Bem vindos à Oficina das Papitas. Este meu projecto, tem como principal objectivo ajudar os meus filhos que já não vivem comigo, mas que têm de cozinhar para si próprios. Espero assim poder ajudá-los. Tentarei fazê-lo com muito amor.
Junho 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
13
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
subscrever feeds
Posts mais comentados
25
Fev
13
As pessoas que se amam adoptam uma espécie de código secreto e breve que resume, num instante, momentos ou anos de convívio. O tempo mede-se em unidades de vida. Muitas vezes descuramos o essencial dos nadas a quem não sabemos  quem nos obriga. É por isso que muitas das vezes as nossas memórias se assemelham mais a um protesto do que a um testemunho, à voltas com o tempo, tempo perdido, tempo doado, unidades de vida.
A primeira recordação em que tropeço, sempre que pretendo encontrar registo inicial do fio da memória da minha infância, é um grupo de meninas com batinhas brancas, sentadas numa sala de aula, atentas às lições da professora das primeiras letras.
Um dos problemas que sempre afectou o meu espírito, porque não lhe encontrava solução, era a tristeza do afastamento e a dolorosa falta de esperança num reencontro.
38 anos volvidos.
Tal como um comboio lento que para em todas estações e apeadeiros, ela foram chegando.
Um Reencontro.
A amizade não se descreve, apenas se sente.
Este bolinho foi feito como uma ode a esse momento. 
Cobertura:
120 gr de farinha trigo
85 gr de açúcar mascavado claro
2 colheres (café) de canela
85 gr de manteiga

Bolo:
180 gr de açúcar mascavado claro
180 gr de manteiga (usei 125 gr)
3 ovos
130 gr de farinha de trigo
50 gr de farinha de alfarroba
3 colheres (sopa) de leite
1 colher (sopa) de sumo de limão
3 a 4 maçãs 


Preparação

Começar por preparar a cobertura crumble: juntar numa taça todos os ingredientes (a manteiga em cubinhos) e misturá-los com as pontas dos dedos até obter uma mistura areada tipo crumble. Fazer uma bola e reservar no frio por 30 minutos.
Para o bolo: bater a manteiga amolecida com o açúcar até obter um creme. Adicionar os ovos e bater muito bem. Juntar o leite e o sumo de limão e bater.
Dividir a massa em duas taças iguais e juntar 100 gr de farinha de trigo a uma das partes, envolvendo bem. À outra parte adicionar a restante farinha e a de alfarroba, envolvendo.
Descascar em quartos e fatiar as maçãs. 
Untar uma forma redonda com manteiga e polvilhar com farinha (forrei o fundo com papel vegetal).
Colocar no fundo da forma a massa clara. Cobrir com uma camada de maçã fatiada em círculo, tapando toda a camada clara. Por cima das maçãs colocar a massa escura com alfarroba, espalhando com cuidado. Colocar mais uma camada de maçãs.
Retirar a cobertura do frio e desfazê-la num género de crumble, espalhando por cima das maçãs.
Levar ao forno pré-aquecido a 180ºC até cozer (teste do palito).
Quero agradecer à minha querida amiguinha Ginja por me ter dado esta receita

publicado por Maria às 19:04
24
Jun
12

Há muitos anos atrás, quando os meus filhos mais velhos ainda eram pequeninos, tive uma vizinha e amiga, mulher experiente nas lides culinárias e, como transmontana que era, tinha uma mão para a cozinha como poucas pessoas que conheci ao longo da vida. A sua experiência estendia-se também à economia doméstica, à organização de uma casa entre outros. Partilhou comigo muito do seu saber e, ainda hoje, passados tantos anos, aplico muito dos seus ensinamentos.

A receita que hoje trago, foi-me ensinada por ela. Há muitas mais que, em tempo, partilharei convosco, como um semifrio de pêssego que em breve aqui trarei.

Esta é muito simples e rápida de preparar mas nem por isso deixa de ser deliciosa.

Espreitem:

O que preparar:

  1.      100g de manteiga;
  2.      50g de açúcar branco;
  3.      125g de farinha de trigo;
  4.      2 ovos inteiros;
  5.      3 ou 4 maçãs conforme o tamanho;
  6.      1colher de chá de fermento químico;
  7.      60g de açúcar amarelo;
  8.      1 colher de chá de canela em pó;
  9.      2 ou 3 colheres de sopa de vinho do Porto.

Como preparar:

Pré aquecer o forno a 180ºC.

Bater a manteiga com o açúcar até ficar creme. Juntar os ovos inteiros, um de cada vez. Quando estiver um creme fofo, juntar a farinha e o fermento, previamente peneirados. Descasca-se uma maçã, descarta-se o caroços, parte-se em cubinhos pequenos e junta-se à massa.

Forrar uma forma de aro com papel vegetal previamente untado de manteiga. Deitar a massa e cobri-la com as restantes maças descascadas, descaroçadas e partidas em meias luas grossas. Polvilha-se com o açúcar amarelo, com a canela em pó e, finalmente, borrifa-se com o vinho do Porto.

Levar ao forno cerca de 35’ confirmando a cozedura com o teste do palito ( ao introduzir um palito no bolo, aquele deve sair seco).

Pode ser comida morna ou fria e pode acompanhar uma bola de sorvete de natas ou de baunilha.

Mãos à obra.

publicado por Maria às 08:00
11
Mai
12

Esta carne assada com maçãs é muito fácil de preparar e é deliciosa. Apesar de,  com calor que já se faz sentir não apetecer muito ligar o forno, tem a vantagem de se preparar quase sózinha. E o resultado é surpreendente.

O que preparar:

 

  1. 1 kg de carne de porco  para assar ( lombo, perna ou pá) – usei lombo;
  2. 1,5dl de vinho branco;
  3. 40g de banha;
  4. 30g de margarina;
  5. 4 maçãs;
  6. Sal, pimenta, mostarda e colorau a gosto.

 

Como preparar:

 

Molhar a carne com um pouco de vinho branco e temperar de sal, pimenta e um pouco de colorau. Colocar num tabuleiro, barrar com banha e levar a assar em forno médio (160ºC), regando de vez em quando com a gordura que se vai formando. Quando estiver quase assada, cerca de 1 hora depois, retirar cerca de 2/3 da gordura e juntar a margarina partida em pedaços. Tirar os caroços das maçãs com um instrumento próprio ou com a ponta de uma faca, e colocá-las em volta da carne. Levar novamente a assar borrifando, de vez em quando, com o vinho branco restante.

 

Quando as maçãs estiverem macias mas ainda inteiras, retirar o tabuleiro do forno e barrar a carne com um pouco de mostarda. Deixar a carne “descansar” cerca de 10’ e parti-la em fatias finas, servindo-a acompanhada com maçã, arroz branco e regada com o molho.

 

Mãos à obra.

 

publicado por Maria às 08:00
Contador
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Junho 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
13
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
últ. comentários
Parece impossível a sra classificar como peixe da ...
è um prato da minha infância, de que guardo record...
O que é maca?
Um correcçãoNão consigo recordar o ano mas seguram...
maravilha
maravilha
De facto cavala e sarda não são o mesmo peixe, as ...
Hoje dia 03 de Março de 2015 fui à procura de uma ...
Top blogs de receitas
blogs SAPO