Bem vindos à Oficina das Papitas. Este meu projecto, tem como principal objectivo ajudar os meus filhos que já não vivem comigo, mas que têm de cozinhar para si próprios. Espero assim poder ajudá-los. Tentarei fazê-lo com muito amor.
Novembro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
25
26
27
28
29
30
subscrever feeds
Posts mais comentados
24
Nov
13
Foi a primeira vez que fiz e comi quinoa e fiquei completamente rendida. Alem do seu alto valor nutricional e de facil preparacao ( assemelha-se a preparacao do arroz) e muito versatil e saborosa. Os graos depois de cozidos apresentam-se em espirais pequeninas e ao mastigarmos sentimos minusculas bolinhas a rebentar na boca. E muito engracada essa sensacao.
Em Potugal julgo ser vendida somente em casas de dietetica, dai a minha dificuldade em encontra-la e nunca a ter feito. Aqui ha em abundancia, vendendo-se em qualquer supermercado.
Nesta minha primeira experiencia resolvi seguir a simplicidade de execucao, nao descorando o sabor. Partilho pois convosco e aconselho vivamente a experimentarem, caso tenham facilidade em encontrarem a venda.
O que preparar ( para 4 pessoas):
  1. 1,5 cup de quinoa e o dobro da quantidade em agua;
  2. 1 maca descascada e cortada em cubos;
  3. sumo de 1/2 laranja;
  4. 2 colheres de sopa de oleo vegetal;
  5. 100g de feijao verde cortado em pedacos pequenos;
  6. 100g de cogumelos fatiados;
  7. 100g de tomate seco;
  8. 1 colher de sopa de molho de soja;
  9. 1 colher de cha de maple syrup ou, alternativamente, de mel.

Como preparar:

Levar a quinoa e a agua ao lume num tacho e, quando comecar a ferver, contar 15 minutos. Retirar do lume e escorrer se ainda houver agua no tacho.Reservar.

Levar ao lume o oleo numa wok e juntar o feijao verde. Deixar frigir cerca de 5 minutos. Juntar os cogumelos, o tomate seco e a maca. Deixar frigir mais 3 minutos. Regar com o sumo da laranja e deixar fervilhar uns segundos. Retirar do lume e juntar a quinoa envolvento bem.

A parte, numa pequena tacinha, misturar o molho de sopa e o maple syrup. Deitar sobre a quinoa e mexer cuidadosamente ate o molho incorporar. Pode ser servido de seguida ou ser guardado no frigorifico para a marmita ou uma refeicao a ser comida mais tarde.

Maos a obra.

 

publicado por Maria às 11:03
05
Nov
13
Ainda em adaptacao e alguma desorganizacao, as refeicoes ca em casa continuam do mais basico e rapido que consigo. Porem, na tentativa de manter uma alimentacao saudavel, socorro-me de um dos meus Chefs de eleicao,  Nigel Slater. Esta receita que hoje trago e muito simples, rapida de preparar e deliciosa. Um fast food saudavel, como quase todos os pratos que o Chef nos ensina. Gostamos tanto que quis vir partilha-la convosco. Espero que tambem gostem.
O que preparar: ( para 2 pessoas)
  1. 1 peito de frango previamente assado. (podem ser sobras de uma refeicao anterior);
  2. 2 colheres de sopa de oleo vegetal;
  3. 1 colher de sopa de mistura de especiarias ( erva doce, cravinho, noz moscada, estrela de aniz, canela, pimenta e gengibre) moidas no pilao;esta mistura e conhecida por mistura chinesa de 5 especiarias, apesar de levar mais 2.
  4. 2 folhas grande de alface iceberg, de preferencia;
  5. 2 colheres de sopa de chutney de figo . A receita fui busca-la a cozinha da Margarida - Figo do Lampo

Como preparar:

Desfiar o frango e frita-lo no oleo vegetal, numa wok de preferencia, juntamente com as especiarias moidas. Deixar frigir cerca de 5 minutos.

