Bem vindos à Oficina das Papitas. Este meu projecto, tem como principal objectivo ajudar os meus filhos que já não vivem comigo, mas que têm de cozinhar para si próprios. Espero assim poder ajudá-los. Tentarei fazê-lo com muito amor.
Setembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
22
23
24
26
27
28
29
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados
30
Set
12

Tenho referido varias vezes o meu mestre culinario. Foi com ele que aprendi muitos segredos da cozinha e a cozinhar por forma a deixar a minha familia com um sorriso rasgado.

Falo-vos, e claro, do Chefe Silva, Chefe ainda com o "e" no final mas que afinal ensinou tantas e tantas maes e filhas portuguesas que, nos anos 70 e 80 compravam as suas Tele Culinarias e se deliciavam com tantos ensinamentos dos mais comuns aos mais elaborados e que, tal como eu, reitero, aprenderam com ela a cozinhar.

Cruzei-me com ele ha 3 ou 4 anos e nao tive coragem de se me  dirigir a cumprimenta-lo agrandecendo o que por mim havia feito, sem o saber. Fiz mal em nao ter tomado essa iniciativa pois outra oportunidade, certamente, nao surgira.

E uma pena que com o nascimento da nouvelle cuisine se tenham comecado a protagonizar  os Chefs das novas escolas e que se tenha condenado ao esquecimento o que foi, a par com  Maria de Lurdes Modesto,  o melhor Chefe que Portugal teve. Nao quero despristigiar com estas minhas palavras os grandes e actuais Chefs, alias, quem sou eu para o fazer; ha profissionais fantasticos que ao adoptar a cozinha saudavel e sguindo o que e considerado hoje em dia o politicamente correcto na alimentacao, nos apresentam e ensinam pratos que sao autenticas obras de arte, para os olhos e paladar.

Porem, quem nao gosta de uma bela feijoada, de um tipico bacalhau a lisboeta e outros tantos pratos tipicos da cozinha deste pais que nos viu nascer? Quem nao aprecia uma cozinha economica, que resulta em pratos tao deliciosos e, por vezes, com tao poucos ingredientes? Quem nao se delicia com os doces conventuais que superam qualquer doce por esse mundo fora? Nisto, o Chefe Silva e imparavel.

Obrigada Chefe Silva por tudo o que me ensinou.


O prato que hoje trago e de uma confeccao muito simples, apropriado para quem tem pouco tempo, esta com pouca paciencia para a cozinha ou ainda, para quem tem pouca experiencia.

E muito saboroso alias, e volto a referir, como todos os pratos ensinados pelo Chefe Silva.

 

O que preparar:

  1. 3 latas de atum;
  2. 1 molho generoso de espinafres;
  3. 75g de manteiga;
  4. 1 colher de sopa de farinha de trigo;
  5. 2,5 dl de leite;
  6. 1 gema de ovo;
  7. sal, pimenta e noz moscada e sumo de limao a gosto;
  8. 1 colher de sopa de queijo ou pao ralado (usei parmesao ralado na hora).

Como preparar:

Escolher e lavar bem as folhas de espinafre, coze-las em agua abundante temperada com sal, durante cerca de 5'. Escorrer  os espinafres depois de cozidos e tempera-los com um pouco de manteiga.

Untar um pirex com manteiga e espalhar os espinafres.

Escorrer muito bem o atum esfarela-lo e espalha-lo por cima dos espinafres.

Entretanto preparar o molho para gratinar, tal como se prepara o molho bechamel, ou seja:

deitar 30g de manteiga num tachinho, levar a aquecer e deitar de uma vez a farinha de trigo. Mexer muito bem, e em seguida juntar o leite quente, em fio, mexendo sempre para nao formar grumos. Deixar levantar fervura e, quando comecar a borbulhar, retirar do lume. Misturar a pimenta, sal, noz moscada e sumo de limao.

Cobrir o atum com este molho e espalhar por cima o queijo ralado. espalhar pedacinhos pequeninos de manteiga por cima e levar a gratinar ao forno forte, ate alourar.

