Bem vindos à Oficina das Papitas. Este meu projecto, tem como principal objectivo ajudar os meus filhos que já não vivem comigo, mas que têm de cozinhar para si próprios. Espero assim poder ajudá-los. Tentarei fazê-lo com muito amor.
Junho 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
13
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
subscrever feeds
Posts mais comentados
9 comentários
6 comentários
4 comentários
14
Mar
13

 

Gosto muito, mas muito mesmo de quiches. A minha favorita é a mais simples, a Lorraine, mas não deixo de gostar de tantos outros recheios que a imaginação me permite. Sim, porque uma quiche tem isso mesmo, versatilidade. Descobri, entretanto e há pouco tempo, que consigo fazer a massa em casa sem qualquer dificuldade e, garanto-vos, em experimentando fazer em casa, nunca mais nos passa pela cabeça comprar massa feita. Para além de ficar muito mais económica, é muito fácil e rápida de fazer e a quiche fica extraordinariamente mais saborosa. Tal como numa pizza, o segredo está na massa. Confiram, se puderem.

Distraí-me um pouco com a quantidade de massa que fiz pois excedeu muito a forma que utilizei. Porém, a massa é tão saborosa que resolvi “fechar” a quiche. O resultado foi engraçado e os miúdos gostaram.

O que preparar:

Para a massa:

  1. 200g de farinha de trigo;
  2. 100g de manteiga;
  3. 1 colher de sopa de leite;
  4. 1 ovo;
  5. 1 pitada de sal.
Como tenho Thermomix/Bimby, deito od inferdiente no copo e marco 30'' vel. 4. Marco de seguida 2' vel. Espiga. Está pronta a massa. Basta estender com o rolo sobre suprefície enfarinhada formando um círculo fininho. Forrar a forma de aro amovível com a massa.
Caso não haja a possobiliadde de fazer com a máquina, deve-se colocar a farinha sobre a bancada, abrir um buraco no meio e deitar a manteiga amolecida. Envolcer a manteiga com a farinha indo amassando com os dedos. Juntar o ovo, o leite e o sal. Amassar até dormar uma massa consistente mas macia.

Para o recheio:
  1. 1/2 frango cozido ou assado previamente desfiado;
  2. 1/2 molho de espinafres lavados e secos um papel ou pano;
  3. 3 ovos;
  4. 1 pacote de natas ou, em substituição, 1 iogurte grego natural;
  5. queijo parmesão ralado no momento;
  6. sal e pimenta a gosto.
Colocar o frango desfiado no fundo da forma forrada com a massa. Por cima, espalhar as folhas de espinafres lavadas e secas. Temperar com pimenta e queijo parmesão ralado. Numa taça, bater os ovos e juntar as natas ou o iogurte. Mexer bem e verter sobre o preparado anterior. Polvilhar generosamente com mais parmesão ralado e "fechar" com as massa que excede as paredes da forma. Levar ao forno cerca de 30´.
Oportunamente, darei mais ideias de recheios.
Mãos à obra. 

publicado por Maria às 18:56
05
Mar
13

Ter rissóis no congelador, prontinhos a entrar na frigideira são a solução fantástica para uma refeição imprevista, para um pic nic no campo ou mesmo para uma mesa de festa. São fritos, bem sei, mas não há forma de substituir a fritura pelo calor do forno pois o resultado não se assemelha. Porém, de molde a minimizar os malefícios da fritura, dever-se-á usar um óleo vegetal de girassol ou amendoim. Não refiro o óleo de soja pois, na minha opinião, tem um odor “pestilento”.

O recheio de um rissol pode variar conforme o gosto ou o que temos no frigorífico. A massa, como é obvio, é sempre a mesma. Apresento em seguida uma forma de fazer a massa e 3 recheios possíveis.

Massa para Rissóis:

  1. 2,5 dl de água;
  2. 2 colheres de sopa de azeite;
  3. 180g de farinha de trigo;
  4. 50g de farinha de arroz;
  5. Sal e pimenta a gosto;
  6. Pão ralado finamente ( eu faço em casa), ovo batido para panar;
  7. Óleo vegetal para fritar.

Deitar a água, o sal e o azeite num tacho e levar a ferver.  Juntar a farinha e mexer vigorosamente com uma colher de pau até a massa formar uma bola e se soltar do fudo do tacho ( este trabalho demora cerca de 2´). Deitar a massa sobre a bancada enfarinhada com farinha de arroz e deixar arrefecer. Quando fria, estender com um rolo e cortar círculos com a ajuda de um copo, taça, etc. As sobras de massa podem ser amassadas novamente e estendidas. Colocar em cada círculo uma colher de chá de recheio e dobrar a massa ao meio, formando ½ luas. Passar por ovo batido e pão ralado e levar a fritar em óleo bem quente. Quando fritos, ir colocando numa rede ou sobre papel absorvente para retirar o excesso de gordura. Caso se queira congelar para uso posterior, deverá ser quando estão panados, antes de fritar.

Uso farinha de arroz pois a massa fica muito crocante, mesmo depois dos rissóis estarem frios. Porém, a massa poderá ser feita somente com farinha de trigo, usando assim 230g de farinha de trigo.

Recheios:

De peixe:

  1. 30g de manteiga;
  2. 1 colher de sopa de óleo vegetal;
  3. 1 cebola picada muito finamente;
  4. 1 colher de sopa de amido de milho ( Maizena);
  5. 2,5dl de leite;
  6. ½ colher de pasta de tomate concentrado;
  7. 0,5 Kg de peixe cozido e livre de peles e espinhas;
  8. Sal, pimenta e noz moscada a gosto.

