Bem vindos à Oficina das Papitas. Este meu projecto, tem como principal objectivo ajudar os meus filhos que já não vivem comigo, mas que têm de cozinhar para si próprios. Espero assim poder ajudá-los. Tentarei fazê-lo com muito amor.
Dezembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
24
25
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados
05
Dez
11

 

Adoro risotto. De qualquer forma que seja confeccionado…

A primeira vez que comi risotto foi no restaurante “Quinta dos Frades” sob a orientação culinária do chef Chakall. Fiquei refém deste arroz.

A forma de preparar que hoje trago, é mais simples do que a que é exigida, normalmente, na confecção do risotto. Mas não deixa de ser muito saboroso.

Experimentem, pois vão adorar.


O que preparar:

 

 

1.        1 cebola;

2.        2 colheres de sopa de azeite;

3.        225g de arroz risotto;

4.        700 ml de caldo de legumes, quente;

5.        350g de vegetais verdes, partidos em pedaços iguais ( grelos congelados e/ou courgette, e/ou              feijão verde, etc);

6.        2 colheres de sopa de salsa fresca, picada;

7.        Alguns pinhões ou amêndoas em lascas, tostados;

8.        Queijo parmesão, ralado.

9.        Sal e pimenta a gosto.

 

Como preparar:

 

 

Colocar a cebola picada e o azeite numa taça grande. Tapar e levar ao microondas durante 2” na temperatura máxima. Juntar o arroz e mexer até este incorporar o azeite. Deitar 5 colheres de sopa do caldo de legumes, mexer, e levar ao microondas mais 2”, desta vez sem tampa, e na temperatura máxima. Deitar mais 5 colheres do caldo quente e levar, novamente, ao microondas mais 2”. Repetir mais uma vez esta operação.

Picar os legumes em pedaços iguais e juntar ao arroz com o restante caldo. Tapar a taça e levar ao microondas mais 10”, no máximo, mexendo ocasionalmente, até que a maior parte do líquido seja absorvido e o arroz esteja tenro.

Juntar salsa picada, ospinhões ou amêndoas, e temperar a gosto com sal e pimenta. Deixar descansar 5”. O arroz deve ficar tenro e cremoso.

Espalhar queijo ralado e servir.

Eu servi como acompanhamento de salsichas brasileiras grelhadas na chapa.

 

Mãos à obra

 

publicado por Maria às 18:07
De Mário Carreira a 12 de Julho de 2012 às 17:39
Encontrei esta sua receita que me parece muito interessante. Vou experimentar.
Só uma pequena nota, o Chakall não é chefe de nada. Chefe é alguém que dirige ou dirigiu uma cozinha. O Chakall é um cozinheiro mais ou menos amador que tem sabido aproveitar os media. A Maria de Lurdes Modesto, uma Senhora da culinária, nunca teve a ousadia de se chamar a si mesmo de chefe e, por isso e muito mais, os verdadeiros chefes têm-lhe um imenso respeito.
Não basta ter um turbante e falar esquisito para se ser chefe. O Chackall , é um "chefe" convidado por alguns restaurantes porque é mediático e porque sabem que grande parte do público não sabe o que é um chefe. Obviamente, que alguns desses restaurantes têm uma boa comida porque dentro da cozinha estão verdadeiros chefes a dar no duro para satisfazer os clientes.
De Maria a 12 de Julho de 2012 às 22:50
Olá, ainda bem que gostou da receita. Depois conte como ficou, caso a experimente.
Quanto ao Chakall, de facto bem sei que ele não é chef e que tem toda a razão no expôs. Mas se ele gosta de ser chamado assim, para quê ferir susceptibilidades? Afinal, não estou aqui para isso.


Não deixe de me contar a sua experiência com este risotto.


Maria

Contador
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Dezembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
24
25
últ. comentários
Ficou lindo, foi a minha inspiração para o almoço ...
Parece impossível a sra classificar como peixe da ...
è um prato da minha infância, de que guardo record...
O que é maca?
Um correcçãoNão consigo recordar o ano mas seguram...
maravilha
maravilha
De facto cavala e sarda não são o mesmo peixe, as ...
Top blogs de receitas
blogs SAPO