Bem vindos à Oficina das Papitas. Este meu projecto, tem como principal objectivo ajudar os meus filhos que já não vivem comigo, mas que têm de cozinhar para si próprios. Espero assim poder ajudá-los. Tentarei fazê-lo com muito amor.
Abril 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
21
22
28
29
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados
04
Abr
12

Frequento um restaurante no Guincho que serve peixe maravilhoso e tem este robalo ao sal no menu. Nunca o comi mas vejo ser servido noutras mesas e constato que é um prato muito solicitado.

 

Aqui há 2 ou 3 semanas atrás, a receita do robalo ao sal foi publicada nas ementas semanais do jornal “Expresso online” pelo que decidi aventurar-me.

 

Fiquei definitivamente rendida. É de fácil confecção o resultado é divinal. Acreditem em mim e experimentem. Sei que não se irão arrepender.

 

O que preparar: ( para 4 pessoas)

 

  1. 4 robalos médios limpos mas com escamas;
  2. 2 Kg de sal;
  3. 2 claras de ovos;
  4. 12 batatinhas novas;
  5. Legumes a gostos;
  6. 1 dl de azeite de boa qualidade;
  7. 4 dentes de alho;
  8. Folhas de funcho.

 

Como preparar:

 

Misturar o sal com duas claras de ovos e dispor metade da quantidade num tabuleiro de forno. Colocar os robalos e cobri-los com o restante sal. Dispor em volta as batatinhas devidamente lavadas e passadas por sal grosso e levar o tabuleiro ao forno a 180ºC durante cerca de 30 a 40’.

 

Entretanto cozer os legumes a vapor e preparar o seguinte molho: laminar os alhos e colocá-los num tachinho juntamente com o azeite e as folhinhas de funcho. Levar ao lume a aquecer mas sem deixar fritar o alho. Manter quente.

 

Retirar o tabuleiro com os robalos do forno, dar uma pancadinha em cada batata (batata a murro) e reservar.

 

Com a ajuda de uma faca, “partir” a camada de sal que cobre o peixe. Retirar-lhe as espinhas e empratar juntamente com as batatas e os legumes. Regar com o azeite aquecido e servir de imediato.

 

Delicioso e fácil.

 

Mãos à obra. 

 

tags:
publicado por Maria às 08:00
De Ginja a 4 de Abril de 2012 às 11:36
Já fizemos uma vez cá em casa e estava com receio, de ficar salgadíssimo, com esta capa de sal, mas não. Ficou perfeito e adoramos.
Um beijinho.
De Maria a 4 de Abril de 2012 às 15:55
Eu não estava com esse receio pois, como disse, já tinha visto ser servido frequentemente e observado as expressões de prazer dos comensais.
Estava era com algum receio de fazer pois temia que o peixe secasse dentro daquele sal todo.
Como sabes fica delicioso.
Beijinhos, minha querida amiguinha.
Maria
De lia a 4 de Abril de 2012 às 11:40
Olá Maria,
Que maravilha este robalinho!!
Ficou um espectáculo. Nunca fiz robalo ao sal, mas já comi e é mesmo maravilhoso. Ando louca é para fazer o peixe no pão que vem naqueles livrinhos do Expresso do Boa cama, Boa Mesa...
Bom, falando do "meu" robalo. Sim Maria, consegui comprar e tenho-me regalado nestas 2 últimas semanas, pois vem cá um peixeiro ao Sábado numa carrinha tipo arca congeladora (que descrição mais parva, mas enfim...) e peixe que ele não traz, como lulas, polvo e outros peixinhos do nosso agrado português, encomendo-lhe e ele já me trouxe 2 polvinhos pequenitos que ainda não fiz, congelei e umas amêijoas divinas que fiz à Bolhão Pato no fim de semana, com a receita do José Avillez (aquele livrinho que a Maria também tem...).
Claro que é tudo caríssimo e deixo lá sempre uma fortuna, mas tenho-me consolado, aliás, temos, todos cá em casa e o meu pequenito (11 anos) que é louco por amêijoas, nem queria acreditar que boas que eram e que ficaram.
Adoro salmão, mas já estou farta de só comer peixinho filetado, que é o que eles aqui masi gostam de vender e então, este peixeirinho, foi a magia do ano (eheheh)!!
Beijinhos grandes e desculpe o entusiasmo e a extensão do testamento,
Lia.
De Maria a 4 de Abril de 2012 às 16:00
Querida Lia, imagino que com essa escassez, o peixe ainda deve saber melhor. A propósito, vives em Glasgow? É a cidade onde vive o meu filho mais velho.Agora está na Tailândia de férias com a namorada, pois foi à procura de calor. Voltará a meio de Abril para a sua cidade de eleição. Ele gosta imenso de viver aí.
Beijos
Maria
De gina a 4 de Abril de 2012 às 21:06
Mais uma delícia da minha amiguinha Maria. Já fiz uma vez essa receita de peixe com  sal, mas a casca  ficou tão dura de partir que precisamos quase usar um machado para ver o peixe. Já havia até sugestões na família para usar a serra elétrica ah! ah! fiquei tão traumatizada que nunca mais fiz a receita e até que o peixinho estava muito bom, quando conseguimos avistá-lo e comê-lo. Eu acho que usei sal demais........Beijinhos da Gina
De Maria a 4 de Abril de 2012 às 22:02
Gina, desculpe-me mas já me fartei de rir com a sua descrição. Eu opino acerca do tempo que esteve no forno pois se calhar foi demasiado. Realmente o sal fica um pouco empedra mas nada que não se resolva com a ponta de uma faca.
Beijinhos minha querida amiga.
Maria
De Deliciart a 5 de Abril de 2012 às 03:29
Acreditas que nunca fiz este pratinho com receio de que ficava demasiado salgado, sim porque 2kg de sal é uma bomba atómica capaz de acabar com qualquer peixe, mas vendo o teu com tão bom aspecto e como dizes sendo muito bom estou tentada a experimentar, pois há que vencer os medos e receios ;) beijinhos
De Maria a 6 de Abril de 2012 às 17:36
Experimenta Vânia. Confia em mim ;))
Beijinhos e boa Páscoa

Contador
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Abril 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
21
22
28
29
últ. comentários
Ficou lindo, foi a minha inspiração para o almoço ...
Parece impossível a sra classificar como peixe da ...
è um prato da minha infância, de que guardo record...
O que é maca?
Um correcçãoNão consigo recordar o ano mas seguram...
maravilha
maravilha
De facto cavala e sarda não são o mesmo peixe, as ...
Top blogs de receitas
blogs SAPO