Bem vindos à Oficina das Papitas. Este meu projecto, tem como principal objectivo ajudar os meus filhos que já não vivem comigo, mas que têm de cozinhar para si próprios. Espero assim poder ajudá-los. Tentarei fazê-lo com muito amor.
Setembro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
22
23
24
25
26
27
28
29
30
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados
01
Set
13
E mais um mês volvido e mais uma publicação de receita do desafio "Dia Um... Na cozinha". À semelhança dos desafios anteriores, é-nos proposto um tema no dia 15 de cada mês e com base nesse tema temos de confeccionar livremente uma receita. Desta feita foi-nos proposto a confecção de uma galette de frutas, e aqui estou com a minha. A diferença entre este mês e os anteriores prende-se com o facto da comunidade participante se ter alargado imenso, pois foi fundado um grupo que cresceu, num só mês, explosivamente. Quem ainda não pertence à comunidade e tenha agradado o desafio, basta somente pedir adesão aqui. Será sempre bem vindo e recebido de braços abertos pelas simpáticas administradoras. Estamos à sua espera. Entramos?
O que preparar:
Para a massa: 
  1. 1 e 1/2 chávenas de farinha
  2. 2 colheres de sopa de açúcar
  3. 3/4 colher de chá de sal
  4. 150g de manteiga sem sal, fria, cortada em cubos pequenos
  5. 2  e 1/2 colheres de sopa de gordura vegetal fria, cortada em 2 pedaços
  6. 1/4 chávena de água gelada
usei esta receita da Dorie Greenspan para a massa pois gostei imenso.


Para o recheio:

  1. Frutas da época, de preferência "carnudas" e sumarentas. Usei Ameixas amarelas, nectarinas e figos. Confesso que os figos não trouxeram mais valia uma vez que secam com o calor da cozedura. 
  2. Compota, de preferência caseira. Usei compota de ameixa.
  3. Bolachas Maria triturada ( usei 5).


Para o creme:

  1.  3 colheres sopa de manteiga sem sal, derretida e fria
  2.  1/3 medida de açúcar
  3.  1 ovo grande
  4.  1/4 colher chá de extracto de baunilha


 

Como preparar:
A massa:

Colocar a farinha, o açúcar e o sal num processador de alimentos com uma lâmina de metal e pulsar apenas para combinar os ingredientes. Adicionar a manteiga e a gordura; pulsar até que os pedaços estejam misturados com a farinha. Não mexer demais - nesta altura devemos ter pedaços irregulares do tamanho de ervilhas. Pulsar de forma intermitente, acrescentando, gradualmente, 3 colheres de sopa de água gelada para a massa. Continuar a adicionar a água, um pouco de cada vez, pulsando, até que a massa fique uniforme (é possível que se notem alguns pedaços maiores de manteiga).

 

Deitar a massa sobre uma superfície enfarinhada, ou entre dois discos de papel vegetal, para formar uma base redonda e que possa forrar a forma redonda que irá utilizar;  Levar ao frigorífico por 20 minutos entre os dois pedaços de papel vegetal

 

Retirar a parte superior de papel ou filme e deitar sobre a forma para forrar. Premir suavemente a massa de pão dentro da tarteira, para ficar sem bolsas de ar. Em seguida, pressionar os lados da massa para cima, contra os lados da forma. A massa vai plissando e pode até quebrar. Sem stress: basta pressionar para voltar a juntar. Levar ao frigorífico.

 

Com a parte de trás de uma colher ou uma pequena espátula, espalhe parte da compota/geléia na base - a quantidade a usar vai depender de quanto quer dar à tarte o sabor da geléia. Polvilhe com a bolacha triturada - se achar que a sua fruta é muito sumarenta, use mais bolacha.( usei 5 bolachas Maria) Cubra esta base com película aderente e leve ao frigorífico enquanto prepara os restantes ingredientes.

 

Com um pano húmido, limpe bem a fruta. Corte-a ao meio e retire os caroços.  

Disponha a fruta sobre a base de massa, com o lado cortado voltado para baixo. Cuidadosamente, dobre as bordas de massa sobre a fruta assim disposta, acomodando as dobras de massa extra. Se não estiver com pressa, leve a tarte ao congelador por 15 minutos para deixar a massa descansar. Eu nunca retirei o papel vegetal debaixo da massa. Quando dobrei as pontas, estas foram acompanhadas com o papel indo para o forno assim. Aquele solta-se com o calor e facilita o trabalho de "moldagem" evitando que a massa se desmanche.

 

Pincele a massa levemente com água, polvilhe com açúcar granulado, 1-2 colheres de chá. Leve ao forno por 25 minutos ou até que a massa esteja dourada e a fruta esteja mole.

 

Creme: com um batedor de varas, bata a manteiga derretida, o açúcar, o ovo e a baunilha numa tigela. Reserve.

