Bem vindos à Oficina das Papitas. Este meu projecto, tem como principal objectivo ajudar os meus filhos que já não vivem comigo, mas que têm de cozinhar para si próprios. Espero assim poder ajudá-los. Tentarei fazê-lo com muito amor.
Janeiro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
Posts mais comentados
10
Jan
12

Quem apelidou este prato de berlindes de carne foi o meu fifi Picausinho, quando era pequenino. Era um menino que gostava de brincadeiras de rua; passava o dia montado na bicicleta e adorava jogar ao berlinde. Picau era o que dizia chamar-se quando lhe perguntavam o nome, pois não o sabia pronunciar. Quanto tempo passou…

 

A ele lhe dedico esta receita que tanto aprecia. 

 

O que preparar: ( para 30 “berlindes”)

 

  1. 1 kg de carne picada ( eu uso metade porco, metade vitela);
  2. 1 ovo;
  3. 1 colher de chá de mostarda;
  4. 1 colher de chá de molho inglês;
  5. Algumas gotas de tabasco (facultativo);
  6. 2 colheres de sopa de farinha de trigo;
  7. Sal, pimenta e noz moscada a gosto;
  8. 1 cebola;
  9. 2 colheres de polpa de tomate;
  10. 2 colheres de margarina;
  11. 1 dente de alho;
  12. ½ copo de vinho branco;
  13. 1 pacote de natas – 200ml. 

 

Como preparar:

 

Colocar numa tigela a carne picada e juntar-lhe o ovo, a farinha, a mostarda, o molho inglês, o tabasco, se usar, e temperar de sal, pimenta e noz moscada. Colocar durante cerca de 1 hora no frigorífico para “enrijecer”.

 

Passado esse tempo, tender, sempre com as mãos molhadas pois facilita o trabalho e a carne não adere às mãos, bolinhas com a dimensão de nozes.

 

Colocar ao lume a cebola picada, o alho picado e a margarina. Deixar derreter e aquecer mas sem alourar. Juntar a polpa de tomate, deixar suar cerca de 2’ e refrescar com o vinho branco. Mexer e juntar as bolinhas de carne. Tampar a Penela e deixar cozinhar cerca de 15’ em lume brando, sacudindo a panela de vez em quando para a carne não pegar. Ao fim deste tempo, altear o lume, deixar ferver durante uns segundos e deitar as natas. Mexer com delicadeza para as natas se misturarem no molho, baixar novamente o lume de deixar ao lume até começar a ferver. Estão prontas.

 

Servir por cima de esparguete cozido e regado com ½ dl de aziete onde fritaram 2 dentes de alho. Regar com o molho que se formou.

 

Mãos à obra.

 

publicado por Maria às 08:00
De Bombom a 10 de Janeiro de 2012 às 22:03
Maria, antes de mais, muito obrigada pela visitinha! Foi com muito gosto que a encontrei lá no Meu Estaminé! Agora vamos aos Berlindes de Carne: não conheço nenhuma criança que não goste deles. São fáceis de comer (sem ossos nem espinhas,he,he), muito bem apaladados e é só engolir! Esta sua receita deve ser muito gostosa, a avaliar pelos ingredientes. Eu só não posso usar o azeite com o alho do final sobre a massa, por causa da minha visícula, mas de resto estou tentada a experimentar. Obrigada por partilhar. Bjs. BOmbom

Contador
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Janeiro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
últ. comentários
Ficou lindo, foi a minha inspiração para o almoço ...
Parece impossível a sra classificar como peixe da ...
è um prato da minha infância, de que guardo record...
O que é maca?
Um correcçãoNão consigo recordar o ano mas seguram...
maravilha
maravilha
De facto cavala e sarda não são o mesmo peixe, as ...
Top blogs de receitas
blogs SAPO