Bem vindos à Oficina das Papitas. Este meu projecto, tem como principal objectivo ajudar os meus filhos que já não vivem comigo, mas que têm de cozinhar para si próprios. Espero assim poder ajudá-los. Tentarei fazê-lo com muito amor.
Junho 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
13
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
subscrever feeds
Posts mais comentados
12
Jun
14

Foi, é,  e será sempre a refeição do “desenrasca” . Desculpem-me a grosseira expressão, mas não há outra que mais se adeque aos clássicos ovinhos mexidos. Não conheço ninguém que não saiba, pelo menos, mexer uns ovos para uma refeição sem tempo, para um pequeno almoço reforçado, para por no pão para levar para a escola ou trabalho.

Porém, fazer uns bons ovos mexidos, fofinhos, húmidos e saborosos tem os seus pequenos truques. O Chef Henrique Sá Pessoa  sempre na sua imensa simplicidade sempre com o seu toque pessoal, ensina-nos a fazer uns ovos mexidos dignos de mesa de rei. Esses ensinamentos reproduzo-os de seguida.

E é com esta simples mas tão saborosa refeição que participo, esta quinzena ,no “Quinze Dias Com…”. O Chef a mentorear este período é, como já devem ter percebido, Hennrique Sá Pessoa.

O que preparar:
2ovos por pessoa;
1 colher de chá de manteiga;
1 colher de chá de azeite;
1 colher de chá de natas;
sal e pimenta a gosto.
Como preparar:
Colocar numa pequena frigideira metade da quantidade de manteiga e a colher de chá de azeite. Numa tacinha, bater ligeiramente os ovos com um garfo ( basta misturar, sem bater muito). Levar a frigideira ao lume e, sem deixar aquecer muito, pois vamos cozinhar ovos mexidos e não uma omelete, deitar os ovos. Ir mexendo sempre em lume brando até solidificarem mas sem ficarem demasiado secos. Deitar por fim a restante manteiga e a colher de natas ( opcional). Mexer e, somente nessa altura, temperar com sal e um pouco de pimenta.
Eis que temos uns ovos mexidos fofos e deliciosos.
Portanto, principais conselhos a lembrar: Não deixar aquecer a frigideira nem as gorduras ( manteiga e azeite) antes de juntarmos os ovos; Ir mexendo sempre enquanto cozinham; Juntar o sal somente depois dos ovos cozinhados pois, se adicionamos antes, estes desidratam e ficam muito secos.
Mãos à obra.

publicado por Maria às 09:07
30
Jan
13
Ainda em modo de preguiça e negação a comidas elaboradas, trago-vos uma sopa deliciosa que se faz na hora.
A forma que os ovos tomam ao serem deitados em fio, deram o nome a esta sopa de Stracciatella que, em italiano, significa pequenas tiras.
Cozinha italiana em todo o seu explendor. Como tenho referido por diversas vezes aqui, é a minha cozinha predilecta. 
O que preparar:
  1. 1,5l de caldo de galinha/frango, natural;
  2. 1/2 molho de espinafres;
  3. 2 ovos;
  4. 3 colheres de sopa de queijo parmesão ralado no momento;
  5. sal, pimenta e salda a gosto.

Como preparar:

Ferver numa panela o caldo de galinha ( eu aproveito o caldo de cozedura da ave). Bater os ovos com o queijo parmesão ralado na hora. Quando o caldo estiver a ferver, juntar lentamente os ovos em fio, mexendo com um garfo. Vão-se formando fios. Juntar em seguida os espinafres arranjados e lavados. Deixar amolecer os espinafres e juntar 1 colher de sopa de salsa picada. Rectificar temperos e manter em lume brando até servir.

E é só! Deliciosa, acreditem.

Mãos à obra.

publicado por Maria às 17:54
28
Jan
13



Ando numa fase de negações no que concerne à alimentação; negação a cozinha muito elaborada, negação a carne, negação fritos e refogados. São fases e isto passa-me, que eu sei, mas, enquanto dura, aproveito para comer de forma saudável e económica. Tiro partido das minhas negações que, vendo bem, até são saudáveis e resultam em pratos muito saborosos.

Fiz estas frittatas em ponto pequeno, que não o são, literalmente, frittatas,pois são cozinhadas totalmente no forno. Fizeram um sucesso cá em casa e foram só precisos uns 20´para as cozinhar. 

O que preparar ( para 9 fritatas):


  1. 4 ovos;

  2. 100g de salmão fumado;

  3. 1 cebola pequena bem picadinha;

  4. 1/4 de pimento vermelho;

  5. 1 fio de azeite;

  6. cebolinho, sal, pimenta e queijo parmesão ralado, a gosto.


Como preparar:

Picar bem a cebola, bem fininha, e levar ao lume a alourar em azeite ( somente 1 fio). Quando ficar translúcida, apagar o lume e reservar.

Bater numa taça os 4 ovos e juntar a cebola, o salmão fumado partido em bocadinhos pequenos, o cebolinho e o pimento partido também em bocadinhos pequeninos. Temperar com sal, pimenta e juntar cerca de 1 colher de sopa de parmesão ralado na hora ( facultativo).

Verter o preparado para forminhas individuais de silicone e levar a forno médio ( 180ºC) cerca de 15´. Desenformar e servir com uma boa salada ou com legumes cozidos em vapor.

São também deliciosas para uma entrada ou para levar num cesto de pic nick.