 

Retire o tabuleiro do forno (deixando-o ligado) e cuidadosamente verta o creme sobre a fruta. Dependendo da quantidade de sumo que tiver acumulado e do espaço que houver, pode não conseguir usar todo o creme. Não se preocupe, mesmo 2 colheres de sopa já conseguem o efeito pretendido. Deite o máximo de creme que conseguir e leve o tabuleiro novamente ao forno. Eu consegui deitar umas 4 colheres de sopa. Guardei o resto do creme para fazer nova tarte.

 

Asse por mais 12-15 minutos ou até que o creme solidifique - se abanar levemente o tabuleiro, o creme não deve tremer. Transfira o tabuleiro para uma grade e deixe arrefecer por 10 minutos.

Cuidadosamente, transfira a galette do tabuleiro para a grade para arrefecer completamente. Pode servi-la morna ou à temperatura ambiente. Polvilhe com açúcar em pó antes de servir.

publicado por Maria às 09:00
De Mena Lopes a 1 de Setembro de 2013 às 10:56
Bendita a hora que alguem se lembrou deste desafio! E este tema, é uma perdiçao!!
Sabes Maria, tb pensei nos figos, mas por tristeza a minha por aqui nao sao faceis de encontrar!!
E sabes porque dizes que nao foram uma mais valia, porque sao muito sensiveis às temperaturas e escurecem mais rapido que outras frutas!!
O bom disto seria provar, mas sei bem o que tens aqui! E tal como tu a receita da Dorie nao falha!!
Posso ir lanchar?? 
Beijinhos
Mena.
De Célio Cruz a 1 de Setembro de 2013 às 11:49
Olá Maria! Fiquei com imensa vontade de provar a tua galette. Isto porque para além do indiscutível bom aspecto que tem, adoro figos e estes tornaram tão linda e gulosa esta galette. Deve ser deliciosa. Votos de uma boa semana. ;)
Beijinho.
De Ameixinha a 1 de Setembro de 2013 às 13:25
Tenho que preparar a minha postagem, já fiz a galette há tanto tempo :) Também pensei nos figos mas achei que tinha que ser uma fruta mais sumarento porque os figos no forno ficam secos e duros. Mesmo assim ficou apetecível :)
De Leonor a 1 de Setembro de 2013 às 17:19
Que delícia, Maria! Com figos deve ficar óptima :)
De Liliana (Addicted) a 1 de Setembro de 2013 às 17:21
Esses figos estão a chamar por mim, ficaram com um aspecto maravilhoso! Mesmo tendo ficado secos a humidade dos outros frutos deve ter deixado a galette deliciosa :)




beijinhos :)


De Isabel Figueiredo Patrício a 1 de Setembro de 2013 às 17:29
Olá Maria,
não te preocupes com os figos, de certeza que a tarte está na mesma fantástica, até porque o sabor deles é delicioso.
Este desafio traz-nos um desfile de iguarias maravilhosas e a tua tarte não foge à regra.
Gosto muito de qualquer das frutas que escolheste para a tua galette e os sabores conjugados adivinham-se divinais
Estou de volta :)
Bjns
Isabel
De Lena Santos a 1 de Setembro de 2013 às 21:28
Olá Maria


Olha que giro tivemos a mesma ideia em usar figos na galette :-) mas ao contrario dos teus, os meus figos ficaram muito bons, acho o o problema do teu fora estar muito tempo no forno, talvez se os tivesses colocado juntamente com o creme eles ficariam melhores, de resto a tua galette está linda e de certeza uma delícia


Beijokas
De um toque de canela a 1 de Setembro de 2013 às 22:02

Olá! deve ter ficado uma galette muito boa! Também usei figos na minha e gostei muito do resultado, ficaram um pouco mais clarinhos e deliciosos!
beijinhos
De Paula Vieira a 1 de Setembro de 2013 às 22:19
Maria, a tua tarte ficou muito bonita, apesar do aspeto dos figos, mas de sabor não se deve notar nada. uma experiência a repetir, delicia de desfile.


Beijinho


Paula
De Rosa Santos a 2 de Setembro de 2013 às 00:01
Olá Maria!
Como não poderia ser deliciosa, uma Galette preparada com estes ingredientes e da forma como o é feito. Esta receita será para eu reler e depois levar. Gostei muito!
Minha amiga, os teus elogios deixaram-me constrangida, mereço tudo isso?  Mas obrigada, vai ser um estimulo para eu despertar desta inercia!
Parabéns pelo desafio, acredito que  vai ter sucesso!
Um abraço apertado, querida amiga.  

Contador
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Setembro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
22
23
24
25
26
27
28
29
30
últ. comentários
pois ! No meu tempo (43/51, chumbei um ano), bat...
Ficou lindo, foi a minha inspiração para o almoço ...
Parece impossível a sra classificar como peixe da ...
è um prato da minha infância, de que guardo record...
O que é maca?
Um correcçãoNão consigo recordar o ano mas seguram...
maravilha
maravilha
Top blogs de receitas
blogs SAPO