Num tacho deitar o óleo, a cebola muito picada, a manteiga e levar a refogar em lume brando até começar a alourar. Juntar a farinha, mexer muito bem e  juntar de seguida, lentamente e em fio, o leite. Juntar a pasta de tomate e mexer até levantar fervura e engrossar um pouco.  Retirar do lume, juntar o peixe lascado e a salsa picada. Temperar de sal, pimenta e noz moscada. Deixar arrefecer e rechear os rissóis.

De Camarão

Usar os ingredientes nas quantidades acima indicadas, substituindo apenas o peixe por camarão e o metade da quantidade de leite por caldo onde o camarão foi cozido.

De Fiambre e Ovo Picado

Novamente deve ser usado os mesmo ingredientes nas quantidades indicadas. O peixe é substituido por fiambre e um ovo cozido picado.

publicado por Maria às 19:25
10
Jul
12

Hoje trago um acompanhamento de preparação muito simples e muito delicioso. 

 O que preparar:

  1. 2 cenouras médias;
  2. 200g de Orzo;
  3. E dentes de alho;
  4. Sumo de ½ limão;
  5. 1 colher de sopa de manteiga;
  6. 3 colheres cheias de hortelã picada;
  7. Sal a gosto.

Como preparar:

Tirar a casca às cenouras, parti-las em cubos pequeninos e cozer em água temperada com sal.

Cozer a massa em água temperada com sal, obedecendo aos tempos indicados na embalagem para não ficar crua ou cozer demasiado. Escorrer a massa e adicionar a manteiga e os alhos ralados. Envolver bem e misturar de seguida os cubos de cenoura cozida. Levar ao lume por 2’ e juntar o sumo de limão, envolvendo bem. Retirar do lume, misturar a hortelã picadinha e servir de imediato.

Mãos à obra.

Receita adaptada um dos meus blogs favoritos.

publicado por Maria às 08:00
03
Mai
12

Lembram-se da receita de pizza que me foi deixada  por Alfredo di Lelio debaixo de um guardanapo usado?

 

Tal como vos havia prometido, venho partilhar a receita e, acreditem, ao comerem esta massa com este molho de tomate, sentir-se-ão numa pizzeria em Roma ao som do "Sole Mio".

 

Para a massa:

 

O que preparar:

 

  1. 650g de farinha de trigo;
  2. ¾ de colher de chá de fermento activo;
  3. 1,5 colher de chá de sal;
  4. 3,5 dl de água morna;
  5. 2 colheres de sopa de azeite

 

Como preparar:

 

Colocar os ingredientes na taça da batedeira, colocar o gancho naquela e bater até formar uma bola em volta do gancho.

 

Colocar a massa na bancada enfarinhada e amassar a massa sobre si, até adensar.

 

Untar uma taça com azeite, colocar a massa também esta untada com azeite. Deixar levedar cerca de 1 hora, coberta com um pano húmido.

 

Polvilhar um tabuleiro com farinha de milho. Formar 3 bolas com a massa levedada e colocá-las no tabuleiro.  Deixar levedar, novamente, durante cerca de 45’.

 

A massa nesta altura está leve, elástica, podendo-se moldar as bases com as mãos, ou seja, ir calcando entre os dedos e a palma as mãos a extremidade, com a amssa pendurada, andando com esta à roda, pendurada, até formar bases redondas. Em alternativa, pode-se usar o rolo de massa , esticando-a até ter +/- 25cm de diâmetro. Colocar as bases em formas próprias, ou em bases de pedra ou, se não houver, simplesmente em tabuleiros. 

 

Para o molho de tomate:

 

O que preparar:

 

  1. 1 lata de tomate pelado de 400g;
  2. 1 pacote de açúcar, dos pequeninos para o café, de 11g;
  3. 1 colher de chá de sal;
  4. 50g de parmesão ralado;
  5. 2 dentes de alho ralados.

 

Como preparar:

 

Passar o tomate num passe-vite ( nunca num liquidificador). Se não tiver passe-vite, esmagar com um esmagador de batatas.

 

Temperar com o açúcar, o alho ralado, o sal e o parmesão. Está pronto a ser usado.

 

 Estas são as duas coisas essenciais para uma boa pizza.

 

 

A partir destas duas coisas, podemos fazer pizzas salgadas ou doces, conforme a nossa imaginação ou gosto.

 

 

Até porque afinal, o segredo está na massa.

 

É importante a temperatura do forno ( 200ºC) e o tempo de confecção ( 7 a 10’, nunca mais).

A que apresento hoje foi recheada com mozzarella ralado, tomate cereja, azeitonas, fiambre, rodelas de banana, ovo cozido e orégãos secos, regada com um fio de óleo vegetal. Tudo sobre a massa coberta com uma concha de molho de tomate.

Mais tarde trarei outros recheios como o da pizza Margherita que é das mais simples e a minha favorita.

 

Mãos à obra.

 

 

publicado por Maria às 08:00
Contador
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Junho 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
13
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
últ. comentários
Parece impossível a sra classificar como peixe da ...
è um prato da minha infância, de que guardo record...
O que é maca?
Um correcçãoNão consigo recordar o ano mas seguram...
maravilha
maravilha
De facto cavala e sarda não são o mesmo peixe, as ...
Hoje dia 03 de Março de 2015 fui à procura de uma ...
Top blogs de receitas
blogs SAPO