Bem vindos à Oficina das Papitas. Este meu projecto, tem como principal objectivo ajudar os meus filhos que já não vivem comigo, mas que têm de cozinhar para si próprios. Espero assim poder ajudá-los. Tentarei fazê-lo com muito amor.
Agosto 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
28
30
31
subscrever feeds
Posts mais comentados
29
Ago
13

Dia 21 de Setembro esta Oficina completará 2 anos de publicações. À semelhança do ano passado, gostaria muito de festejar com todos vós que me visitam e que, pacientemente, lêem os meus desabafos e as minhas descrições, por vezes enfadonhas, deixando sempre mensagens de carinho e incentivo.

Assim, convido-vos a virem à festa pedindo-vos que me tragam um presente. Esse presente consistirá, e também à semelhança do ano anterior, numa receita culinária simples e de rápida confecção para os meus fifis pois, como sabem, este espaço é essencialmente deles e para eles.

Não haverá concursos nem prémios; apenas o prazer da partilha e do convívio. Poderão deixar o link do vosso presente nos comentários deste post, na página do facebook ou no e-mail "papitas-para-fifis@hotmail.com". Ficará ao vosso critério. Serão aqui publicadas, uma a uma, as receitas que forem chegando e essa publicação será feita por ordem de chegada referindo sempre o autor e o respectivo blog, se for caso disso.  Conto convosco até dia 20 de Setembro pois, no dia 21 será a celebração, sendo publicadas, novamente, mas desta feita em simultâneo, todas as receitas num só post.

Vens à minha festa?

publicado por Maria às 18:37
27
Ago
13
Apesar desta pausa, a minha cozinha continua em velocidade cruzeiro; nada de novo, nada de complicado e muito elaborado, quer porque o calor me tira algum poder de raciocínio ( é mesmo verdade) e de vontade de estar horas na cozinha a fazer mimos para a família, quer porque o apetite e a falta de tempo exigem que as refeições sejam feitas de ingredientes crús, com misturas inventadas no momento, frias e de digestões fáceis. 
Porém, no leito deste rio de preguiça, surgiu esta sopinha que tive mesmo vontade de vir convosco partilhar. É simples, económica e das mais deliciosas que tenho comido. Aproveita-se tudo, inclusivamente, imaginem, as cascas.
A receita foi sugerida e ensinada pelo meu Chef de eleição : Nigel Slater . Adoro tudo o que sugere e nunca me deixou ficar mal.
O que preparar:
  1. 1 abóbora manteiga;
  2. 1 cebola grande;
  3. 1 colher de sopa de pimentão doce em pó;
  4. 4 colheres de sopa de azeite;
  5. 1 haste de alecrim;
  6. 1 colher de sopa de vinagre de cidra;
  7. caldo de legumes que baste;
  8. sal, azeite a gosto.

Como preparar:

Retirar a casca da abóbora com um descascador de legumes de molde a que saiam lascas finas. Colocar essas cascas num tabuleiro de forno e salpicar com folhas picadas de alecrim, sal, um fio de azeite e um fio de vinagre de cidra. Levar ao forno a 180ºC, deixando-as cerca de 30 minutos ou até ficarem crocantes. Retirar do forno e reservar.

Entretanto, partir a abóbora em cubos, a cebola também em cubos e colocar ambas numa pamela. Salpicar com o pimentão doce em pó, regar com as 4 colheres de sopa de azeite e levar ao lume até a abóbora começar a amolecer. Nessa altura deitar o caldo de legumes, não emergindo estes totalmente, ficando assim a parte superior fora do caldo. Deixar ferver até a abóbora estar cozida e macia. Triturar com a varinha mágica e, caso se ache o caldo muito espesso, deitar um pouco mais de caldo até se obter a consistência desejada. Temperar de sal e servir com algumas cascas crocantes em cima.

Esta sopa fica muito aveludada e contrasta com a "crocância" das cascas. É maravilhosa.

