Bem vindos à Oficina das Papitas. Este meu projecto, tem como principal objectivo ajudar os meus filhos que já não vivem comigo, mas que têm de cozinhar para si próprios. Espero assim poder ajudá-los. Tentarei fazê-lo com muito amor.
Setembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
22
23
24
26
27
28
29
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Posts mais comentados
30
Set
12

Tenho referido varias vezes o meu mestre culinario. Foi com ele que aprendi muitos segredos da cozinha e a cozinhar por forma a deixar a minha familia com um sorriso rasgado.

Falo-vos, e claro, do Chefe Silva, Chefe ainda com o "e" no final mas que afinal ensinou tantas e tantas maes e filhas portuguesas que, nos anos 70 e 80 compravam as suas Tele Culinarias e se deliciavam com tantos ensinamentos dos mais comuns aos mais elaborados e que, tal como eu, reitero, aprenderam com ela a cozinhar.

Cruzei-me com ele ha 3 ou 4 anos e nao tive coragem de se me  dirigir a cumprimenta-lo agrandecendo o que por mim havia feito, sem o saber. Fiz mal em nao ter tomado essa iniciativa pois outra oportunidade, certamente, nao surgira.

E uma pena que com o nascimento da nouvelle cuisine se tenham comecado a protagonizar  os Chefs das novas escolas e que se tenha condenado ao esquecimento o que foi, a par com  Maria de Lurdes Modesto,  o melhor Chefe que Portugal teve. Nao quero despristigiar com estas minhas palavras os grandes e actuais Chefs, alias, quem sou eu para o fazer; ha profissionais fantasticos que ao adoptar a cozinha saudavel e sguindo o que e considerado hoje em dia o politicamente correcto na alimentacao, nos apresentam e ensinam pratos que sao autenticas obras de arte, para os olhos e paladar.

Porem, quem nao gosta de uma bela feijoada, de um tipico bacalhau a lisboeta e outros tantos pratos tipicos da cozinha deste pais que nos viu nascer? Quem nao aprecia uma cozinha economica, que resulta em pratos tao deliciosos e, por vezes, com tao poucos ingredientes? Quem nao se delicia com os doces conventuais que superam qualquer doce por esse mundo fora? Nisto, o Chefe Silva e imparavel.

Obrigada Chefe Silva por tudo o que me ensinou.


O prato que hoje trago e de uma confeccao muito simples, apropriado para quem tem pouco tempo, esta com pouca paciencia para a cozinha ou ainda, para quem tem pouca experiencia.

E muito saboroso alias, e volto a referir, como todos os pratos ensinados pelo Chefe Silva.

 

O que preparar:

  1. 3 latas de atum;
  2. 1 molho generoso de espinafres;
  3. 75g de manteiga;
  4. 1 colher de sopa de farinha de trigo;
  5. 2,5 dl de leite;
  6. 1 gema de ovo;
  7. sal, pimenta e noz moscada e sumo de limao a gosto;
  8. 1 colher de sopa de queijo ou pao ralado (usei parmesao ralado na hora).

Como preparar:

Escolher e lavar bem as folhas de espinafre, coze-las em agua abundante temperada com sal, durante cerca de 5'. Escorrer  os espinafres depois de cozidos e tempera-los com um pouco de manteiga.

Untar um pirex com manteiga e espalhar os espinafres.

Escorrer muito bem o atum esfarela-lo e espalha-lo por cima dos espinafres.

Entretanto preparar o molho para gratinar, tal como se prepara o molho bechamel, ou seja:

deitar 30g de manteiga num tachinho, levar a aquecer e deitar de uma vez a farinha de trigo. Mexer muito bem, e em seguida juntar o leite quente, em fio, mexendo sempre para nao formar grumos. Deixar levantar fervura e, quando comecar a borbulhar, retirar do lume. Misturar a pimenta, sal, noz moscada e sumo de limao.

Cobrir o atum com este molho e espalhar por cima o queijo ralado. espalhar pedacinhos pequeninos de manteiga por cima e levar a gratinar ao forno forte, ate alourar.

Em vez de espinafres pode-se usar outros legumes. Nesta versao que apresento na foto, utilizei broculos, ficando igualmente muito saboroso .

Maos a obra.

publicado por Maria às 08:00
25
Set
12

 

E pronto, ca estou eu de volta, ainda nao completamente restabelecida do que me manteve arredada da minha cozinha, mas com muitas, muitas saudades.

