Bem vindos à Oficina das Papitas. Este meu projecto, tem como principal objectivo ajudar os meus filhos que já não vivem comigo, mas que têm de cozinhar para si próprios. Espero assim poder ajudá-los. Tentarei fazê-lo com muito amor.
Junho 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
13
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
Posts mais comentados
02
Mar
13
Tem "cara" de chocolate, sabe a chocolate mas, não é chocolate. O que é? 
Alfarroba, claro.

Além de nutritivos, os produtos feitos com alfarroba são isentos de lactose, glúten e açúcar, podendo ser consumidos, inclusivamente, por quem tem alergia ao leite.

Apesar de não ter sido tão difundida como o cacau, a Alfarroba já era usada pelos Egípcios há mais de 5.000 anos. Fruto da Alfarrobeira, árvore nativa do mediterrâneo, a alfarroba é uma vagem da qual se extrai a polpa que é torrada e moída para se obter o pó usado na substituição do cacau.

Desde que conheço esta farinha procuro, avidamente, receitas onde conste pois, os resultados são sempre deliciosos. 
Estes bolinhos que hoje trago são muito fáceis de fazer;  ficam muito saborosos, extraordinariamente fofos e com o interior húmido. Impossível não gostar.
O que preparar:
  1. 120g de manteiga;
  2. 75g de farinha de alfarroba;
  3. 3 ovos;
  4. 180g de açúcar mascavado claro;
  5. 1 pitada de sal;
  6. 1/2 colher de chá de essência de baunilha;
  7. 65g de farinha de trigo;
  8. 1/2 colher de chá de fermento químico ( usei Royal).

Como preparar:

Derreter a manteiga em banho Maria ou no microondas. Misturar bem a manteiga com a farinha de alfarroba.

Numa taça e de preferência com a batedeira, bater os ovos, açúcar, sal e baunilha até formar umcreme leve e espumoso. Adicionar a manteiga com a alfarroba e misturar gentilmente até a massa ficar homogénea. Juntar, por fim, a farinha e o fermente peneirados e misturar sem bater.

Verter a massa para forminhas de silicone ou, previamente, untadas com manteiga e polvilhadas com farinha. 

Levar ao forno, previamente aquecido a 180ºC e deixar cozer cerca de 15 a 20'. Retirar do forno e deixar arrefecer 5´, Desenformar e deixar acabar de arrefecer sobre uma grelha.

Mãos à obra


Receita adaptada do blog Flagrante Delícia.

publicado por Maria às 15:07
25
Fev
13
As pessoas que se amam adoptam uma espécie de código secreto e breve que resume, num instante, momentos ou anos de convívio. O tempo mede-se em unidades de vida. Muitas vezes descuramos o essencial dos nadas a quem não sabemos  quem nos obriga. É por isso que muitas das vezes as nossas memórias se assemelham mais a um protesto do que a um testemunho, à voltas com o tempo, tempo perdido, tempo doado, unidades de vida.
A primeira recordação em que tropeço, sempre que pretendo encontrar registo inicial do fio da memória da minha infância, é um grupo de meninas com batinhas brancas, sentadas numa sala de aula, atentas às lições da professora das primeiras letras.
Um dos problemas que sempre afectou o meu espírito, porque não lhe encontrava solução, era a tristeza do afastamento e a dolorosa falta de esperança num reencontro.
38 anos volvidos.
Tal como um comboio lento que para em todas estações e apeadeiros, ela foram chegando.
Um Reencontro.
A amizade não se descreve, apenas se sente.
Este bolinho foi feito como uma ode a esse momento. 
Cobertura:
120 gr de farinha trigo
85 gr de açúcar mascavado claro
2 colheres (café) de canela
85 gr de manteiga

Bolo:
180 gr de açúcar mascavado claro
180 gr de manteiga (usei 125 gr)
3 ovos
130 gr de farinha de trigo
50 gr de farinha de alfarroba
3 colheres (sopa) de leite
1 colher (sopa) de sumo de limão
3 a 4 maçãs 


Preparação

Começar por preparar a cobertura crumble: juntar numa taça todos os ingredientes (a manteiga em cubinhos) e misturá-los com as pontas dos dedos até obter uma mistura areada tipo crumble. Fazer uma bola e reservar no frio por 30 minutos.
Para o bolo: bater a manteiga amolecida com o açúcar até obter um creme. Adicionar os ovos e bater muito bem. Juntar o leite e o sumo de limão e bater.
Dividir a massa em duas taças iguais e juntar 100 gr de farinha de trigo a uma das partes, envolvendo bem. À outra parte adicionar a restante farinha e a de alfarroba, envolvendo.
Descascar em quartos e fatiar as maçãs. 
Untar uma forma redonda com manteiga e polvilhar com farinha (forrei o fundo com papel vegetal).
Colocar no fundo da forma a massa clara. Cobrir com uma camada de maçã fatiada em círculo, tapando toda a camada clara. Por cima das maçãs colocar a massa escura com alfarroba, espalhando com cuidado. Colocar mais uma camada de maçãs.
Retirar a cobertura do frio e desfazê-la num género de crumble, espalhando por cima das maçãs.
Levar ao forno pré-aquecido a 180ºC até cozer (teste do palito).
Quero agradecer à minha querida amiguinha Ginja por me ter dado esta receita

publicado por Maria às 19:04
17
Nov
12

Canela, frutos secos sao, para mim, sabores de Natal.

