Bem vindos à Oficina das Papitas. Este meu projecto, tem como principal objectivo ajudar os meus filhos que já não vivem comigo, mas que têm de cozinhar para si próprios. Espero assim poder ajudá-los. Tentarei fazê-lo com muito amor.
Janeiro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
14
16
17
20
21
22
24
25
26
29
31
Posts mais comentados
10
Jan
13

Quem não gosta de croquetes, por favor, ponha o dedo no ar!

São fritos e todos temos consciência dos seus malefícios mas, a um bom croquete não há quem resista. Não tenho razão? Quer-me parecer que sim.

Para além de saborosos fazem parte do rol das receitas económicas e, igualmente, das receitas práticas pois, podem ser feitos e congelados antes de fritar. Assim, temos sempre um aperitivo ou mesmo uma refeição ligeira para aquelas ocasiões SOS.

Publico hoje esta receita a pedido de um dos meus fifis, pois comeu-os na véspera de se ir embora e perguntou :

- Ó mamã, como fazes estes croquetes?

Aqui está a receita, meu amor. Para te lembrares da tua mamã.

Afinal, este espaço é vosso.

O que preparar:

  1. 60g de margarina;
  2. 1 dente de alho picado;
  3. 1 folha de loureiro;
  4. 1 cebola pequena picada finamente;
  5. 60g de farinha de trigo;
  6. 1,5 dl de leite ( ou metade leite e metade caldo, ou só caldo de carne);
  7. 200g de carne picada ou aproveitamentos de frango, carne assada, etc;
  8. Sal, pimenta e noz moscada a gosto;
  9. Pão ralado e ovo batido para panar os croquetes;
  10. Óleo para fritar.

Como preparar:

Numa caçarola, derreter a margarina, juntar o alho a cebola e a folha de loureiro e deixar alourar, mexendo sempre para não queimar.

Quando a cebola estiver bem lourinha, juntar a farinha e mexer bem até estar tudo bem ligado.

Mexendo sempre, sobre lume brando, adicionar em fio o leite ou o caldo bem quente. Continuar a mexer até descolar do fundo.

Juntar a carne picada,( eu uso restos de carne assada e pico na Bimby) misturar beme temperar com sal, pimenta e noz moscada. Continuar a mexer cerca de 1 ou 2’.

Fora do lume, misturar 1 ovo batido, deixando-o cair em fio e mexendo sempre.

Levar , novamente, ao lume mexendo sempre até se formar uma bola e descolar do fundo do tacho.

Despejar sobre um tabuleiro ou prato. Alisar, cobrir com papel vegetal e deixar arrefecer.

Cortar pequenas porções e moldar os croquetes.

Passar os croquetes por ovo batido e depois por pãp ralado. Ao passar por este, fazer pressão e alisar para o pão aderir melhor. Nesta fase, poderão ser congelados e serem consumidos conforme houver necessidade. Basta somente tirá-los do congelador  e fritá-los assim, congelados.

Fritar em óleo bem quente e escorrer. Se o óleo não estiver bem quente, os croquetes ficam moles e feios, podendo até rebentarem ou desfazerem-se.

Mãos à obra.

 

 

publicado por Maria às 22:40
De kati monteiro a 11 de Janeiro de 2013 às 11:15
Maria,
os filhos tem razão. Croquetes agradam a todos!
Nunca fiz desse jeito, mas gostei da sugestão.
Beijos
De Maria a 14 de Janeiro de 2013 às 19:21
Olá Kati,
Fico contente por te ter agradado. Se souberes outra versão ensina-me pois gostaria de experimentar.
Beijinhos
Maria
De kati monteiro a 15 de Janeiro de 2013 às 11:00
Maria,
sempre faço como esta receita (http://katmont.blogspot.fr/2012/10/coxinha-de-galinha.html), partindo de um caldo de galinha, juntando farinha de trigo e batata amassada, sem usar ovo. Depois, pode-se misturar a carne à massa, ou usar a massa para envolver a carne. Empana-se e frita-se normalmente.
Beijos
De Maria a 15 de Janeiro de 2013 às 21:32
Parece-me deliciosa, Kati.
Vou experimentar e depois digo-te qual a minha preferência.
Beijinhos e obrigada pela partilha
Maria
De Marta a 11 de Janeiro de 2013 às 11:46
Olá Maria!
Eu gosto, mas nunca fiz!!! Sou um bocadinho preguiçosa! :)
Beijinhos e bom fim de semana
De Maria a 14 de Janeiro de 2013 às 19:19
Olá Marta,
Não é uma questão de preguiça. Durante muito tempo também evitei fazer pois julgava a confeccçaõ mais difícil e trabalhosa do que de facto é. Experimenta fazer e vais surpreender-te.
Beijinhos
Maria
De lia a 11 de Janeiro de 2013 às 12:03
Oh querida Maria,
Coisa mais linda, a receita para o fifi se lembrar da mamã. Até me arrepiou amiga, pois é tao duro separarmo-nos dos nossos pintainhos...!!
Eu adoro croquetes querida e nunca fiz nem sei fazer, pois sempre que a minha mão cá vem, como foi o caso deste Natal, faz-me uma sacada que congelo, eheheh!!
Vês, receita sempre da mamã. Tenhamos nós que idade tenhamos, não há comida como a da nossa querida mãesinha.
Beijinhos para todos amiga e bom fim de semana,
Lia.
De Maria a 14 de Janeiro de 2013 às 19:18
Lia, minha querida, ainda bem que me compreendes. É de facto muito dolorosa a separação. Fico tão ansiosa pela chegada deles e, afinal, estão tão pouco tempo comigo. Quando partem, sinto que me arrancam os filhos dos braços. Nos 3 ou 4 dias seguintes, ando de rastos. Enfim, tenho de equacionar uma solução de molde a estar mais perto deles porque isto assim não é vida. Longe deles sinto-me muito infeliz. Vamos ver este ano. Se calhar ainda vou ser tua vizinha .
Beijinhos querida amiga.
Maria
De Joana a 11 de Janeiro de 2013 às 12:07
Adoro croquetes:) Agora almoçava esta tua sugestão hehe

