Bem vindos à Oficina das Papitas. Este meu projecto, tem como principal objectivo ajudar os meus filhos que já não vivem comigo, mas que têm de cozinhar para si próprios. Espero assim poder ajudá-los. Tentarei fazê-lo com muito amor.
Abril 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
21
22
28
29
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Posts mais comentados
06
Abr
12

 

Quando vi a proposta para esta quinzena, fiquei entusiasmadíssima. Por um lado cá em casa gostamos muito de brioches e por outro, em todas as minhas aventuras na cozinha para a sua preparação, fui sempre bem sucedida. Porém, apesar desta receita da Dorie ser de execução um pouco mais complexa e morosa das que estou habituada o resultado supera todos os que tenho tido até aqui. Ficam brioches, simplesmente, fantásticos. Pensei incialmente em fazer pãezinhos individuais, em dar-lhe formas engraçadas e originais mas acabei por fazer unicamente redondos pois era a primeira vez que fazia esta receita e a odisseia já era grande. Fica para as próximas, pois haverá muitas mais.

O que preparar:

        1.     1 pacote de fermento seco activo com 11g

        2.     1/3 chávena de agua morna;

        3.     1/3 chávena de leite morno;

        4.     3 3/4 chávena de farinha de trigo;

        5.     2 colheres de chá de sal;

        6.     3 ovos grandes, à temperatura ambiente;

        7.     ¾ chávena de açúcar;

        8.     300 gr de manteiga sem sal, à temperatura ambiente mas firme; 

Para pincelar:

 

 1.     1 ovo grande

2.     1 pouquinho de  água

 

Como preparar: 

 

Colocar o fermento, água e leite na tigela da batedeira e, usando uma colher de pau, mexer até o fermento dissolver. Adicionar a farinha e o sal e colocar na batedeira o gancho de massa.

 

Ligar a batedeira numa velocidade bastante reduzida. Quando a farinha estiver misturada com os líquidos, aumentar a velocidade não chegando porém à velocidade média e bater durante 1 a 2 minutos  até a farinha estar bem incorporada. Nesta altura, temos uma massa bastante seca. Se houver necessidade, ir rapando a taça com uma espátula para a massa ficar toda homogénea. Baixar  a velocidade e adicionar os ovos, e um a um e de seguida o açúcar.

 

Aumentar a velocidade do misturador para médio e bater por cerca de 3 minutos, até que, a massa forme uma bola.

 

Reduzir a velocidade a 3/4 e adicionar a manteiga em pequenos pedaços (mais ou menos do tamanho de 2 colheres de sopa) batendo até que cada pedaço se incorpore na massa, só nessa altura se introduz o próximo pedaço, até acabar a manteiga. Nesta altura ficamos com uma massa muito macia.

 

 Aumentar a velocidade para médio-alto e continuar a bater até a massa despegue dos lados da tigela, o que demora 8 a 10’ . Mudar a massa para uma tigela limpa, cubrir com película aderente e deixar à temperatura ambiente até dobrar o tamanho, será entre 40 a 60’. Depende da temperatura ambiente, sendo que a minha demorou cerca de 90’

 

Tirar o ar à massa, levantando-a em torno das laterais e deixando-a cair sobre a tigela.

 

Cubrir novamente com película aderente e colocar  no frigorífico.

 

Socar a massa para baixo, na tigela, a cada 30 minutos até que ela pare de crescer, o que demora cerca de 2 horas. De seguida deixar a massa tapada no frigorífico a noite toda.

 

No dia seguinte, untar com manteiga e farinha as formas  onde se irão colocar os pães; eu usei duas formas redondas e retirar a massa do frigorífico. Tender  bolinhas e colocá-las lado a lado formando uma coroa. Colocar as formas num tabuleiro grande forrado com papel ou silicone e tapar com papel vegetal, deixar repousar cerca de 2 horas à temperatura ambiente. (mais uma vez o tempo de cozedura depende da temperatura ambiente). 

PREPARAÇÃO PARA ASSAR: 

Colocar o tabuleiro na prateleira do meio do forno e pré-aquecer o forno a 200ºC.

Para a cobertura bater o ovo com a água e usando um pincel, pincelar os pães suavemente. Vai ao forno até que esteja cozido e com um aspecto dourado, são cerca de 30 a 35 minutos. Retirar do forno para uma rede e deixar arrefecer cerca de 15 minutos.

 Passar uma faca nas laterais das formas para desprender o pão e virá-las ao contrário para retirar os pães das formas. Virar novamente o pão para ficar novamente para cima (já fora das formas) e deixar na rede mais uma hora para arrefecer completamente.

 

 Faz 2 pães

 

 

 

publicado por Maria às 08:00
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Abril 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
21
22
28
29
últ. comentários
No Amarelo do Colégio Militar as Batatas Fritas sã...
 No Amarelo do Colégio Militar as Batatas Fri...
Minha avó, que cresceu em Mogadouro, muitas vezes ...
pois ! No meu tempo (43/51, chumbei um ano), bat...
Ficou lindo, foi a minha inspiração para o almoço ...
Parece impossível a sra classificar como peixe da ...
è um prato da minha infância, de que guardo record...
O que é maca?
Um correcçãoNão consigo recordar o ano mas seguram...
blogs SAPO