Bem vindos à Oficina das Papitas. Este meu projecto, tem como principal objectivo ajudar os meus filhos que já não vivem comigo, mas que têm de cozinhar para si próprios. Espero assim poder ajudá-los. Tentarei fazê-lo com muito amor.
Novembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
27
29
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Posts mais comentados
20
Nov
11

Uns pudins que, apesar de serem um pouco fora de época, pois são mais apropriados para o verão, não deixam de ser agradáveis.

 

O que preparar: ( para 6 pudins)


1.       6 forminhas para queques ou empadas;

2.       8 fatias de pão sem côdea;

3.       175g de açúcar;

4.       2,5 dl de água;

5.       250g de frutos silvestres ( eu usei morangos e framboesas congelados);

6.       Natas a gosto;

7.       Chocolate derretido, a gosto.

 

Como preparar:

 

Untar as 6 forminhas com óleo ou margarina. Forrá-las com as fatias de pão. Calcar e modelar por forma a que fique com o menor número de fissuras possível.

Num tachinho, levar água e o açúcar ao lume. Quando começar a fever, deixar isso acontecer por 2”. Ao fim deste tempo, deitar os frutos, deixando fervilhar mais uns minutos até que os frutos fiquem macios mas sem perder a forma.

Verter para dentro das forminhas os frutos cozidos na calda e um pouco desta, para embeber o pão. Tapar o preparado com o restante pão, e tornar a embeber mais um pouco com a calda.

O que sobrar desta e dos frutos, reduzir a puré numa trituradora.

Calcar com as mãos o preparado dentro das forminhas, colocar um peso por cima ( pode ser um pires) e levar ao frigorífico umas horas ( 2 ou 3).

Na altura de empratar, desenformar os pudins, verter por cima uma ou 2 colheres do puré de frutos e decorar com natas e chocolate derretido.

 

Mãos à obra.

publicado por Maria às 18:48

 

Esta receita é dirigida à Maria que tem tão poucos recursos e com certeza quererá preparar refeições rápidas. As quantidades são indicadas para 4 pessoas. Ela depois, adaptará a seu modo.

Quero aqui deixar-lhe uma palavra de apreço pela acção tão digna, honrosa e desprendida de interesses pessoais, que é o voluntariado.

Parabéns.

 

O que preparar: ( para 4 doses)


1.       1 lata de feijão branco cozido; ( para a Maria poderá ser vermelho, porque, pelos vistos, é o que tem)

2.       5 colheres de sopa de azeite;

3.       2 bons dentes de alho;

4.       1 chávena de vinho branco;

5.       2 colheres de polpa de tomate;

6.       1 lata de salsichas;

7.       4 ovos;

8.       Sal e pimenta a gosto;

9.       1 pitada de cominhos;

10.   1 raminho de salsa, se houver.

 

Como preparar:

 

Primeiro cozer os ovos; depois da água começar a ferver, devem cozer 8 a 10”.

Entretanto, abrir a lata de feijão e escorrer. Abrir também a lata de salsichas, escorrer e cortá-las em rodelas com 1 dedo de espessura.

Descascar os alhos, cortá-los em pedacinhos e deitá-los num tacho, juntamente com o azeite. Levar a lume moderado, mexendo e, logo que comece a alourar, juntar o vinho branco e a polpa de tomate. Deixar ferver 1” e depois juntar o feijão e as salsichas e os cominhos. Deixar ferver durante 5”, sacudindo o tacho, uma vez por outra. Entretanto, descascar os ovos, cortar os dois mais perfeitos em gomos e, os outros, picá-los. Picar também o ramo de salsa.

Momento de servir, temperar de sal e pimenta a gosto, enfeitar com os ovos picados, os gomos e a salsa picada. Servir quente.

publicado por Maria às 18:46
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Novembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
27
29
últ. comentários
nossa que receita maravilhosa Amei seu blog BJO? (...
I wanted to thank you for this excellent read<a...
No Amarelo do Colégio Militar as Batatas Fritas sã...
 No Amarelo do Colégio Militar as Batatas Fri...
Minha avó, que cresceu em Mogadouro, muitas vezes ...
pois ! No meu tempo (43/51, chumbei um ano), bat...
Ficou lindo, foi a minha inspiração para o almoço ...
Parece impossível a sra classificar como peixe da ...
è um prato da minha infância, de que guardo record...
O que é maca?
blogs SAPO