Bem vindos à Oficina das Papitas. Este meu projecto, tem como principal objectivo ajudar os meus filhos que já não vivem comigo, mas que têm de cozinhar para si próprios. Espero assim poder ajudá-los. Tentarei fazê-lo com muito amor.
Junho 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
13
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
subscrever feeds
Posts mais comentados
16
Mar
13

Contrariamente à esmagadora maioria das pessoas, não sou muito apreciadora de bolo de iogurte pois sempre o achei “desconsolado”, falando à boa maneira madeirense da minha querida avó.

Por isso, quando vi a receita desta quinzena do “Doire às Sextas” desinteressei-me.

Mas, como costumo fazer um bolinho para o lanche dos Sábados, e tinha Marmelade de laranja cuja receita está aqui, pus mãos à obra, até porque li opiniões bastantes entusiásticas de outras Dories, acerca do resultado.

É um bolo muito fácil e bastante saboroso. Mesmo apropriado para um  five  o´clock  tea, num dia chuvoso como o de hoje.

O que preparar:

Bolo

 140g de farinha de trigo

50g de farinha de amêndoa - usei de avelã, pois era o que tinha na despensa.

2 colheres (chá) de fermento em pó

1 pitada de sal

200g de açúcar - usei 170g e acho que é a medida ideal.

raspas da casca de 1 limão

1 iogurte natural

3 ovos grandes

½ colher (chá) de extracto de baunilha

120ml de óleo - usei óleo de amendoim

 

Cobertura

 ½ chávena de compota de laranja

1 colher (chá) de água

 

Como preparar: 

Pré-aquecer o forno a 180°C. Untar generosamente com manteiga uma forma de bolo inglês de 21x11xcm.

Na batedeira, misturar a farinha de trigo, a farinha de amêndoa, o fermento e o sal. Noutra tigela, juntar o açúcar e as raspas de limão, esfregando os ingredientes com as pontas dos dedos até o açúcar ficar perfumado.

Juntar o iogurte, os ovos e a baunilha e bater vigorosamente com o batedor de arame até obter uma mistura homogénea. Junte os ingredientes secos. Agora, com uma espátula de silicone, incorporar o óleo.

Transferir para a forma e levar ao forno até que o bolo cresça, doure e comece a soltar-se da forma, aproximadamente 50 minutos.

Arrefece sobre uma grade por 5 minutos antes de desenformar. Deixar arrefecer completamente.

 

Calda: juntar a compota de laranja e a água num tacho e levar a lume médio, mexendo, até derreter. Pincelar a calda ainda quente sobre o bolo. Deixar arrefecer antes de servir.

Mãos à obra.

 

publicado por Maria às 14:43
02
Jan
13
"Quem teve a ideia de cortar o tempo em fatias, a que se deu o nome de ano, foi um individuo genial
Industrializou a esperanca, fazendo-a funcionar no limite da exaustao
Doze meses dao para qualquer ser humano se cansar e entregar os pontos.
Ai, entra o milagre da renovacao e tudo comeca outra vez, com outro numero e outra vontade de acreditar que daqui pra diante vai ser diferente."
Carlos Drummond de Andrade

O que preparar:
Para os bolinhos:
  1. 150g de farinha de trigo;
  2. 2 ovos;
  3. 0,5 dl de leite;
  4. 400g de milho cozido;
  5. Fatias de salmao fumado ( cerca de 1 fatia por pessoa)
  6. sal a gosto.
Para o molho:
  1. 3 colheres de sopa de iogurte natural;
  2. 1 colher de sopa de cebolinho picado;
  3. algumas gotas de sumo de limao

Como preparar:

Os bolinhos:

Peneirar a farinha, bater os ovos, ligeiramente e juntar os ovos, o leite e a farinha, batendo com um garvo ate estar tudo misturado e incorporado. Adicionar o milhos e misturar bem. Colocar oleo vegetal numa frigideira levando ao lume para aquecer. Quando estiver quente, deitar colheradas da massa e fritar os bolinhos de ambos os lados. Retirar do oleo quando estiverem louros.

O molho:

Numa taca, misturar o iogurte, o cebolinho e o sumo de limao. Mexer bem com um garfo e reservar. 

 

Empratar os bolinhos, decorar com fatias de salmao fumado e regar com o molho de iogurte.

Delicioso.

Maos a obra.

 

Receita do Chef Henrique Sa Pessoa.

 

publicado por Maria às 18:52
04
Nov
12

Sou do tempo em que os iogurtes eram tao espessos que pareciam ter gesso na sua composicao e tao amargos que nao podiamos deixar de esbocar uma careta a cada colherada.

 

Os copinhos eram de vidro com uma tampa de aluminio onde o nome do fabricante estava impresso em letras pequeninas e se repetiam vezes sem conta onde houvesse espaco para a impressao.

 

Um pouco mais tarde, a Ucal colocou no mercado uns iogurtes com sabores a chocolate e laranja, numa embalagem inovadora, num material esponjoso fazendo lembrar a esferovite, onde vinha acoplada uma colherzinha de plastico.

 

Num espaco comercial ao lado da entrada do predio onde a minha avo paterna morava, funcionava uma leitaria ( espaco fresco e muito asseado, onde eram comercilizados produtos lacteos, nomeadamente, iogurtes), lembro-me de me  deleitar com os ditos iogurtes, com destaque para o de laranja. Eram deliciosos...

 

Hoje em dia, sinceramente, perco-me nos espacos de venda destinados a venda de iogurtes. Ha iogurtes de todos os sabores, consistencias e para as deficiencias de saude.