Por essa razao, ca em casa chamamos este bolo "o bolo de Natal".

E um dos bolos que estao obrigatoriamente presentes na nossa mesa nesta epoca festiva. Nao sei onde copiei a receita, pois ja a tenho ha muitos anos no meu caderninho de apontamentos culinarios.

Este ano decidi juntar a farinha de alfarroba pois achei que combinaria com o sabor deste bolinho e dar-lhe-ia um toque exotico.

Nao me arrependi dessa decisao pois o resultado final fez sucesso ca em casa.

O que preparar:
  1. 150g de manteiga;
  2. 200g de acucar;
  3. 4 ovos;
  4. 1 calice de vinho do Porto;
  5. raspa do vidrado de 1  laranja;
  6. 180g de farinha de trigo;
  7. 2 colheres de sopa de farinha de alfarroba;
  8. 80g de coco ralado;
  9. 125g de frutas cristalizadas e/ou frutos secos;
  10. 1/2 colher de cha de canela em po;
  11. acucar em po e canela em po para polvilhar o bolo.

Como preparar:

Untar uma forma de manteiga e polvilhar com farinha. Preferivelmente, forrar tambem o fundo com papel vegetal.

Picar as frutas ( eu uso frutos secos e passas) e mistura-las com as farinhas ( de trigo e alfarroba) e com o coco.

Noutro recipiente misturar o acucar com a manteiga amolecida e bater com uma vara de arames ou colher de pau, juntando as gemas dos ovos, uma a uma, batendo a massa em cada adicao. Depois de bem batida, adicionar a raspa da casca de laranja e o vinho do Porto. Bater mais um pouco a massa.

Juntar depois as farinhas e o coco e misturar muito bem com a colher de pau ate a massa estar bem ligada.

Bater as claras ate ficarem em castelo, adicionando 2 colheres de sopa de acucar para ajudar a obter esse efeito.

Misturar as claras em castelo com a massa, mexendo com muito cuidado, de baixo para cima, de molde a nao perder o ar.

Levar a cozer em forno pre aquecido a 180C, durante cerca de 45'. Convem que durante os primeiros 25' de cozedura nao se abra o forno.

Depois de cozido, polvilhar com acucar e canela em po.

Maos a obra.

publicado por Maria às 08:00
21
Out
12

  

O meu pequenino quis oferecer-me umas bolachas pelo meu aniversario. Escolhemos juntos a receita, fizemos juntos a massa e foi ele que moldou os biscoitos. Ficou tao orgulhoso que o cenario da foto ficou a seu cargo e, no final, achou que eu deveria comer TODAS as bolachas. Afinal, o presente era para mim.

Tiramos a receita daqui e posso dizer que o resultado e muito agradavel. Gostei muito do meu presente.

Estas bolachinhas foram feitas com outro presente ( a farinha de alfarroba) que uma amiguinha muito querida, a Ginja me ofereceu.

Obrigada aos dois principesinhos.

O que preparar:

  1. 1 ovo;
  2. 125g de manteiga;
  3. 100g de acucar;
  4. 300g de farinha de trigo;
  5. raspa de 1 limao;
  6. 3 colheres de cha de farinha de alfarroba.

Como preparar:

Colocar todos os ingredientes na Bimby e processar 30'' a velocidade 6.

Estender a massa com o rolo e moldar bolachinhas com formatos a escolha. Levar ao forno pre aquecido a 180 C durante cerca de 15'.

A massa tambem pode ser trabalhada numa batedeira a velocidade media, com a pa para massas, ate estar uniforme e pronta para ser moldada.

Maos a obra.

 

publicado por Maria às 08:00
Contador
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Junho 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
13
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
últ. comentários
Parece impossível a sra classificar como peixe da ...
è um prato da minha infância, de que guardo record...
O que é maca?
Um correcçãoNão consigo recordar o ano mas seguram...
maravilha
maravilha
De facto cavala e sarda não são o mesmo peixe, as ...
Hoje dia 03 de Março de 2015 fui à procura de uma ...
Top blogs de receitas
blogs SAPO