Lavar as folhas de alface, seca-las com papel de cozinha e coloca-las numa superficie plana. Dividir o frango pelas duas folhas. Juntar de seguida uma colher de chutney por cada dose. Enrolar com cuidado de molde a formar um rolo recheado com o frango e chutney. Servir em prato ou comer mesmo a mao como se de uma sandwich se tratasse.

Maos a obra.

 

publicado por Maria às 18:10
01
Nov
13

  

 


 

O ruibarbo é semelhante ao aipo, com talo longo e folhas finas no final. O talo, que no caso do ruibarbo é rosa, é a principal parte do alimento. 
Em alguns países, como no Reino Unido, o ruibarbo é consumido como fruta, e não como vegetal. A maioria das receitas feitas com ruibarbo sao doces. Apesar do gosto desagradavel quando cru, resulta num doce maravilhoso quando cozinhado. 
Com ruibarbo faz-se, entre muitas outras coisas, uma sobremesa tipicamente britânica, o crumble, que é uma tarte de duas camadas. A parte de baixo é composta por frutas (morangos, cerejas, maçã ou ruibarbo, por exemplo); Cobre-se, com massa esfarelada de manteiga, açúcar demerara e farinha e leva-se ao forno para dourar. O "crumble de ruibarbo" é excelente. A camada inferior da fruta fica com um sabor agridoce e a cobertura e crocante fundindo-se na boca ambas as texturas, na perfeicao. E excelente  quando acompanhada com sorvete de baunilha, creme custard ou iogurte de ruibarbo e frutos vermelhos. 
O tema do Dia Um... Na Cozinha pedia-nos um crumble com frutas da epoca. Como por esta terra que me acolheu o ruibarbo e considerado um fruto, e estamos no tempo dele, aproveitei a deixa e fiz esta sobremesa tao tipicamente britanica com um fruto que muito por aqui abunda. Espero que gostem.
O que preparar:
  1. 400g de talos de ruibarbo;
  2. sumo de 1/2 limao;
  3. 3 colheres bem cheias de acucar branco;
  4.  200g de iogurte natural;
  5. 150g de acucar demerara;
  6. 200g de farinha de trigo;
  7. 50g de aveia em flocos;
  8. 100g de manteiga sem sal.
Como preparar:
Partem-se os talos de ruibarbo em pedacos com cerca de 2cm. Colocam-se num tabuleiro de forno juntamente com o sumo de limao, as 3 colheres de acucar branco e o iogurte natural. Mistura-se bem ( pode ser com as maos) e leva-se ao forno a 180 C ate a fruta comecar a desfazer-se e os ingredientes ficarem fundidos, o que leva cerca de 30 minutos. Retirar o forno e deixar arrefecer um pouco.
Entretanto, colocar numa taca a farinha, a aveia, o acucar e a manteiga gelada e partida em pedacinhos pequenos. Com as maos fechadas e numa posicao em que os polegares fiquem virados para cima, ir desfazendo a manteiga e misturando com os restantes ingredientes, friccionando os polegares contra os indicadores, estando estes fletidos. Portanto, apanha-se os ingredientes dentro das maos e deixa-se sair entre os polegares e indicadores fazendo frixao entre estes dois. Fazer esta accao e ate se obter uma especie de massa areada e grosseira.
Colocar esta "areia" por cima da fruta em compota e levar ao forno mais 30 minutos ate ficar com um aspecto dourado.
Servir morno e acompanhado com iogurte de ruibarbo, por exemplo.
Maos a obra

 

 

publicado por Maria às 09:00
Contador
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Novembro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
25
26
27
28
29
30
últ. comentários
Parece impossível a sra classificar como peixe da ...
è um prato da minha infância, de que guardo record...
O que é maca?
Um correcçãoNão consigo recordar o ano mas seguram...
maravilha
maravilha
De facto cavala e sarda não são o mesmo peixe, as ...
Hoje dia 03 de Março de 2015 fui à procura de uma ...
Top blogs de receitas
blogs SAPO