Bem vindos à Oficina das Papitas. Este meu projecto, tem como principal objectivo ajudar os meus filhos que já não vivem comigo, mas que têm de cozinhar para si próprios. Espero assim poder ajudá-los. Tentarei fazê-lo com muito amor.
Março 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Posts mais comentados
31
Mar
12

Este foi um dos bolinhos preparados com todo o carinho para a festinha do meu bebé que já tem 9 anos. Apesar dele não gostar de bolos ou de qualquer tipo de doçuras, não descansou enquanto não trouxe este para a "oficina das papitas", como ele diz, pois gostou muito do aspecto.

É que lá no fundo, eu sei  que tem imensa pena de não gostar de doces pois reparo no seu olhar ao observar as reacções dos que os rodeiam quando de prazenteiam com um doce.

Ele bem tenta,mas não consegue mesmo gostar. 

Aqui fica o bolinho que ele me pediu para postar e que tanto gostaria de gostar.

 

O que preparar:

 

  1. 200g de chocolate 70% cacau;
  2. 125g de manteiga;
  3. 8 ovos;
  4. 7 colheres de sopa de açúcar ;
  5. 1 colher de sobremesa de extracto de baunilha.

 

Como preparar:

 

Derreter o chocolate juntamente com 3 colheres de sopa de água. Quando estiver derretido e ainda quente, juntar a manteiga mexendo até derreter. Se for necessário, fazer esta operação em cima do lume brando. Reservar.

 

Bater 4 claras em castelo indo acrescentando aos poucos 7 colheres de sopa de açúcar enquanto batem. Reservar.

 

Juntar as  4 gemas com os 4 ovos inteiros restantes, mexer bem com uma vara de arames o extracto de baunilha. Mexer bem e juntar o chocolate. Depois de bem misturado, adicionar as claras em castelo, mexendo suavemente até estarem incorporadas.

 

Forraruma forma de aro com papel vegetal.

 

Verter a massa para a forma e levar ao forno pré aquecido a 180ºC durante 40’.

 

Retirar do forno ao fim deste tempo e deixar arrefecer na forma. 

 

Entretanto,preparar a cobertura da seguinte forma:

O que preparar:

  1. 150g de chocolate 50% cacau;
  2. 50g de manteiga;
  3. 100ml de natas;
  4. 50g de açúcar de confeiteiro.
Como preparar:
Derreter em banho maria o chocolate juntamente com amanteiga. Quando estiver em creme, juntar o açúcar e mexer bem. Juntar, por fim, as natas em fio, já com o chocolate fora do calor.
Cobrir o bolo frio com uma espátula, fazendo círculos para dar um aspecto caseiro. Se gostar, enfeitar com confetis de açúcar.
Mãos à obra.

 

publicado por Maria às 08:00
30
Mar
12

Lulas, calamares, calamari são essencialmente usadas na dieta mediterranica sendo que, cada país desta região tem as suas formas favoritas de preparar. Em Itália é da forma que apresento hoje que são mais apreciadas e, por isso ,lhes chamei calamari. Se não conhecem esta forma de preparar, experimentem porque é um petisco delicioso.

O que preparar:

 

  1. 1 Kg de lulas ( podem ser congeladas);
  2. 100ml de butermilk;
  3. Molho picante;(facultativo)
  4. 120g de farinha de trigo;
  5. 75g de semolinho ( sêmola de milho);
  6. 50g de Maizena;
  7. Óleo vegetal para fritar;
  8. Sal e pimenta a gosto.

 

Como preparar:

 

Cortar as lulas em anéis com cerca de 1cm. Colocá-las num saco de plástico juntamente com o sal, pimenta, butermilk e o molho picante. Massajar para espalhar os temperos e guardar no frigorífico pelo menos 2 horas.

 

Na altura de preparar, colocar num recipiente a farinha de trigo, o semolinho e a Maizena. Misturar bem.

 

Retirar as lulas do saco e colocá-las num passador para escorrer o tempero em que estiveram.

 

Aquecer bem o óleo numa frigideira funda ou numa caçarola, passar as lulas pelas farinhas e deitar no óleo. Não deixar fritar mais do que 1’ pois a partir desse tempo de fritura as lulas secam ficando com textura de borrachinhas.