Os ingredientes que juntei são bem ao gosto de cá de casa. Porém podem ser utilizados outros ingredientes aos ovos, conforme a imaginação e gosto de cada um.

Mãos à obra.

publicado por Maria às 19:32
14
Nov
12

"Confort food" ou, mais" portuguesmente" falando, pois trata-se de uma comidinha portuguesa, "comida  reconfortante". Sabe sempre bem nestes dias frios em que o corpo e a alma precisam ser aconchegados.

E igualmente um prato de cozinha economica, linha que a partir de agora tentarei seguir, adivinhando os tempos que se avizinham.

Esta receita foi retirada da Teleculinaria de Abril/80 de uma receita do Chefe Silva

O que preparar:

  1. 150 g de toucinho fumado;
  2. 400g de entrecosto partido em pedacos pequenos;
  3. 100g de chourico de carne;
  4. 100g de morcela ou caholeira;
  5. 1 colher de banha;
  6. 2 dentes de alho;
  7. 1 cebola;
  8. 1 folha de loureiro;
  9. 1 dl de vinho branco;
  10. 3 colheres de sopa de polpa de tomate;
  11. 300g de feijao vermelho ou catarino;
  12. 4 ovos ( 1 por pessoa)
  13. sal e pimenta a gosto.

Como preparar:

De vespera colocar o feijao de molho em agua.  No proprio dia, cozer o feijao em agua fervente, o que demora cerca de 15 a 20'.

Deitar a banha num tacho, o alho e cebola picados, o toucinho cortado em dois pedacos e a folha de loureiro. Levar a lume moderado e ir mexendo de molde a tudo ficar alourado por igual. Logo que a cebola aloure, juntar o vinho branco e a polpa de tomate. Mexer bem e juntar os enchidos e o entrecosto e deixar suar durante dois minutos. Juntar depois 2 a 3 dl de agua onde se cozeu o feijao.

Deixar cozinhar em lume brando e, a medida que os enchidos forem cozendo, retira-los do tacho. Retirar tambem o toucinho quando este estiver cozido.

Acrescentar o feijao e, se necessario, mais alguma agua onde este foi cozido e rectificar temperos. Deixar ferver 10' para o molho ligar mexendo ocasionalmente para nao pegar.

Por fim, deitar os ovos sobre p feijao, tapar o tacho, e deixar ferver cerca de 5'. Desligar o lume mantendo o tacho tapado para os ovos acabarem de cozer.

Servir bem quente, decorado com as rodelas do enchidos e tiras do toucinho.

Maos a obra.

 

publicado por Maria às 08:00
27
Jun
12

A polenta é um prato típico do norte de Itália, feito com base de farinha de milho. No passado foi utilizada como pão e, ainda nos dias de hoje, é utilizada como base na alimentação de muitas famílias. Pode ser comida, depois de cozida, quente, fria e até frita. Pode ser servida com vários molhos, nomeadamente molho de tomate.

A versão que hoje trago é muito simples e deliciosa. Uma excelente refeição para quem quer descansar da carne ou do peixe.

O que preparar:

  1. 2 l de água;
  2. 400g de farinha de milho;
  3. 2 colheres de sopa de manteiga;
  4. Sal a gosto;
  5. 4 ovos ( um por pessoa);
  6. 1 molho de grelos de nabo ou espinafres;
  7. 2 colheres de sopa de azeite;
  8. 2 dentes de alho;
  9. Sal e pimenta a gosto. 

Como preparar:

A polenta:

Lavar os 2 l de água ao lume, temperada com sal. Quando começar a formar-se bolhas no fundo da panela mas sem ainda ferver, começar a deitar a farinha, em chuva, mexendo sempre. Deixar cozer cerca de 25’, ou até conseguir ver o fundo da panela quando passa a colher. Não parara de mexer enquanto a farinha coze. Deitar no final a manteiga e mexer bem para esta se misturar na polenta.

Os grelos:

Arranhar os grelos, descartando os talos mais grossos. Cozê-los em água fervente sem deixar completar a cozedura, isto é, sem estarem completamente cozidos. Escorrer a água da cozedura e levar ao lume numa frigideira onde se aqueceu o azeite juntamente com os dentes de alho picados. Deixar os grelos amolecerem, temperar com sal e pimenta e parti-los com uma faca em pedaços mais pequenos.

Os ovos:

Levar um tachinho ao lume com água e uma colher de sopa de vinagre ( a função deste é não deixar espalhar a clara do ovo pela água). Quando a água começar a ferver, provocar um remoinho com uma colher e deitar o ovo no centro desse remoinho pois ajuda a que o ovo fique mais redondo. Deixar cozer durante cerca de 4’. Retirar com uma escumadeira e deixar escorrer bem sobre uma rede. Se necessário, secá-los com papel de cozinha.

 

Finalmente, deitar a polenta num prato, e servir por cima um pouco de grelos salteados e um ovo. Delicioso.

Mãos à obra.

 

tags: , ,
publicado por Maria às 08:00
Contador
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Junho 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
13
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
últ. comentários
Ficou lindo, foi a minha inspiração para o almoço ...
Parece impossível a sra classificar como peixe da ...
è um prato da minha infância, de que guardo record...
O que é maca?
Um correcçãoNão consigo recordar o ano mas seguram...
maravilha
maravilha
De facto cavala e sarda não são o mesmo peixe, as ...
Top blogs de receitas
blogs SAPO