Bem vindos à Oficina das Papitas. Este meu projecto, tem como principal objectivo ajudar os meus filhos que já não vivem comigo, mas que têm de cozinhar para si próprios. Espero assim poder ajudá-los. Tentarei fazê-lo com muito amor.
Maio 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
13
19
20
26
27
31
Posts mais comentados
18
Mai
12

 

A origem do Pudim Flan remonta à época do Império Romano, tendo-se popularizado na Idade Média, sendo saboreado na Quaresma.

Pelo séc. VII, popularizou-se com o nome “flan” palavra derivada do alemão "flade" que significa bolo ou objecto plano.

Apesar de na sua origem ser polvilhado com pimenta, foi a partir desta altura que se substituiu a pimenta por açúcar.

Os seus ingredientes principais sempre foram os ovos e o leite. E é esta combinação que lhe dá a cremosidade que tanto o caracteriza.

Há quem o faça com algumas variações como iogurte, queijo creme ou, como foi o caso desta receita da Dorie, natas.

Este pudim sai-me sempre muito bem, feito da maneira tradicional, que é a que mais gosto. Fiquei bastante curiosa com a adição das natas e, por isso, não modifiquei, em nada, a receita.

Fiquei um pouco desiludida pois, com base nos resultados anteriores das receitas quinzenais, criei expectativas que foram logradas.

É um pudim cremoso, saboroso mas, como alguém que o fez também disse, é muito denso tornando-se por isso,e para mim, enjoativo.

Pela primeira vez desde que participo na Dorie às sextas, e entrei na 2ª edição sem ter falhado depois disso, nenhuma, não desapareceu num ápice e não repetirei a receita.

Mas pronto, não há bela sem senão e esta experiência não diminui nem um milímetro a óptima opinião que tenho acerca das receitas desta grande senhora que é a Dorie Greenspan .

Aqui vai a minha experiência desta quinzena.

 

 

Para o caramelo:

  1. 150g de açúcar;
  2. 0,5dl de água;
  3. 3 colheres de sopa de água tépida.

Colocar o açúcar juntamente com o 0,5 dl de água e levar ao lume. Mexer ocasionalmente com uma colher de pau e ter atenção à cor que se forma. Antes do ponto de caramelo, forma-se o ponto de areia que se vê nitidamente pois o açúcar cristaliza ligeiramente mas paredes do tacho. Nesta altura ficar com atenção pois, a partir daqui, forma-se o ponto de caramelo. A calda começa a escurecer, deitando um pouco de fumo. Quando atingir a cor âmbar, juntar as 3 colheres de água tépida, com cuidado pois o açúcar salpicará. Mexer mais uns 2 ou 3’ para a calda engrossar, e está pronto. Deitar na forma ou formas do pudim.

 

Para o flan

  1. 1½ cups natas gordas;
  2. 1¼ cups leite gordo;
  3. 3 ovos grandes;
  4. 2 gemas grandes;
  5. ½ cup açúcar;
  6. 1 colher de chá de extracto de baunilha;

 

Pré aquecer o forno a 180ºC com um tabuleiro dentro com água quente. Este tabuleiro servirá para cozer o pudim em banho Maria.

Ferver o leite e as natas.

Entretanto, misturar os ovos, as gemas e o açúcar. Bater vigorosamente durante um minuto ou dois, e, em seguida, misturar a baunilha. 

Deitar cerca de um quarto do líquido quente, mexendo sempre. Despejar, lentamente, o restante creme quente e leite. Retirar as bolhas e a espuma com uma colher.

Verter o pudim para a forma forrada de caramelo. Eu fiz em formas individuais.

Assar o pudim por cerca de 35 minutos, ou até dourar um pouco. (está pronto, quando, ao espetarmos uma faca no centro, a mesma sair limpa)

Retirar do forno para uma grelha e passar uma faca pelas laterais da forma.

Deixar arrefecer à temperatura ambiente e levar ao frigorífico por 4h.

Antes de desenformar, passar novamente a faca entre o pudim e a forma. 

Servir com natas batidas, bastante frias e amêndoa moída.