 

Ir retirando, colocando em papel absorvente que pode ser simplesmente, papel de cozinha e voltar a deixar aquecer bem o óleo para deitar mais lulas para fritar. Volto a frisar que o tempo de fritura é muito rápido e não deverá ultrapassar 1’.

 

As lulas ficam crocantes por terem sido panadas nas farinhas e ficam macias por terem marinado em butermilk.

 

Ir comendo as lulas “mergulhadas em maionese  que foi temperada com 2 dentes de alho ralados, sumo de  ½ limão e cebolinho picado.

 

Uma boa salada será um bom acompanhamento.

 

Mãos à obra

 

tags: ,
publicado por Maria às 08:00
29
Mar
12

Quando a vontade de cozinhar não é muita, quando a imaginação parece que se esfumou, quando tenho bacalhau ou qualquer outro peixe, atum de conserva ou carne e não sei o que fazer com ele/a, preparo um suflê pois nunca desiludo quem sento à mesa nessa refeição.

 

O que preparar:

 

  1. 400g de bacalhau;
  2. 40g de manteiga;
  3. 1 colher de sopa de azeite;
  4. 1 dente de alho;
  5. 1 cebola pequena;
  6. 1 folha de loureiro;
  7. 50g de farinha de trigo;
  8. 3,5dl de leitr;
  9. 3 gemas;
  10. 6 claras;
  11. Queijo parmesão para polvilhar;
  12. Manteiga para untar o pirex;
  13. Sal e pimenta a gosto.

 

Como preparar:

 

Depois de demolhar o bacalhau, cozê-lo e  limpá-lo de peles e espinhas.Pisar o bacalhau num pano com a ajuda do rolo da massa ou num passe vite.

 

Fazer um refogado com o azeite, a manteiga, o alho e a folha de loureiro. Quando começar a alourar, adicionar a farinha, mexer bem e em seguida ir juntando o leite quente, em fio, mexendo sempre. Deverá ficar um creme meio espesso. Deixar ao  lume até começar a borbulhar. Nessa altura retirar do fogo e juntar as gemas uma a uma, mexendo sempre. Temperar de sal e pimenta e juntar nesta altura o bacalhau desfiado.

 

Na altura de servir, untar um pirex com manteiga. Levantar as claras em castelo bem firme, juntando umas gotas de limão para ajudar. Misturar com muito cuidado as claras em castelo na mistura do bacalhau, juntando pouco apouco e mexendo de baixo para cima.

 

Verter a mistura no pirex e levar ao forno a 220ºC durante cerca de 20 a 25’. Servir imediatamente.

 

O suflê cresce bastante e o forno deverá estar bem quente mas não em demasia.

 

Como disse acima, pode-se substituir o bacalhau por qualquer outro peixe, atum em conserva ou mesmo restos de carne desfiada.

 

Servir com uma boa salada verde.

 

Mãos à obra

 

tags:
publicado por Maria às 08:00
28
Mar
12

Esta era a forma como a minha mãe assava a carne de vaca e é, normalmente, desta forma que sempre a cozinho. Partilho-a hoje convosco pois acho que fica muito saborosa e  sabe sempre bem uma comidinha caseira das nossas mães ou avós.

 

O que preparar:

 

  1. 1 peça de carne de vaca para assar com cerca de 1200g ( eu uso agulha ou ponta de alcatra);
  2. 2 cebolas;
  3. ½ chouriço de carne de boa qualidade;
  4. 2 folhas de loureiro;
  5. 1 colheu de sopa de pimentão doce;
  6. 4 dentes de alho;
  7. 1 lata pequena de tomate pelado ou 3 tomatinhos frescos,  bem maduros;
  8. 3 colheres de sopa de polpa de tomate;
  9. 1 colher de sopa de manteiga ou margarina;
  10. 0,5 dl de óleo vegetal;
  11. 1 dl de vinho branco;
  12. Sal e pimenta acabada de moer, a gosto.

 

Como preparar:

 

Limpar a carne de todas as gorduras indesejáveis e com ponta da faca de cozinha fazer alguns golpes profindos de lode a chegar ao centro da peça. Partir 2 dentes de alho em fatias, uma folha de loureiro em pedaços e parte do couriço em cubos pequenos. Rechear os golpes da carne com estes três ingredientes. Temperar a peça com sal e pimenta e o pimentão doce.