Em vez de espinafres pode-se usar outros legumes. Nesta versao que apresento na foto, utilizei broculos, ficando igualmente muito saboroso .

Maos a obra.

publicado por Maria às 08:00
De Susana a 30 de Setembro de 2012 às 08:16
Olá Maria, tem óptimo aspecto! Eu ando sempre à procura de receitas rápidas e essa é boa para quando me esqueço de deixar alguma coisa a descongelar. Obrigado!
De Maria a 30 de Setembro de 2012 às 21:16
A foto nao ficou muito famoso mas o conteudo e bom. Pois, e daquelas receitas que da para nos desenvencilharmos quando estamos "atrapalhadas" com a refeicao a confeccionar. Para os meus filhos, como deves imaginar, e ideal.
Beijinhos e boa semana
Maria


O Tiaguinho ja se ambientou ao mundo?
De Ginja a 30 de Setembro de 2012 às 11:49
Olá Maria :)
Quem não conhece o chefe Silva. Tenho tantas teleculinárias antigas e recentes e foi com elas que dei os primeiros passos na cozinha. E quem não gosta de pratos tradicionais portugueses, que ele confecciona tão bem. Claro que adoro também a cozinha moderna, mas acho que pode haver um olhar pelo meio, adaptar receitas tradicionais a visuais mais modernos, sem perder sabor.
Este atum parece delicioso, com os espinafres e gratinado. Deve ser uma maravilha.
Fácil, rápido, económico e delicioso amiga.
Um beijinho e bom domingo!
(já viste o meu email?)
De Maria a 30 de Setembro de 2012 às 21:18
Ola minha querida,
Eu sei que todas conhecemos o Chefe Silva mas, infelizmente, poucas vezes lhe fazemos referencia.
Beijinhos e boa semana para ti, minha doce amiga.
Maria


Ah, vi e respondi ;)
De Bombom a 30 de Setembro de 2012 às 16:16
Maria, que prato delicioso e bem económico!
Adorei a tua homenagem ao Chefe Silva. Também aprendi muito com ele. Como sou mais "antiga" que tu, comecei a aprender com a Maria de Lurdes Modesto e depois com as lições do Chefe Silva na RTP. Foi nessa altura que começou a aparecer a revista Teleculinária elaborada por ele e foi aí que me "especializei". Só houve uma coisa que nunca consegui fazer: Quadrados de Gelatina, que os meus filhos gostavam muito e eu tentei fazer em casa por uma Teleculinária. Não consegui que coagulasse e tive de deitar fora.
Beijinhos da Bombom
De Maria a 30 de Setembro de 2012 às 21:22
Bombom, minha doce amiga, eu sei que tambem gostas muito deste senhor pois ja vi varias referencias tuas. As receitas dele sao infaliveis. Quanto aos quadrados de gelatina, engracado, pois nao vi essa receita e tenho os dois primeiros livros dele com a compilacao de Tele culinarias. Tenta novamente. Quem sabe se nao consegues desta feita e faras a alegrias agora, nao dos fifis, mas dos netinhos.
Muitos beijinhos e continuacao de boas ferias. Ja faz frio ai?
Maria
De Rosa Santos a 30 de Setembro de 2012 às 21:51
Querida Maria !
Como estou solidária com tudo o que aqui expõe. Quando recordo que nessa época  a informação que tinha-mos sobre culinária era só em livros e muito académicos. E então quando  surgem as Tele Culinárias que além de serem acessíveis a todas as carteiras nos trazem  informação e conhecimentos, ultrapassaram o nosso imaginável.
Tenho algumas centenas de números, a partir do número 1, mas não são todas seguidas. Essas é que eram receitas credíveis e com qualidade, factores que presentemente estão a falhar em muitos sectores. Eu vou continuar com a minha comidinha muito portuguesa, apesar que eu adoro culinárias de muitos países. 
Adorei o seu gratinado, saboroso e rápido.
Beijinhos amiga e uma boa semana.
De Maria a 1 de Outubro de 2012 às 20:59
Querida Rosa,
E verdade, antigamente havia pouca literatura culinaria para alem dos poucos livros publicados como os da Pantagruel, Mestre Cozinheiro e pouco mais. O que se aprendia passava de maes para filhas ou a propria custa.
Como os tempos mudaram e ainda bem que assim e. Porem, e como afirma, com o surgimento das Tele culinarias, houve alguma transformacao e com a agravante de serem receitas crediveis e infaliveis.
Beijinhos minha amiga e uma boa semana para si. Adoro as suas receitas e espero que continue fiel aos seus principios.
Maria
De Helena Gonçalves a 1 de Outubro de 2012 às 18:58
Maria podia fazer minhas as tuas palavras!
Aprendi a cozinhar com a minha mãe, mas fui mais longe com as teleculinárias...tenho vários volumes encadernados... por vezes ainda compro um ou outra.
A Maria de Lurdes foi outra mestre, o meu livro de culinária mais usado é dela...cozinha tradicional portuguesa que tantas alegrias tem dado cá em casa ao longo dos anos.
Gostei muito desta receita de atum, diferente e bem boa!
Bjs