Mãos à obra,

tags:
publicado por Maria às 18:59
07
Ago
13

publicado por Maria às 14:48
01
Ago
13

 

 

 

 

 

 

 Eis que de novo chega mais um "Dia Um... na Cozinha", um evento que tem lugar em todos os dias 01 de cada mês, cuja ideia foi da Isabel Figueiredo, posteriormente delineado e posto em prática não só pela Isabel, como também pela Aida Silva, pela Isabel Fernandes e pela Mena Lopes numa amena cavaqueira com muita brincadeira.

A ideia surgiu aquando da transmissão de um programa da Lorraine Pascal e, conversa puxa conversa, o projecto começou a ser delineado, amadurecido e, posteriormente, posto em prática. Este trabalho em conjunto vai agora sair da casca e estender-se a todos quantos na blogosfera estejam interessados em  participar.

Assim, quem quiser (seja de que país for) pode aderir ao grupo “Dia Um... Na Cozinha”, em https://www.facebook.com/groups/181929905314399/(página do grupo no facebook) e aguardar instruções para começar a participar, na próxima e 4ª edição.


 

 



Desta feita a escolha racaiu sobre gelados. Para mim, o tema não podia ter sido mais bem escolhido. Aproveitei para fazer um gelado que andava há bastante tempo para experimentar e arrependi-me veemente de não o ter feito há mais tempo. É um gelado suave, perfumado, cremoso e muito marcante. Fui buscá-lo ao livro da Tessa Kiros cujas receitas nunca me deixam ficar mal. O resultado foi um must.









 


 O que preparar:

  1. 1 cup de leite;
  2. 1 colher de sopa de flores de lavanda ( podem ser secas); usei do PNN, claro.
  3. 1/2 cup de açúcar ( usei um pouco menos);
  4. 250g de Mascarpone;
  5. 3 gemas de ovo;
  6. 1 vagem de baunilha sem sementes ( em alternativa uma colher de sopa de extracto).
1 cup - 250ml

 

Como preparar:

 

Levar ao lume o leite e, assim que der mostras de querer ferver retirar do lume e juntar as flores de lavanda. Deixar em infusão cerca de 10 minutos. Bater de preferência numa batedeira eléctrica as gemas de ovos com o açúcar até formar uma mistura fofa e cremosa.. Coar o leite e verter sobre as gemas, mexendo sempre para não talhar. Levar ao lume brando e ir mexendo com uma colher de pau, raspando sempre o fndo para não deixar pegar. Não deixar esta mistura ferver estando atento para retirar do lume assim que ela engrossar. Se se deixar ferver talha ficando com a aparência de ovos mexidos.

 Fora do lume, juntar o Mascarpone e mexer com uma vara de arames até extinguir os grumos do queijo e ficar uma mistura homogénea e cremosa. Deixar arrefecer por completo e levar a frigorífico para refrescar. 

 Deitar a mistura na cuba da máquina de gelados e proceder conforme as instruções do fabricante. 

 Se não tiver máquina de gelados, colocar a mistura no congelador e, nas primeiras 2 horas, mexer vigorosamente com um garfo de 1/2 em 1/2 hora.

 Servir simples ou com pedaços de fruta vermelha como por exemplo morangos.

Este servi numa caixinha de massa folhada recheada de gelatina de morango e finalizada com uma bola de gelado.

 Divinal, acreditem.

 Mãos à obra.

 Segue-se a lista dos blogs participantes desta edição. Vamos espreitar e deliciarmos-nos?

http://docesemcasa.blogspot.pt/

http://asaventurasdeumamama.blogspot.pt/
http://thewildkitchenportuguesa.blogspot.pt/
http://pratacasas.blogspot.pt/
http://tachosvspanelas.blogspot.pt/
http://emocaoascolheradas.blogspot.pt/
http://docemaisoumenos.blogspot.pt/
http://blogdochocolate.com/

 

 

publicado por Maria às 00:02
Contador
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Agosto 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
28
30
31
últ. comentários
Parece impossível a sra classificar como peixe da ...
è um prato da minha infância, de que guardo record...
O que é maca?
Um correcçãoNão consigo recordar o ano mas seguram...
maravilha
maravilha
De facto cavala e sarda não são o mesmo peixe, as ...
Hoje dia 03 de Março de 2015 fui à procura de uma ...
Top blogs de receitas
blogs SAPO