Ao longo deste tempo, pouco cozinhei pois, pouca paciencia houve para isso. Tenho muitas fotos e receitas feitas e nao publicadas,  que foram no meu pc para longe de mim, por uns tempos. Por agora, estou com uma maquina excelente , muito melhor que a minha ate, mas que, como devem estar a reparar, nao tem o teclado condicente com a lingia portuguesa. Peco por isso desculpa e alguma paciencia da vossa parte para a falta de pontuacao.

A receita que hoje trago foi aprovadissima ca em casa e ja a fiz 2 vezes. Fiz com abrunhos, pois tinha bastantes ca em casa e e um fruto que muito aprecio. Podera ser feito com ameixas, sendo que a receita original e esse fruto que pede.

Espero que gostem tanto como eu.

Esta receita foi adaptada do Blog gourmets amadores

 

 

 

O que preparar:

  1. 2 ovos ;
  2. 130 ml iogurte natural ;
  3. 80 ml óleo de girassol;
  4. 180 g açúcar amarelo;
  5. 2 colheres (chá) fermento quimico;
  6. 300 g farinha de trigo;
  7. 12 abrunhos, partidos ao meio e sem caroço;
  8. 2 colher (chá) raspa de limão;
  9. acucar de confeiteiro para polvilhar. 

Como preparar:

Pré aquecer o forno a 180ºC. Forrar uma forma de fundo amovível com papel vegetal ( eu forro somente a base). Bater os ovos com o açúcar, juntar o óleo, a raspa de limão e o iogurte.

Deitar a farinha e o fermento e baera até obter uma mistura homogénea. Verter para a forma preparada.

 Dispor as metades dos abrunhos  pela massa com a parte cortada para cima. Polvilhar com o acucar de confeteiro . Levar ao forno durante 30 a 40' ou até a massa estar dourada. Fazer o teste do palito.


Maos a obra.

tags: ,
publicado por Maria às 08:00
21
Set
12

 

E chegou o grande dia!

Vestidas a rigor, em traje de festa, a minhas amigas foram chegando para celebrar comigo o primeiro aniversario da Oficina das Papitas.

A todas, sem excepcao, o meu sentido obrigada. 

 

A todas vos, sem as quais seria impensavel ter conseguido chegar ao final de um ano. Convosco aprendi e aprendo constantemente, partilho os meus bons e maus momentos e, com todo o vosso carinho e motivacao, tenho conseguido atingir o objectivo do mote deste modesto espaco.

 

Aos meus filhos, sem os quais a minha vida nao teria qualquer sentido e que me motivam com todos os seus elogios a continuar este trabalho.  

 

Valeu a pena. Venha mais um ano.

 

E agora, entrem comigo para a sala de jantar e vamos juntos degustar todas as iguarias que me foram oferecendo  e que foram desfilando, uma a uma neste blogue.

 

Obrigada por me terem feito feliz!

 

 

Tirem um talher e:

 

 

 


 


Orderves

 

Queijo de Cabra em Azeite Aromatizado

 

 

Sopas

 

Creme de Tomate e Cenoura

 

Peixes

 

Bacalhau a Bras

 

Pataniscas de Bacalhau


Carnes

 

Sapo no Buraco


Vegetariana


Bolo e queques salgados



Pastas

 

Salada de Esparguete de Salmao

 

Carbonara de Courgette e Cogumelos

 

 

 Sobremesas

 

 

Bolo de Chocolate e Maltesers

 

Bolo Marmore

 

Foundant au Chocolat

 

Bolinhos da Olinda

 

Cupcakes

 

Spongecake de Limao Siciliano

 

Bolo de Coco e Limao


Bolo de Claras com Creme de Ovos



Bebidas com alcool

 

 Sangria


Bebidas sem alcool


Milk on the Rocks

 

 

publicado por Maria às 08:00

http://receitinhasdabelinhagulosa.blogspot.pt/2012/09/bolo-de-claras-com-creme-de-ovos-para.html

 

publicado por Maria às 07:40
20
Set
12

http://almaepalato.blogspot.pt/2012/09/palavras-intraduziveis-e-um-bolo-de.html

 

publicado por Maria às 19:06
Contador
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Setembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
22
23
24
26
27
28
29
últ. comentários
pois ! No meu tempo (43/51, chumbei um ano), bat...
Ficou lindo, foi a minha inspiração para o almoço ...
Parece impossível a sra classificar como peixe da ...
è um prato da minha infância, de que guardo record...
O que é maca?
Um correcçãoNão consigo recordar o ano mas seguram...
maravilha
maravilha
Top blogs de receitas
blogs SAPO