Bem vindos à Oficina das Papitas. Este meu projecto, tem como principal objectivo ajudar os meus filhos que já não vivem comigo, mas que têm de cozinhar para si próprios. Espero assim poder ajudá-los. Tentarei fazê-lo com muito amor.
Abril 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
21
22
28
29
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Posts mais comentados
04
Abr
12

Frequento um restaurante no Guincho que serve peixe maravilhoso e tem este robalo ao sal no menu. Nunca o comi mas vejo ser servido noutras mesas e constato que é um prato muito solicitado.

 

Aqui há 2 ou 3 semanas atrás, a receita do robalo ao sal foi publicada nas ementas semanais do jornal “Expresso online” pelo que decidi aventurar-me.

 

Fiquei definitivamente rendida. É de fácil confecção o resultado é divinal. Acreditem em mim e experimentem. Sei que não se irão arrepender.

 

O que preparar: ( para 4 pessoas)

 

  1. 4 robalos médios limpos mas com escamas;
  2. 2 Kg de sal;
  3. 2 claras de ovos;
  4. 12 batatinhas novas;
  5. Legumes a gostos;
  6. 1 dl de azeite de boa qualidade;
  7. 4 dentes de alho;
  8. Folhas de funcho.

 

Como preparar:

 

Misturar o sal com duas claras de ovos e dispor metade da quantidade num tabuleiro de forno. Colocar os robalos e cobri-los com o restante sal. Dispor em volta as batatinhas devidamente lavadas e passadas por sal grosso e levar o tabuleiro ao forno a 180ºC durante cerca de 30 a 40’.

 

Entretanto cozer os legumes a vapor e preparar o seguinte molho: laminar os alhos e colocá-los num tachinho juntamente com o azeite e as folhinhas de funcho. Levar ao lume a aquecer mas sem deixar fritar o alho. Manter quente.

 

Retirar o tabuleiro com os robalos do forno, dar uma pancadinha em cada batata (batata a murro) e reservar.

 

Com a ajuda de uma faca, “partir” a camada de sal que cobre o peixe. Retirar-lhe as espinhas e empratar juntamente com as batatas e os legumes. Regar com o azeite aquecido e servir de imediato.

 

Delicioso e fácil.

 

Mãos à obra. 

 

tags:
publicado por Maria às 08:00
Contador
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Abril 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
21
22
28
29
últ. comentários
No Amarelo do Colégio Militar as Batatas Fritas sã...
 No Amarelo do Colégio Militar as Batatas Fri...
Minha avó, que cresceu em Mogadouro, muitas vezes ...
pois ! No meu tempo (43/51, chumbei um ano), bat...
Ficou lindo, foi a minha inspiração para o almoço ...
Parece impossível a sra classificar como peixe da ...
è um prato da minha infância, de que guardo record...
O que é maca?
Um correcçãoNão consigo recordar o ano mas seguram...
Top blogs de receitas
blogs SAPO