Bem vindos à Oficina das Papitas. Este meu projecto, tem como principal objectivo ajudar os meus filhos que já não vivem comigo, mas que têm de cozinhar para si próprios. Espero assim poder ajudá-los. Tentarei fazê-lo com muito amor.
Junho 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
13
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
subscrever feeds
Posts mais comentados
14
Jun
14

Lembro-me bem quando vi pela primeira vez uma referência e esta senhora. Foi num blog que seguia, ainda não tinha criado este, e quando fui espreitar a sua forma simples e rápida de nos apresentar receitas deliciosas, fiquei rendida. Desde aí, sigo-a assiduamente quer nos seus livros quer nas revistas que publica. Bem sei que esta que trago hoje não é das mais saudáveis. Porém, de vez em quando podemos dar um pontapé na dieta para poder saborear uma refeição com prazer. Faz-se de muitas formas a Carbonara e há milhentas versões. Esta é simples, não ficamos com "ovos mexidos" misturados na pasta. Ficamos, isso sim, com um creme maravilhoso que transforma um prato tão simples numa comida gourmet.

Apresento aqui a minha participação quinzenal no desafio Quinze dias com cuja mentora é a Susana. Quer-me parecer que esta participação não ficará solteira pois a Chef escolhida para esta quinzena é, nada mais, nada menos que a Donna Hay, uma das minhas favoritas e por quem me sigo e apoio pelo menos uma vez por semana, para preparar refeições leves, frescas e deliciosas.

A quantidade de ingredientes apresentado contempla 2 doses.

O que preparar:

  • 200g de pasta fresca;
  • 200ml de natas;
  • 1 chávenas de queijo parmesão ralado no momento;
  • 2 gemas de ovo;
  • 4 fatias de bom presunto;
  • queijo parmesão a gosto e ralado na altura de servir;
  • sal e pimenta e gosto.

Como preparar:

Cozer a pasta em bastante água fervente temperada com sal. A pasta fresca não leva mais que 4 a 5 minutos a atingir o ponto ideal de cozedura. Escorrer bem retirando toda a água onde foi cozinhada. Temperar com sal, se faltar, e com pimenta moída. Juntar as natas e as gemas de ovo e a chávena de quijo parmesão ralado. Levar ao lume lento, mexendo sempre e até sentir o creme a envolver toda a pasta. Retirar do lume, empratar com a ajuda de uma pinça de cozinha ou mesmo um garfo e colher, enrolando sobre o prato de servir formando um montículo.

Esfarripar as fatias de presunto e dispor por cima da pasta. Servir polvilhado de queijo ralado na altura. Delicioso.

Mãos à obra.