publicado por Maria às 08:00
De Carla a 18 de Maio de 2012 às 09:47
Que bela apresentação. Também me lembrei das natas para acompanhar, como os pudinzinhos dos restaurantes chineses, mas tive um rebate de consciência.
Beijinhos
De Maria a 18 de Maio de 2012 às 11:39
Obrigada, Carla. Ah,ah, não conheço este pudim nos restaurantes chineses! A sobremesa que lá como não passa da maçã passi.
O teu também ficou lindo.
Beijinhos
Maria
De Lia a 18 de Maio de 2012 às 12:01
Excelente apresentação, está mesmo yammy :))
De Maria a 18 de Maio de 2012 às 21:27
Obrigada Lia. Espero pelo teu pudim ;))
Beijinhos
Maria
De gina a 18 de Maio de 2012 às 16:18
Que lindo!!!! As fotos destes flans, me transmitiram  a sensação leve de uma tarde na varanda vendo o jardim com suas flores maravilhosas, degustando essa sobremesa com um belo suco e uma conversa amiga animada!!!!!  DELICIA!!!!!DELICIA!!!! E olha que eu não sou fã deste pudim, tá vendo o que uma boa produção,faz!!!!!!!!!Agora sem brincadeiras....ficou MARAVILHOSO e muito mais inressistíveis na versão mini.E com essas natas PERFEITO! Beijinhos da amiga Gina
De Maria a 18 de Maio de 2012 às 21:28
Obrigada amiguinha mas olhe que os seus ficaram lindos de morrer.
Beijinhos
Maria
De Ginja a 18 de Maio de 2012 às 16:49
Há sempre que experimentar para poder opinar, mas tenho lido que se torna enjoativo...
Eu andei sem tempo para esta semana poder participar, e cá por casa não acharam muita piada quando falei na receita...
Mas adorei a tua apresentação. Parece uma sobremesa dum restaurante gourmet! Que lindo! Até apetece provar e comprovar. Assim um mini, fresquinho até ia :)
Amiga, emocionei-me ao ler o teu comentário lá nos miminhos, obrigada mais uma vez por todo o teu carinho.
Um grande beijinho.
De Maria a 18 de Maio de 2012 às 21:32
Ginja,minha querida, já te havia dito que não é para agradeceres, de todo. Se me conhecesses, saberias que é mesmo sincero o meu comentário pois não tenho paciência para galenteios cínicos. Quando elogio é porque gosto mesmo. O teu blog, é sem dúvida alguma, uma preciosidade. Adoro-o.
Beijinhos e bom fim de semana, amiguinha.
Maria
De Moira a 18 de Maio de 2012 às 18:10
A apresentação está bonita, mas eu desta vez vou passar, se o fizesse não usava as natas, evito-as a todo o custo pois é um ingrediente que engorda imenso.
De Maria a 18 de Maio de 2012 às 21:36
Olá, Moira.
Eu por um lado pensei em não usar as natas mas depois cheguei à conclusão que faria um pudim flan vulgar, pudim esse que até já o publiquei aqui. Por outro lado, estava mesmo curiosa com as natas apesar de estar consciente, como referes, que engordam que se fartam.
Porém tenho pena que não tenhas participado. Aliás, esta edição teve uma adesão muito fraca.
Um beijinho e bom fim de semana.
Maria
De Moira a 18 de Maio de 2012 às 22:03
Durante o fim de semana ainda vão chegar participações, para mim tem sido um pouco difícil gerir o meu tempo e como tinha um pudim para publicar, achei que não fazia sentido fazer outro, até porque tenho que ter muito cuidado com a alimentação e as receitas da Dorie, apesar de apelativas são demasiado calóricas, hei-de participar no próximo. Agora já estou empolgada com o próximo desafio do Convidei para jantar :)) tenho tantas ideias que nem sei por onde começar.
Beijocas e bom fim de semana.
De Maria a 19 de Maio de 2012 às 09:50
Ah,ah,ah, é exactamente o que me está a acontecer. Tenho a cabeça a fervilhar de ideias. O desafio é muito empolgante e o tema deste mês é muito aliciante.
Bom fim de semana, uma vez mais. Beijinhos
Maria
De Susana a 19 de Maio de 2012 às 07:57
Não conhecia a história do pudim, obrigado por partilhares :) E a da pimenta... enfim!
Esta semana vou passar, não gosto mesmo nada de pudins precisamente porque os acho enjoativos. Ao passar pelas várias receitas, já estava a ficar tentada, mas a tua opinião resolveu o dilema e decidi mesmo não experimentar. Obrigada pelas dicas!
De Maria a 19 de Maio de 2012 às 09:55
Susana, eu dei a minha opinião mas isso não implica que tu não gostes. É que eu sou muito enjoadinha e tinha na minha cabeça e boca o paladar e textura do pudim tradicional. Não se pode partir para confecção de um prato com ideias pré concebidas porque dá nisto. Agora, se não gostas de pudins, naturalmente não é este que te vai fazer gostar. Acho..
Muitos beijinhos
Maria
De Filipa a 19 de Maio de 2012 às 19:18
Não fazia ideia da história do flan e fiquei surpresa com a pimenta :))
Obrigada por partilhares a história. É mais uma das muitas razoes pela qual eu adoro vir à tua cozinha.
O meu pudim saiu creme mas ficou bom na mesma. Em vez de gordo fiz com leite e natas meio gordo. Mas mesmo assim não é para repetir. Torna-se enjostivo mas como acompanhei com morangos soube bem :))
Um grande beijinho e bom fds:*
De Maria a 20 de Maio de 2012 às 15:51
Pois, é receita a não repetir. Continuo a preferir o meu flan tradicional, leve, leve que o Chef Silva me ensinou.
Beijinhos, Pipinha e bom domingo.
Maria
De lia a 29 de Maio de 2012 às 12:31
Adoro pudim flan e não conhecia a história por detrás, mas obrigada pela pesquisa e pela partilha!!
Ficaram com um aspecto dos Deuses!
Beijinhos,
Lia.

Contador
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Maio 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
13
19
20
26
27
31
últ. comentários
Ficou lindo, foi a minha inspiração para o almoço ...
Parece impossível a sra classificar como peixe da ...
è um prato da minha infância, de que guardo record...
O que é maca?
Um correcçãoNão consigo recordar o ano mas seguram...
maravilha
maravilha
De facto cavala e sarda não são o mesmo peixe, as ...
Top blogs de receitas
blogs SAPO