Bem vindos à Oficina das Papitas. Este meu projecto, tem como principal objectivo ajudar os meus filhos que já não vivem comigo, mas que têm de cozinhar para si próprios. Espero assim poder ajudá-los. Tentarei fazê-lo com muito amor.
Março 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Posts mais comentados
19
Mar
12

Os nossos pais amam-nos porque somos seus filhos, é um fato inalterável. Nos momentos de sucesso, isso pode parecer irrelevante, mas nas ocasiões de fracasso, oferecem um consolo e uma segurança que não se encontram em qualquer outro lugar.

Bertrand Russell

 

 

 

Foi o que eu senti em relação ao meu pai e o que sentem os meus filhos em relação ao  pai deles, e meu marido e companheiro desta caminhada, por vezes,  tão árdua.

 

A receita que hoje trago  é um simples tempero. Tempero que é tão indespensável como o amor pois, sem o primeiro na comida ou o segundo na nossa existência, perde-se a vontade de comer ou a vontade de viver.

 

 

O que preparar:

 

  1. 2 dentes de alho ralados;
  2. 1 colher de chá de manjericão seco ( esmagar entre os dedos para se libertarem os óleos);
  3. 1 colher de chá de mostarda em pó;
  4. 1 colher de chá de orégãos secos, também esmagados com os dedos;
  5. 1 colher de sopa de açúcar;
  6. Vinagre de vinho tinto e azeite extra virgem na proporção de 1 para 3, respectivamente;
  7. Metade da quantidade de azeite em óleo vegetal ( a mistura do azeite com o óleo dá uma textura leve ao molho);
  8. Sal e pimenta a gosto.

 

Como preparar:

 

Começar por deitar numa taça o alho ralado, o manjericão seco, a mostarda em pé e os orégãos secos. Deitar o sal e pimenta acabada de moer, bem como o açúcar. misturar bem e deitar o vinagre. Com uma vara de arames, ir mexendo e deitando o azeite. Finalmente e, sempre mexendo, ir deitando o óleo vegetal.

 

O molho está pronto a temperar saladas a gosto. Fica muito bem numa salada de verde salpicada com queijo parmesão em lascas.

 

Mãos à obra.

 

tags:
publicado por Maria às 08:00
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Março 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
últ. comentários
eu adoro esta receita porque com os ingredientes p...
nossa que receita maravilhosa Amei seu blog BJO? (...
I wanted to thank you for this excellent read<a...
No Amarelo do Colégio Militar as Batatas Fritas sã...
 No Amarelo do Colégio Militar as Batatas Fri...
Minha avó, que cresceu em Mogadouro, muitas vezes ...
pois ! No meu tempo (43/51, chumbei um ano), bat...
Ficou lindo, foi a minha inspiração para o almoço ...
Parece impossível a sra classificar como peixe da ...
è um prato da minha infância, de que guardo record...
blogs SAPO