beijinhos e um feliz final de semana

Contador
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Dezembro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
últ. comentários
Ficou lindo, foi a minha inspiração para o almoço ...
Parece impossível a sra classificar como peixe da ...
è um prato da minha infância, de que guardo record...
O que é maca?
Um correcçãoNão consigo recordar o ano mas seguram...
maravilha
maravilha
De facto cavala e sarda não são o mesmo peixe, as ...
Top blogs de receitas
blogs SAPO