publicado por Maria às 15:50
10
Dez
13
Ja aqui dei a conhecer a minha preferencia por pastas, qualquer tipo de pasta. E sempre uma comida agradavel, facil de preparar e combina na perfeicao com tomate. Um prato de pasta com um bom molho de tomate e quanto basta para de activar as papilas gostativas.
Esta combinacao que vos trago hoje, fui busca-la a uma receita de um livro que o meu filho mais velho me ofereceu pelo aniversario. Apesar de nao ter muita empatia pelo Chef, e isto talvez porque a primeira e unica receita que experimentei, seguindo as suas indicacoes, resultou num completo desastre ( bife Wellington), nao deixo de reconhecer que esta que vos trago hoje e, simplesmente, deliciosa. O segredo do sucesso esta na cobertura de crumble ao qual acrescentei mais uns ingredientes porque, seguindo a maxima, quem conta um conto, acrescenta-lhe um ponto.
Ah, e o Chefe e o Gordon Ramsay.
O que preparar:
  1. 1 cebola rouxa pelada e finamente picada;
  2. 1 dente de alho pelado e esmagado;
  3. 1 a 2 colheres de sopa de molho ingles;
  4. 1 colher de sopa de Tabasco;
  5. 1/2 colher de sopa de flor de sal;
  6. 1 colher de sopa de acucar mascavado;
  7. 400g de tomate de boa qualidade partido em bocadinhos pequenos;
  8. 50ml de vodka ( senao nao seria bloody Mary);
  9. 400g de linguine.
Para o crumble:
pao atrasado, 1 colher de sopa de salsa, 1 casquinha de limao, 3 colheres de sopa de parmesao ralado, sal e pimenta preta. Algum azeite.
Como preparar:
Comecar por preparar o crumble.
Triturar todos os ingredientes indicados numa trituradora. Deitar numa frigideira 2 colheres de sopa de azeite e quando este estiver quente, deitar o preparado ralado. Deixar torrar um pouco, mexendo ocasionalmente, sem deixar queimar. Reservar.
Colocar numa frigideira mais 3 colheres de azeite juntamente com a cebola picada. Quando esta estiver dourada, deitar o dente de alho e deixar fritar mais 2 minutos. Junatar o molho ingles, o Tabasco, o acucar, sal e pimenta. Deitar o vodka  e subir a intensidade do lume para os vapores do alcool se evaporarem. Finalmente deitar os tomates picados e deixar cozinhar em lume brando cerca de 15 a 20 minutos, mexendo ocasionalmente para nao deixar pegar.
Entretanto cozer o linguine em agua fervente bem temperada com sal. Deixar cozer durante 12 minutos. Retirar do lume e escorrer bem.
Pode-se aproveitar um pouco de agua de cozedura da pasta para acrescentar ao molho de tomate se se verificar que este esta muito "enxuto".
Verter o molho de tomate por cima da massa e envolver bem em cima de lume muito baixo.
Servir em pratos individuais salpicado abundantemente com o crumble.
Maos a obra.

 

publicado por Maria às 20:25
12
Set
13

A Paula, uma amiga muito querida, daquelas que sabemos que está sempre lá, veio este Linguini com Pesto e Atum que fará as delícias dos fifis, estou certa. Foi feita na sua cozinha Doce Mais ou Menos, de onde saem sempre pratos muito tentadores.

Muito obrigada amiguinha e até dia 21.

publicado por Maria às 10:22
12
Jun
13
Por ter casado e ter ido viver para outras bandas, as recordações que tenho da casa de minha avó ficaram pelos dezanove anos.
Entrei lá  uma ou duas vezes mais, e desde então, como se lhe tivesse posto um cadeado, faltava-me coragem para rever o cenário de muitas vivências e tempos bem passadas de menina.
Esta tarde, porque quis jantar com ela, desandei a fechadura, mas demorou a arriscar-me para lá da soleira.
Ruina, podridão, bafios maléficos, teias de aranha em filmes de horror, paredes abauladas, telhas partidas, os degraus de madeira meio-desfeitos e  carcomidos, desengonçado o corrimão.
Essa vista de olhos pouco deve ter durado, pois num repente tudo rejuvenesceu, se compôs, voltou ao seu lugar, ganhou vida. O lume ardia em volta das panelas da sopa de feijão e do arroz de tomate, o chão estava encerado com a passadeira florida no meio, a tia punha-me a mesa para eu almoçar, o cão ladrava a dar-me as boas vindas, o tio não tardaria com o saco de amêndoas, um melão sumarento ou umas laranjas com aquele cheiro que eu tanto gostava. A luz vinha das janelas tapadas até meio pelas persianas. Vi-me menina, correndo escada abaixo, a ir ver os coelhos, as galinhas e a nespereira carregada daquelas bolinhas tão doces e sumarentas.
Ouvi uma voz dizer para sairmos dali, não fosse cair algum barrote, e então, mal acordada, fui às arrecuas, despedi-me do sonho, repus o cadeado nas memórias da minha infância.
Spaghetti com Alho, Azeite e Abacate:
O que preparar:
  1. 4 colheres de sopa de azeite;
  2. 2 dentes de alho picados;
  3. 1 baga de piri piri seco, picado;
  4. 1 abacate maduro mas firme;
  5. sumo de 1/2 limão;
  6. 250g de spaghetti;
  7. parmesão ralado a hora a gosto;
  8. pimenta preta moida na hora, a gosto;
  9. sal a gosto.

