Bem vindos à Oficina das Papitas. Este meu projecto, tem como principal objectivo ajudar os meus filhos que já não vivem comigo, mas que têm de cozinhar para si próprios. Espero assim poder ajudá-los. Tentarei fazê-lo com muito amor.
Janeiro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
14
16
17
20
21
22
24
25
26
29
31
subscrever feeds
Posts mais comentados
30
Jan
13
Ainda em modo de preguiça e negação a comidas elaboradas, trago-vos uma sopa deliciosa que se faz na hora.
A forma que os ovos tomam ao serem deitados em fio, deram o nome a esta sopa de Stracciatella que, em italiano, significa pequenas tiras.
Cozinha italiana em todo o seu explendor. Como tenho referido por diversas vezes aqui, é a minha cozinha predilecta. 
O que preparar:
  1. 1,5l de caldo de galinha/frango, natural;
  2. 1/2 molho de espinafres;
  3. 2 ovos;
  4. 3 colheres de sopa de queijo parmesão ralado no momento;
  5. sal, pimenta e salda a gosto.

Como preparar:

Ferver numa panela o caldo de galinha ( eu aproveito o caldo de cozedura da ave). Bater os ovos com o queijo parmesão ralado na hora. Quando o caldo estiver a ferver, juntar lentamente os ovos em fio, mexendo com um garfo. Vão-se formando fios. Juntar em seguida os espinafres arranjados e lavados. Deixar amolecer os espinafres e juntar 1 colher de sopa de salsa picada. Rectificar temperos e manter em lume brando até servir.

E é só! Deliciosa, acreditem.

Mãos à obra.

publicado por Maria às 17:54
28
Jan
13



Ando numa fase de negações no que concerne à alimentação; negação a cozinha muito elaborada, negação a carne, negação fritos e refogados. São fases e isto passa-me, que eu sei, mas, enquanto dura, aproveito para comer de forma saudável e económica. Tiro partido das minhas negações que, vendo bem, até são saudáveis e resultam em pratos muito saborosos.

Fiz estas frittatas em ponto pequeno, que não o são, literalmente, frittatas,pois são cozinhadas totalmente no forno. Fizeram um sucesso cá em casa e foram só precisos uns 20´para as cozinhar. 

O que preparar ( para 9 fritatas):


  1. 4 ovos;

  2. 100g de salmão fumado;

  3. 1 cebola pequena bem picadinha;

  4. 1/4 de pimento vermelho;

  5. 1 fio de azeite;

  6. cebolinho, sal, pimenta e queijo parmesão ralado, a gosto.


Como preparar:

Picar bem a cebola, bem fininha, e levar ao lume a alourar em azeite ( somente 1 fio). Quando ficar translúcida, apagar o lume e reservar.

Bater numa taça os 4 ovos e juntar a cebola, o salmão fumado partido em bocadinhos pequenos, o cebolinho e o pimento partido também em bocadinhos pequeninos. Temperar com sal, pimenta e juntar cerca de 1 colher de sopa de parmesão ralado na hora ( facultativo).

Verter o preparado para forminhas individuais de silicone e levar a forno médio ( 180ºC) cerca de 15´. Desenformar e servir com uma boa salada ou com legumes cozidos em vapor.

São também deliciosas para uma entrada ou para levar num cesto de pic nick.

Os ingredientes que juntei são bem ao gosto de cá de casa. Porém podem ser utilizados outros ingredientes aos ovos, conforme a imaginação e gosto de cada um.

Mãos à obra.

publicado por Maria às 19:32
27
Jan
13

 

 

 

A única coisa que supera a alegria de reencontrarmos 1 amiga de infância é reencontrarmos 15 amigas de infância!!!

Amizades distantes que julgávamos perdidas no tempo e no espaço, mas que permaneceram sempre, nos nossos corações.

A elas lhes dedico este meu poste de hoje, uma sobremesa docinha como a amizade e as memórias que nos unem.

Uma bomba calórica mas, para saborearmos enquanto recordamos os tempos de vésperas, who cares?

Para os Crepes:

O que preparar:


  1. 100g de farinha de trigo;
  2. 60g de manteiga;
  3. 2 ovos + 1 gema;
  4. 250ml de leite à temperatura ambiente;
  5. 1 pitada de sal.

Como preparar:

Numa taça misturar a farinha com os ovos e a gema. Juntar o sal e o leite em fio, à temperatura ambiente. Passar por um passador e juntar a manteiga derretida.

Aquecer uma frigideira anti-aderente e ir deitando porções de massa de molde a cobrir a fundo da frigideira mas tendo o cuidado de deixar uma camada muito fina. Quando começar a formar “bolhinhas” virar a massa e deixar cozer mais uns segundos. Retirar para um prato e reservar.

Para o molho de chololate:

O que preparar:

  1. 100g de chocolate;
  2. 100 ml de natas.

Como preparar:

Colocar o chocolate e as natas numa taça colocando-a dentro de uma panela com água e levar ao lume. Quando a água começar a ferver, o chocolate começa a derreter e, nesta altura, convém ir mexendo para misturar as natas. Retirar do lume quando resultar um creme brilhante.

