Bem vindos à Oficina das Papitas. Este meu projecto, tem como principal objectivo ajudar os meus filhos que já não vivem comigo, mas que têm de cozinhar para si próprios. Espero assim poder ajudá-los. Tentarei fazê-lo com muito amor.
Junho 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
13
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
subscrever feeds
Posts mais comentados
24
Jun
12

Há muitos anos atrás, quando os meus filhos mais velhos ainda eram pequeninos, tive uma vizinha e amiga, mulher experiente nas lides culinárias e, como transmontana que era, tinha uma mão para a cozinha como poucas pessoas que conheci ao longo da vida. A sua experiência estendia-se também à economia doméstica, à organização de uma casa entre outros. Partilhou comigo muito do seu saber e, ainda hoje, passados tantos anos, aplico muito dos seus ensinamentos.

A receita que hoje trago, foi-me ensinada por ela. Há muitas mais que, em tempo, partilharei convosco, como um semifrio de pêssego que em breve aqui trarei.

Esta é muito simples e rápida de preparar mas nem por isso deixa de ser deliciosa.

Espreitem:

O que preparar:

  1.      100g de manteiga;
  2.      50g de açúcar branco;
  3.      125g de farinha de trigo;
  4.      2 ovos inteiros;
  5.      3 ou 4 maçãs conforme o tamanho;
  6.      1colher de chá de fermento químico;
  7.      60g de açúcar amarelo;
  8.      1 colher de chá de canela em pó;
  9.      2 ou 3 colheres de sopa de vinho do Porto.

Como preparar:

Pré aquecer o forno a 180ºC.

Bater a manteiga com o açúcar até ficar creme. Juntar os ovos inteiros, um de cada vez. Quando estiver um creme fofo, juntar a farinha e o fermento, previamente peneirados. Descasca-se uma maçã, descarta-se o caroços, parte-se em cubinhos pequenos e junta-se à massa.

Forrar uma forma de aro com papel vegetal previamente untado de manteiga. Deitar a massa e cobri-la com as restantes maças descascadas, descaroçadas e partidas em meias luas grossas. Polvilha-se com o açúcar amarelo, com a canela em pó e, finalmente, borrifa-se com o vinho do Porto.

Levar ao forno cerca de 35’ confirmando a cozedura com o teste do palito ( ao introduzir um palito no bolo, aquele deve sair seco).

Pode ser comida morna ou fria e pode acompanhar uma bola de sorvete de natas ou de baunilha.

Mãos à obra.

publicado por Maria às 08:00
19
Abr
12

Hoje trago um bolinho muito saboroso, com ingredientes que todos têm em casa, e muito fácil de fazer pois nem há necessidade de bater a massa.

 

Continuo, desta forma , a tentar agradar a quem mais gosto não descurando, é claro, todas as carinhosas amiguinhas seguidoras ou visitantes esporádicas.

 

O que preparar:

 

  1. 150g de arroz;
  2. 0,5 l de leite;
  3. 1 pitada de sal;
  4. 50g de manteiga;
  5. 2 maçãs médias;
  6. 100g de uvas passas;
  7. 150g de açúcar;
  8. ½ cálice de vinho do Porto;
  9. 1 colher de chá de canela;
  10. 1 colher de sopa de mal;
  11. 4 ovos;
  12. Manteiga e farinha para untar e polvilhar a forma.

 

Como preparar:

 

Ferver o arroz em bastante água, temperada com sal, durante 5’, escorrendo-o depois. Acabar de cozer no 0,5 l de leite, com a manteiga, fervendo lentamente até que o arroz tenha absorvido o leite todo. Retirar do lume e juntar as maçãs descascadas e partidas em pedacinhos pequenos, bem como as uvas passas previamente hidratadas ( colocadas de molho em água ou num outro líquido a gosto, até estarem inchadas ou seja, hidratadas).

 

Juntar também o açúcar, o vinho do Porto, a canela e o mel. Mexer bem e juntar por fim os ovos, previamente batidos, ligando tudo muito bem.

 

Untar uma forma de bolos ( ou se não houver forma, um tacho), polvilhar de farinha e encher com o preparado. Levar ao forno a 180ºC durante 40’.

 

Retirar do forno, deixar arrefecer na forma e, após isso, desenformar.

 

Pincelar o bolo com um pouco de mal para ficar brilhante.

 

Mãos à obra.

 

publicado por Maria às 08:00
19
Jan
12

Hoje fui copiar. Estas bolachinhas/biscoitos de canela são facílimas, rapidíssimas e saborosíssimas. A receita é para a Bimby mas eu julgo que também se podem fazer numa batedeira vulgar. Vou passar a receita apesar de não ter feito qualquer adaptação ou modificação da original. Copiei”ipsis verbis” deste fantástico blog.

 

 

 

O que preparar:

 

  1. 125g de margarina;
  2. 1 ovo;
  3. 100g de açúcar;
  4. 300g de farinha;
  5. Canela para envolver.

 

Como preparar:

 

Ligar o forno à temperatura de 180ºC.

 

Colocar todos os ingredientes no copo da Bimby, à excepção da canela, e programar na velocidade 6 durante 30”.

 

Tender bolachinhas médias e passá-las por canela. Ir colocando num tabuleiro forrado com papel vegetal e levar ao forno cerca de 15’.

 

Tirá-las do forno e colocá-las numa grelha para arrefecerem. Depois, é só fazer um chazinho ou um leite com chocolate bem quente e comê-las.

 

Valem mesmo a pena.

 

Mãos à obra.

 

publicado por Maria às 08:00
03
Nov
11

 

 

Eu sei. Outra receita de frango.

Mas, de facto o frango é tão versátil, tão económico e, normalmente, tão saboroso que o faço muitas vezes e quero partilhar as receitas convosco.

Confesso que fiz esta receita um pouco céptica pela simplicidade e pelos ingredientes que são adicionados.

Mas revelou-se uma agradável surpresa. Só pelo aroma que emana pela casa enquanto cozinha no forno, vale a pena fazê-lo. Mas, garanto, é também muito saboroso.

.

O que preparar:


1.       1 frango inteiro;

2.       Sal a gosto;

3.       2 colheres de sopa de azeite;

4.       ½ colher de chá de cominhos;

5.       ½ colher de chá de canela em pó.

 

 Como preparar:

 

Limpar o frango das gorduras excedentes, principalmente na zona do pescoço e na zona da abertura de onde foram removidas as vísceras.

Salpicar de cima de sal ( fazendo esta acção com a mão elevada a cerca de 25cm do frango, o sal fica espalhado de uma maneira mais uniforme).

Regar com as 2 colheres de azeite. Espalhar por cima do frango a canela e os cominhos.

Levar ao forno a assar cerca de 1 hora. Se for necessário, deixar mais 10”.

Quando o frango estiver assado, retirá-lo do forno e deixá-lo “descansar” cerca de 10” antes de trinchar. Desta forma os sucos do interior da carne manter-se-ão não tirando assim o seu paladar.

 

Mãos à obra.

tags: ,
publicado por Maria às 19:21
Contador
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Junho 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
13
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
últ. comentários
Ficou lindo, foi a minha inspiração para o almoço ...
Parece impossível a sra classificar como peixe da ...
è um prato da minha infância, de que guardo record...
O que é maca?
Um correcçãoNão consigo recordar o ano mas seguram...
maravilha
maravilha
De facto cavala e sarda não são o mesmo peixe, as ...
Top blogs de receitas
blogs SAPO