Bem vindos à Oficina das Papitas. Este meu projecto, tem como principal objectivo ajudar os meus filhos que já não vivem comigo, mas que têm de cozinhar para si próprios. Espero assim poder ajudá-los. Tentarei fazê-lo com muito amor.
Junho 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
13
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Posts mais comentados
6 comentários
05
Mar
13

Ter rissóis no congelador, prontinhos a entrar na frigideira são a solução fantástica para uma refeição imprevista, para um pic nic no campo ou mesmo para uma mesa de festa. São fritos, bem sei, mas não há forma de substituir a fritura pelo calor do forno pois o resultado não se assemelha. Porém, de molde a minimizar os malefícios da fritura, dever-se-á usar um óleo vegetal de girassol ou amendoim. Não refiro o óleo de soja pois, na minha opinião, tem um odor “pestilento”.

O recheio de um rissol pode variar conforme o gosto ou o que temos no frigorífico. A massa, como é obvio, é sempre a mesma. Apresento em seguida uma forma de fazer a massa e 3 recheios possíveis.

Massa para Rissóis:

  1. 2,5 dl de água;
  2. 2 colheres de sopa de azeite;
  3. 180g de farinha de trigo;
  4. 50g de farinha de arroz;
  5. Sal e pimenta a gosto;
  6. Pão ralado finamente ( eu faço em casa), ovo batido para panar;
  7. Óleo vegetal para fritar.

Deitar a água, o sal e o azeite num tacho e levar a ferver.  Juntar a farinha e mexer vigorosamente com uma colher de pau até a massa formar uma bola e se soltar do fudo do tacho ( este trabalho demora cerca de 2´). Deitar a massa sobre a bancada enfarinhada com farinha de arroz e deixar arrefecer. Quando fria, estender com um rolo e cortar círculos com a ajuda de um copo, taça, etc. As sobras de massa podem ser amassadas novamente e estendidas. Colocar em cada círculo uma colher de chá de recheio e dobrar a massa ao meio, formando ½ luas. Passar por ovo batido e pão ralado e levar a fritar em óleo bem quente. Quando fritos, ir colocando numa rede ou sobre papel absorvente para retirar o excesso de gordura. Caso se queira congelar para uso posterior, deverá ser quando estão panados, antes de fritar.

Uso farinha de arroz pois a massa fica muito crocante, mesmo depois dos rissóis estarem frios. Porém, a massa poderá ser feita somente com farinha de trigo, usando assim 230g de farinha de trigo.

Recheios:

De peixe:

  1. 30g de manteiga;
  2. 1 colher de sopa de óleo vegetal;
  3. 1 cebola picada muito finamente;
  4. 1 colher de sopa de amido de milho ( Maizena);
  5. 2,5dl de leite;
  6. ½ colher de pasta de tomate concentrado;
  7. 0,5 Kg de peixe cozido e livre de peles e espinhas;
  8. Sal, pimenta e noz moscada a gosto.

Num tacho deitar o óleo, a cebola muito picada, a manteiga e levar a refogar em lume brando até começar a alourar. Juntar a farinha, mexer muito bem e  juntar de seguida, lentamente e em fio, o leite. Juntar a pasta de tomate e mexer até levantar fervura e engrossar um pouco.  Retirar do lume, juntar o peixe lascado e a salsa picada. Temperar de sal, pimenta e noz moscada. Deixar arrefecer e rechear os rissóis.

De Camarão

Usar os ingredientes nas quantidades acima indicadas, substituindo apenas o peixe por camarão e o metade da quantidade de leite por caldo onde o camarão foi cozido.

De Fiambre e Ovo Picado

Novamente deve ser usado os mesmo ingredientes nas quantidades indicadas. O peixe é substituido por fiambre e um ovo cozido picado.

publicado por Maria às 19:25
05
Jan
12

 

 

Esta receita é uma sugestão prática e acessível para o aproveitamento de pão atrasado. São deliciosos e, para quem gosta de compor a mesa no dia de Reis, que se avizinha, é uma boa sugestão.

 

O que preparar:

 

  1. 9 pãezinhos;
  2. 2 ovos;
  3. ½ dl de leite
  4. 30 g de fermento fresco;
  5. 1 colher de café de canela moída;
  6. 1 laranja;
  7. 1 cálice de aguardente velha;
  8. Óleo para fritar.

 

Como preparar:

 

Demolhar os pãezinhos em água morna e espremê-los bem, depois de demolhados. Colocá-los de seguida num recipiente com a raspa e sumo de laranja, os ovos, a canela, a aguardente e o fermento fresco, previamente, dissolvido no leite. Depois de tudo bem misturado amassar bem com a mão. Alisar, cobrir com um pano e colocar este recipiente dentro de um maior com água quente, para que a massa levede, durante 30’.

Depois da massa ter crescido um pouco, colocar bastante óleo num tacho e, quando estiver quente, ir deitando pequenas porções de massa que foram tiradas com uma colher de pau. Depois de fritas, escorrê-las e passá-las por açúcar. Comer quentes ou frias.

 

Mãos à obra.

publicado por Maria às 08:00
Contador
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Junho 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
13
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
últ. comentários
Ficou lindo, foi a minha inspiração para o almoço ...
Parece impossível a sra classificar como peixe da ...
è um prato da minha infância, de que guardo record...
O que é maca?
Um correcçãoNão consigo recordar o ano mas seguram...
maravilha
maravilha
De facto cavala e sarda não são o mesmo peixe, as ...
Top blogs de receitas
blogs SAPO