 

É ainda necessário sorvete de baunilha e natas batidas em chantily.

Montagem:

Colocar um crepe num prato de servir, e sobre o crepe dispor uma bola de sorvete de baunilha. Enrolar o crepe e regá-lo com um pouco do molho de chocolate ainda quente. Decorar com natas batidas em chantilly.

Mãos à obra.

 

 

 

 


publicado por Maria às 16:34
23
Jan
13
O bacalhau espiritual é das minhas formas favoritas de comer o fiel amigo. Porém, as receitas que tinha eram tão trabalhosas e deixavam-me tão cansada que evitava fazer. Até que descobri esta receita tão simples, tão rápida e tão saborosa que corri aqui a vir partilhá-la convosco. Confiram o que vos digo.
O que preparar:
  1. 500g de bacalhau cozido, desfiado, limpo de peles e espinhas;
  2. 200g de cebola picada;
  3. 100g de cenoura ralado;
  4. 1 folha de loureiro;
  5. 3 dentes de alho picados;
  6. 300g de molho branco feito com a água onde cozeu o bacalhau;
  7. quijo ralado, azeite, sal e pimenta a gosto.

Como preparar:

Refogar em azeite a cebola, os alhos, a cenoura e a folha de loureiro. Juntar o bacalhau desfiado e envolver bem.

Acrescentar o molho branco. Envolver o bacalhau com o molho e corrigir temperos. 

Colocar num prato de ir ao forno, polvilhar com queijo ralado e levar ao forno a 160ºC aproximadamente 20´para aquecer e gratinar. 

Servir de imediato se possível com uma salada verde.

 

Para o molho branco:

300ml de leite; 2 colheres de sopa de farinha; 2colheres de sopa de manteiga; sal, pimenta e noz moscada a gosto.

 

Derreter a manteiga, juntar-lhe a juntar a farinha e mexer bem até obter uma pasta homogénea. Ainda ao lume, acrescentar o leite em fio batendo contantemente para não queimar. Deixar cozer a farinha por alguns minutos e temperar no fim com sal, pimenta e noz moscada.

 

Mãos à obra.

publicado por Maria às 20:23
19
Jan
13

Lá fora a tempestade, cá dentro a bonança. No quentinho, conforto e segurança do lar, passei a manhã na cozinha a fazer uma das coisas que mais gosto: mimos para a família.

Entre pão, iogurtes, bolachinhas, almoço e jantar, fiz este bolo que se revelou muito, muito bom.  É suave e o misto de bolo e pudim, apesar de bem definidos, envolvem-se no palato dando-nos uma certa tranquilidade. Sim, porque os doces a mim, tranquilizam-me.

O que preparar:

Caramelo:

  1. 125g de açúcar;
  2. 30ml de água + 2 colheres de sopa de água.

Pudim:

  1. 3 ovos;
  2. 150g de açúcar;
  3. 120ml de natas;
  4. 140ml de leite;
  5. Pau de canela, casca de limão e/ou vagem de baunilha.

Bolo:

  1. 3 claras;
  2. 50g de manteiga amolecida;
  3. 50g de farinha com fermento;
  4. 100g de açúcar.

Como preparar:

Caramelo:

Misturar a água com o açúcar. Levar ao lume até que fiquem com cor de caramelo. Nesta altura, deitar as 2 colheres de sopa de água, com algum cuidado pois salpica. Deixar ao lume mais uns 5´até obter a consistência desejada.

Deitar o caramelo numa forma de pudim e fazer movimentos circulares de molde às paredes ficarem cobertas com o caramelo.

Pudim:

Ferver o leite com as natas e os aromatizantes ( casca de limão, pau de canela e baunilha). Deixar infusionar 2 ou 3´e coar. Misturar os ovos com o açúcar e deitar a mistura de leite e natas em fio até obter uma mistura homogénea. Deitar o preparado na forma.

Bolo:

Bateras claras em castelo firme. Bater a manteiga com o açúcar até ficar uma mistura esbranquiçada. Juntar a farinha e as claras alternadamente, mexendo gentilmente. Verter esta mistura sobre o pudim.

Ao deitar o bolo sobre o pudim, as duas massas parecem misturar-se. Não alarmar pois ao cozer, ficam 2 camadas bem definidas.

Levar ao forno pré aquecido a 180ºC num tabuleiro com água. Deixar cozer cerca de 45´ fazendo o teste do palito. Se a meio da cozedura achar necessário, cobrir a forma com papel de alumínio para não queimar o bolo.

Desenformar depois de frio.

Mãos à obra.


Receita adaptada da Flagrante Delícia

 

publicado por Maria às 20:22
Contador
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Janeiro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
14
16
17
20
21
22
24
25
26
29
31
últ. comentários
Ficou lindo, foi a minha inspiração para o almoço ...
Parece impossível a sra classificar como peixe da ...
è um prato da minha infância, de que guardo record...
O que é maca?
Um correcçãoNão consigo recordar o ano mas seguram...
maravilha
maravilha
De facto cavala e sarda não são o mesmo peixe, as ...
Top blogs de receitas
blogs SAPO