Bem vindos à Oficina das Papitas. Este meu projecto, tem como principal objectivo ajudar os meus filhos que já não vivem comigo, mas que têm de cozinhar para si próprios. Espero assim poder ajudá-los. Tentarei fazê-lo com muito amor.
Março 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Posts mais comentados
13
Mar
12

Tenho o grande defeito de oferecer prendas sob a perspectiva dos meus gostos. Eu sei e aconselham-me, frequentemente, que os presentes têm de ser feitos ou comprados de acordo com os gostos e preferências da pessoa a quem se oferece, mas eu não consigo. Sinto que, se qualquer presente que ofereça não tiver um pouquinho do meu gosto pessoal, não ofereci nada de mim. E, o que eu gosto mesmo quando presenteio alguém, é partilhar um pouco de mim e daquilo que sou. Se calhar há quem não goste mas eu sou assim; e acho que nunca mudarei.

 

Foi com este sentimento, defeito para alguns, que fiz este arroz que gosto muito, e fi-lo para o oferecer à Manuela do Blog O Bolo da Tia Rosa que faz um ano de existência e a quem desejo muitos e muitos mais.

 

Parabéns Manuela pelo teu excelente trabalho e feliz aniversário.

 

O que preparar:

 

  1. 500g da línguas de bacalhau em salmoura;
  2. 1 cebola;
  3. 1 dente de alho;
  4. ¼ de pimento verde;
  5. 0,5dl de azeite;
  6. 3 tomates maduros;
  7. 2 chávenas de arroz carolino;
  8. 5 chávenas de água;
  9. Coentros a gosto;
  10. Limão a gosto
  11. Sal  a gosto.

 

Como preparar:

 

Colocar as língua de molho em água, durante 12 horas, trocando de água 3 vezes.

 

Picar uma cebola, o dente de alho e levar ao lume juntamente com o azeite. Quando começar a alourar, juntar os tomates partidos em bocadinhos. Tapar o tacho e deixar suar 2’. Juntar as línguas, o pimento partido em tiras pequenas e deixar cozer, em lume brando, cerca de 10’. Juntar a água e quando esta começar a ferver, juntar o arroz e rectificar de sal. Deixar ferver em lume forte durante 3’ e, após isso mexer, baixar o lume para o mínimo, juntar os coentros picados e tapar a caçarola. Contar 10’ e desligar o lume.

 

Servir de imediato, salpicando com um pouco mais de coentros e com umas pingas de sumo de limão.

 

Mãos à obra.

 

publicado por Maria às 08:00
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Março 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
últ. comentários
nossa que receita maravilhosa Amei seu blog BJO? (...
I wanted to thank you for this excellent read<a...
No Amarelo do Colégio Militar as Batatas Fritas sã...
 No Amarelo do Colégio Militar as Batatas Fri...
Minha avó, que cresceu em Mogadouro, muitas vezes ...
pois ! No meu tempo (43/51, chumbei um ano), bat...
Ficou lindo, foi a minha inspiração para o almoço ...
Parece impossível a sra classificar como peixe da ...
è um prato da minha infância, de que guardo record...
O que é maca?
blogs SAPO