 

Ha os iogurtes que fazem bem a tensao arterial, que ajudam as imunidades, que baixam o colestrol, que ajudam a flora intestinal, etc, etc, etc. Sinto-me numa parafarmacia!

 

Ha iogurtes liquidos, solidos, com pedacos, sem pedacos, com cereais, de cabra, de ovelha, de soja, eu sei la...

 

E ainda ha iogurtes de morango, pessego, coco, limao, framboesa, banana, e de todas as mais frutas e sabores que se possa imaginar.

 

Muito mais haveria a dizer do corredor dos iogurtes mas eu que, simplesmente, quero encontrar um iogurte natural sem acucar, sinto-me perdida e irritada pois, nao consigo ou tenho muita dificuldade em encontrar um simples exemplar, daqueles a saber mesmo a iogurte, sem ter forma e consistencia de pudim, sem estar "carregado de acucar" e sem intencoes de interferir no meu metabolismo.

 

Faco pois os meus iogurtes em casa e, apos varias experiencias, consegui reproduzir quase fielmente o anteriormente referido iogurte de laranja. E o favorito ca em casa, habituados que estamos a come-los sem acucar, mesmo que naturais sejam.


O que preparar:

  1. 800ml de leite meio gordo;
  2. casca de 1 laranja ( so vidrado);
  3. 2 colheres de sopa de leite em po ( uso Nido);
  4. 1 colher de sopa de leite condensado;
  5. 1 iogurte natural ( consigo comprar no Lidl)

Como preparar:

Bimby:

Verter no copo o leite com as cascas da laranja e levar a uma temperatura de 90C, 9', veloc. 2.

Deixar arrefecer o leite a 50C ( se nao tiver termometro, verifique com se suporta meter o dedo do liquido. Tem de estar quente mas conseguir meter o dedo).

Nesta altura, coar o leite por forma a retirar as cascas de laranja. Juntar o leite em po, o leite condensado e o iogurte natural e misturar 30'', veloc. 3, sem temperatura.

Verter para os copinhos da iogurteira e deixar em estufa cerca de 10 horas. Eu deixo durante a noite.

Colocar as tampinhas nos frascos e levar ao frigorifico ate atingirem a temperatura desejada.

 

Metodo da panela - tradicional:

Levar o leite e as cascas de laranja ao lume e, com este no minimo, deixar ferver o leite durante 7'. Deixar arrefecer a 50C, usar o truque do dedo se nao tiver termometro, e coar o leite. Misturar os restantes ingredientes, leite em po, leite condensado e iogurte natural e mexer bem com uma vara de arames.

Verter para os copinhos da iogurteira e deixar em estufa cerca de 10 horas. Eu deixo durante a noite.

Colocar as tampinhas nos frascos e levar ao frigorifico ate atingirem a temperatura desejada.


Nota final - Para quem aprecia iogurtes doces, podera juntar 1 a 2 colheres de sopa de acucar mascavado, na altura em que junta o leite em po e os restantes ingredientes. E minha opiniao que o leite condensado corta muito a acidez do iogurte, nao sendo necessario a adicao de mais acucares. Porem, para quem gostar, pode feze-lo.

Se em vez de cascas de laranja se adicionar cascas de limao, ficam, igualmente, muito saborosos.

Maos a obra.

publicado por Maria às 17:53
29
Mai
12

Vi esta receita num folheto do Pingo Doce e, pela sua frescura, facilidade de confecção e reduzida composição calórica, decidi fazê-la apenas com algumas nuances. Não me desiludiu.

 

O que preparar:

 

  1. 5 colheres bem cheias de iogurte grego natural;
  2. 3 folhas de gelatina;
  3. 250g de morangos;
  4. 3 colheres de mel;
  5. Sumo de 1 limão;
  6. Algumas folhas de hortelã;
  7. Meloa ou outra fruta qualquer para fazer as espetadas juntamente com os morangos.

 

Como preparar:

 

Bater levemente o iogurte. Colocar as folhas de gelatina em água fria e, passados 5’, escorrer a água e levar as folhas ao microondas na potência máxima durante 15’’. Misturar as folhas de gelatina no iogurte, misturar bem e verter o preparado em forminhas previamente molhadas. Partir metade dos morangos em pedaços pequenos e colocar no iogurte fazendo pressão com uma colher de forma a irem para a base. Levar ao frigorífico durante cerca de 2h ou até estarem bem firmes. Espetar os restantes morangos alternados com outra fruta ( eu usei meloa partida em quadradinhos), num pequeno espeto de madeira que poderão ser palitos.

 

Misturar o mel com o sumo de limão e as folhas de hortelã bem picadas e misturar bem.

 

Na altura de servir, descolar os pudins das formas com a ajuda de uma faca e desenformá-los para pratos. Colocar ao lado a espetada de fruta e regar com o molho de limão com mel e hortelã.

 

A quantidade que apresentei deu-me para 5 pudins. U_sei iogurte grego pois é o favorito cá em casa, porém poderá ser utilizado outro iogurte a gosto.

 

Mãos à obra.

 

publicado por Maria às 08:00
Contador
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Junho 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
13
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
últ. comentários
Parece impossível a sra classificar como peixe da ...
è um prato da minha infância, de que guardo record...
O que é maca?
Um correcçãoNão consigo recordar o ano mas seguram...
maravilha
maravilha
De facto cavala e sarda não são o mesmo peixe, as ...
Hoje dia 03 de Março de 2015 fui à procura de uma ...
Top blogs de receitas
blogs SAPO