 

Num tacho colocar as cebolas partidas em quartos, a carne, a outra folha de loureiro, os dentes de alho restantes, o restante chouriço partido em rodelas, o tomate, a polpa de tomate, a manteiga e o óleo. Regar com o vinho branco e levar ao lume durante cerca de 1,30h, tendo o cuidado de ir vigiando para não pegar. No caso de se verificar que corre esse risco, acrescentar uma pinga de água mas a menor quantidade possível.

 

Quando a carne estiver cozida, retirar do tacho e deixá-la sobre uma tábua a "descansar" um pouco antes de trinchar.

 

Entretanto, triturar o molho com a varinha mágica.

 

Servir fatiada, regada com um pouco do molho e acompanhada com puré de batata, grelos cozidos e tomate cru.

 

Mãos à obra

 

publicado por Maria às 08:00
27
Mar
12

Uma forma de não comer carne nem peixe mas nem por isso deixar de ter uma refeição deliciosa, é o que trago hoje e o que foi o meu jantar de Domingo.

 

O que preparar:

 

  1. 2 beringelas;
  2. 2 ovos;
  3. Farinha para panar;
  4. Semolinho ;
  5. 2 latas de tomate pelado;
  6. 2 latas de tomate passado;
  7. 3 dentes de alho;
  8. 0,5dl de azeite;
  9. 4 colheres de sopa de açúcar;
  10. 5 folhas de manjericão fresco;
  11. Queijo parmesão e 2 mozzarella frescos ;
  12. Sal e pimenta a gosto.

 

Como preparar:

 

Começar por tirar a casca às beringelas, cortá-las em rodelas e colocá-las num passador com bastante sal (esta operação ajuda a desidratar as beringelas).

 

Fazer o molho Marinara da seguinte forma: ralar os 3 dentes de alho para uma caçarola, deitar o azeite e levar ao lume a alourar, sem queimar. Deitar as 2 latas de tomate pelado bem como as 2 latas de tomate passado. Acrescentar as 4 colheres de sopa de açúcar (1 colher por cada lata de tomate), 50g de queijo parmesão ralado, as folhas de manjericão picadas e temperar de sal e pimenta preta acabada de moer. Deixar este molho cozinhar durante cerca de 30’. Ao fim deste tempo, acrescentar mais uma filhinhas de manjericão grosseiramente picadas e parmesão ralado.

 

Entretanto, preparar 3 recipientes lado a lado, um com farinha, outro com o ovo mexido misturado com um pouco de parmesão e o terceiro com o semolinho. Colocar uma frigideira com óleo vegetal a aquecer e quando estiver à temperatura ideal de fritura, colocar as rodelas de beringela que foram passadas pela farinha, ovo e semolinho.

 

Partir os queijos mozzarella em fatias . Agora, é montar o tabuleiro para ir ao forno:

 

Colocar alguma Marinara no fundo de um tabuleiro de ir ao forno mas sem cobrir totalmente. Fazer uma camada com rodelas de beringela sem as sobrepor. Cobrir com Marinara e polvilhar este com bastante parmesão formando uma camada fina. Por cima dispor metade das fatias de mozzarella. Tornar a fazer uma camada com as rodelas de beringela, colocar por cima o molho marinara,por cima o parmesão e terminar com o ozzarella.

 

Levar ao forno a 200ºC cerda de 20’ sendo que os últimos 5’ accionar o grill.

 

Este  molho marinara que trago pode ser feito e guardado no frigorífico pois é utilizado em muitos pratos tal como bolonhesa, pizzas, ou simplesmente envolvido numa pasta como esparguete polvilhado com parmesão e folhas de manjericão fresco..

 

Mãos à obra

 

publicado por Maria às 08:00
Contador
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Março 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
últ. comentários
pois ! No meu tempo (43/51, chumbei um ano), bat...
Ficou lindo, foi a minha inspiração para o almoço ...
Parece impossível a sra classificar como peixe da ...
è um prato da minha infância, de que guardo record...
O que é maca?
Um correcçãoNão consigo recordar o ano mas seguram...
maravilha
maravilha
Top blogs de receitas
blogs SAPO