De Maria a 1 de Outubro de 2012 às 21:01
Somos da velha guarda, Lenita. E claro que aprendi, tal como tu, a cozinhar com a minha mae e estaria a ser injusta se nao o afirmasse.
Porem, tal como dizes, com as Tele culinarias e especialmente com o Chefe Silva, fui muito mais alem.
Beijinhos e boa semana, amiguinha
Maria
De gina a 2 de Outubro de 2012 às 00:41
Querida amiga Maria
Adorei o teu post e concordo com tudo o que dizes. Muito embora não conheça o chefe Silva nem os seus programas, mas pude imaginar que deve ter sido como aqui que tinha chefes que iam na televisão ensinar sempre boas receitas, feitas da maneira tradicional e com quem eu aprendi muito.
Não preciso dizer que adorei esta receita...simplesmente deliciosa. Ai....ai...já estou com saudades da nossa terra....Beijinhos da Gina
De Maria a 2 de Outubro de 2012 às 21:19
Minha querida e dedicada amiga,


Peco muita desculpa por nao te ter dado ainda toda a atencao do mundo, como merece uma boa e verdadeira amiga.
Prometo que vou reparar essa grande falha muito em breve.
Muitos beijinhos para ti e para a Camilla
De Isabel a 3 de Outubro de 2012 às 09:57
Querida Maria,


O Chefe Silva, Chefe tal como dizes com um "e" no fim, como aliás se escreve em bom português,
é e sempre será O CHEFE, um grande Senhor !!!

Não havia outro senão ele, recordo-o porque a minha mãe comprava as teleculinárias dele, ainda tenho imensas e também fiz muitas das suas deliciosas receitas...

É uma ternura recordá-lo e tu fizeste-o de forma primorosa com esse empadão delicioso e com um magnifico aspecto, amiga !
Adorei  e sempre o recordarei ! Aliás tenho comprado alguns livros de chocolate que são por ele recomendados ! :-)

Beijinhos grandes
De lia a 5 de Outubro de 2012 às 15:12
Amiga Maria,
O Chefe Silva também me influenciou imenso, pois deliciava-me com os seus programas e o seu barrete alto. A par com a Maria de Lourdes Modesto, acho que são ícones que ficaram para sempre marcados nas nossas memórias e terão sempre lugar de destaque!
Este prato está com um aspecto maravilhoso e, mesmo não gostando de atum enlatado, estou tentada a experimentá-lo com outro tipo de peixe.
Beijocas amiga,
Lia.

Contador
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Setembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
22
23
24
26
27
28
29
últ. comentários
pois ! No meu tempo (43/51, chumbei um ano), bat...
Ficou lindo, foi a minha inspiração para o almoço ...
Parece impossível a sra classificar como peixe da ...
è um prato da minha infância, de que guardo record...
O que é maca?
Um correcçãoNão consigo recordar o ano mas seguram...
maravilha
maravilha
Top blogs de receitas
blogs SAPO