Beijinhos,
Joana
De Maria a 14 de Janeiro de 2013 às 19:14
Olá Joaninha,
Não deves estar tão longe assim de mim por isso, se quiseres muito, é só combinarmos que eu faço-te uma série deles.
Beijinhos
Maria
De Ginja a 11 de Janeiro de 2013 às 12:16
Maria, és uma querida para os teus fifis :)
Ontem vinha à noite do trabalho e sabes, vinha mesmo a pensar em croquetes!!!
Que bem que me saberiam, faço tão poucas vezes.
Um beijinho querida.
De Maria a 14 de Janeiro de 2013 às 19:12
Ginja, linda Ginja, se estivesses aqui por perto levar-te-ia uma travessa deles com todo o gosto. Mas não faz mal, levarei para o banquete.
Beijinhos
Maria
De Acessórios Moda Jovem a 11 de Janeiro de 2013 às 18:45
Adorei !!!!

Beijinhos
De Maria a 14 de Janeiro de 2013 às 19:11
Muito obrigada :)
Beijinho
Maria
De gina a 11 de Janeiro de 2013 às 19:03
Querida Amiga Maria.
è verdade que fritos não fazem bem, mas de vez em quando  perdoamos o mal que fazem pelo bem que sabem, não é?
E os teu fifis, sabem o que é bom!!!! Deliciosos
Bom fim de semana e beijinhos a todos da Gina
De Maria a 14 de Janeiro de 2013 às 19:10
Gina, querida amiga, o que se passa contigo? Sabe-me sempre tão bem as tuas visitas que ultimamente rareiam. A saúde não está restabelecida? Estou preocupada.
Um beijinho minha amiga
Maria
De Alice a 12 de Janeiro de 2013 às 18:33
Olá querida Maria :)
Olha eu adorooo croquetes e há tanto tempo que não como um!!!
Eu concordo contigo que não se resiste a um petisco desses e até é preciso de vez em quando mimar os apetites, não é? :D
Sorte a dos teus fifis, com uma mamã assim tão querida!
Um grande beijinho para ti e bom fim de semana:)
De Maria a 14 de Janeiro de 2013 às 19:09
Doce Alice, as mamãs são todas assim quando se trata de mimar as suas crias.
Um beijinho grande
Maria
De Isabel a 13 de Janeiro de 2013 às 22:00
E o que é que nós não fazemos pelos nossos meninos, não é minha linda Maria ? :)
Mãe é assim, é sempre estar pronta para mimar os fifis ! Tal como tu fizeste e decerto que eles adoraram !


Os croquetes são sempre refeições deliciosas e práticas, mesmo que fritas, de vez em quando ninguém morre !


Aspecto fantástico, amiga ! :)


Beijinhos grandes


Isabel

www.blogdochocolate.com (http://www.blogdochocolate.com/)

http://brisa-maritima.blogspot.pt (http://brisa-maritima.blogspot.pt/)

De Maria a 14 de Janeiro de 2013 às 19:08
Obrigada pelas tuas sempre tão doces palavras.
Beijinhos
Maria
De Bombom a 15 de Janeiro de 2013 às 22:07
Querida Maria
Como te compreendo! Não é nada fácil a separação dos filhos e acho que só nós, mães, o entendemos e sentimos com tanta intensidade. Se aceitarmos que eles têm de viver a sua própria vida, se eles estão bem e felizes, nós só temos de nos congratular e dar Graças. Há um Pensamento que me ajudou bastante: "O Adeus é o que faz do regresso, uma Festa". Quando me despeço dos filhos e dos netinhos, é como se fosse um até já. E lá me vou consolando conforme...consigo.
Vamos mas é aos Croquetes para esquecer as mágoas! Adoro -os, mas a minha visícula preguiçosa detesta e castiga-me com dores de cabeça e outros achaques inusitados, por isso evito os fritos. Mas na Festa da Babette descobri uma maneira de os fazer no forno. Assim, estou com uma ideia: pegar na tua receita de Croquetes, e fazê-los no forno. Será que dá? Vou tentar ainda esta semana e depois digo-te. Um abraço da Bombom
De Maria a 16 de Janeiro de 2013 às 18:59
Olá Bombom,
Pois, de facto, no forno são mais saudáveis apesar de ficarem, julgo eu, um pouco mais secos. Mas se não tens alternativa, é mesmo isso que deverás fazer. Ficar sem comer os croquetes é que não é solução :)
Muitos beijinhos
Maria

Contador
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Janeiro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
14
16
17
20
21
22
24
25
26
29
31
últ. comentários
Ficou lindo, foi a minha inspiração para o almoço ...
Parece impossível a sra classificar como peixe da ...
è um prato da minha infância, de que guardo record...
O que é maca?
Um correcçãoNão consigo recordar o ano mas seguram...
maravilha
maravilha
De facto cavala e sarda não são o mesmo peixe, as ...
Top blogs de receitas
blogs SAPO