Como preparar:

Levar os dentes de alho a fritar no azeite, deixando libertar os odores mas sem deixar queimar. Adicionar o piri priri e deixar mais unas segundos ao lume retirando de seguida. Descascar o abacate, descartando a casca e o caroço. Partir em bocados grosseiros e regar com o sumo do limão, temperar com sal e pimenta. 

Entretanto cozer a massa em bastante água temperada com sal. Deitar o azeite sobre o abacate e mexer com cuidado. Deitar o preparado sobre o spaghetti cozido e levar ao lume uns segundos para absorver os sabores. Deitar um pouco de água da cozedura da massa, se necessário. Servir de imediato com bastante parmesão ralado e pimenta preta moída. Uma delicia.

Esta receita foi retirada de um livro que adoro da Tessa Kiros, Recipes and Dreams.

E com este jantar que servi à minha avó, em sua casa, venho participar na  13ª edição do convidei para jantar, cuja mentora é a Anasbageri e que este mês decorre em casa do Pão de Cereais

publicado por Maria às 19:17
14
Mai
13
Um taipal branco alegrado com toscos mas alegres vasos coloridos:
Um banquinho pintado de branco virado para o paraíso
Um nome sugestivo que nos convida a entrar para um espaço onde podemos pedir  e comer o que mais gostarmos e pagarmos, somente, o que pudermos
Um alpendre pintado de branco a oferecer-nos a sua sombra fofa e uma aragem que amenisa um calor baforento, protegendo-nos de um sol a faíscar que escalda a terra, onde um silêncio sonolento e recolhido nos convida a deleitarmo-nos com uma refeição leve e nos traz desejos de uma sesta, apenas incomodada com o rumor dormente  do  zumbido monótono de uma mosca ,que teima em pousar no fundo de uma chávena sobre o açúcar mal derretido.
É este o meu restaurante de sonho. Se gostaram, venham comigo e peçam o prato que mais apreciam. Pagarão o que puderem, já sabem.

Foi esta a minha escolha:
Ragù de Lentilhas com Spaghetti
O que preparar:
  1. 200g de lentilhas pardas;
  2. 400g de tomate pelado ou 500g de tomate fresco maduro;
  3. 1 cebola;
  4. 2 dentes de alho;
  5. 4 colheres de sopa de azeite;
  6. 1 colher se sobremesa de açúcar;
  7. 6 folhas de manjericão;
  8. 6 pés de coentros;
  9. queijo parmesão em quantidade generosa;
  10. 250g de spaghetti;
  11. sal e pimenta preta a gosto.
Como preparar:
Cozer as lentolhas em água temperada de sal e um dente de alho, o que demora cerca de 20 min. Picar a cebola, o dente de alho e levar a estalar em azeite. Juntar o tomate partido em cubos pequenos, o açúcar, 3 folhas de manjericão, sal, pimenta e queijo parmesão ralado na hora. Deixar ao lume a fervilhar cerca de 20 min para apurar bem, tendo o cuidado de não deixar queimar.
Cozer entretanto o spaghetti em água temperada com sal.
Juntar o molho de tomate às lentilhas escorridas e deixar fervilhar cerca de 10 min para os sabores se fundirem. 
Juntar a pasta e mexer gentilmente para envolver as lentilhas e o molho. 
Polvilhar com as restantes folhas de manjericão picadas, bem como com as folhas de coentros, também elas picadas. 
Ralar bastante queijo parmesão e polvilhar cada prato.
Servir de imediato.
E com o meu Resturante de Sonho venho participar no Convidei para Jantar, um projecto  iniciado pela Anasbagueri,  sendo nesta edição recebido  pela anfitriã A minha cozinha é a Cores.

publicado por Maria às 19:13
Contador
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Junho 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
13
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
últ. comentários
Parece impossível a sra classificar como peixe da ...
è um prato da minha infância, de que guardo record...
O que é maca?
Um correcçãoNão consigo recordar o ano mas seguram...
maravilha
maravilha
De facto cavala e sarda não são o mesmo peixe, as ...
Hoje dia 03 de Março de 2015 fui à procura de uma ...
Top blogs de receitas
blogs SAPO