Bem vindos à Oficina das Papitas. Este meu projecto, tem como principal objectivo ajudar os meus filhos que já não vivem comigo, mas que têm de cozinhar para si próprios. Espero assim poder ajudá-los. Tentarei fazê-lo com muito amor.
Maio 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
13
19
20
26
27
31
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Posts mais comentados
02
Mai
12

Hoje trago uma forma elegante, mas muito fácil, de apresentar croquetes de carne.

O que preparar:

 

  1. 200g de carne de vaca moída + 200g de carne de porco moída+100g de chouriço de carne moído;
  2. 4 placas de massa filo partidas ao meio = 8 ½ placas de massa;
  3. 75g de amêndoa;
  4. 1 cebola;
  5. 2 colheres de sopa de manteiga;
  6. 2 ovos;
  7. 2 dentes de alho;
  8. 3 colheres de sopa de farinha de trigo;
  9. 1 folha de loureiro.

 

Como preparar:

 

Picar a cebola, o alho e levar a refogar na margarina. Juntar a folha de loureiro. Quando estiver a alourar, juntar as carnes e o chouriço moído. Mexer bem e deixar cozinhar a carne. Juntar a farinha e mexer para ligar tudo. Bater os ovos numa taça à parte e juntar às carnes. Quando estiver uma massa que se possa moldar. Desligar o lume e deixar arrefecer.

 

Entretanto, torrar a amêndoa numa frigideira, sem deixar queimar. Deixar arrefecer e triturar de molde a ficar com aspecto de pão ralado.

 

Moldar a carne em croquetes grandes e passar pela amêndoa ralada.

 

Estender as metades de placas de massa filo e embrulhar cada croquete numa placa.

 

Colocar num tabuleiro e levar ao forno a 180ºC  até ficarem lourinhos, o que demora cerca de 15 a 20’.

 

Servir acompanhado de uma salada a gosto.

 

Mãos à obra.

Adaptada  da receita semanal publicada no jornal Expresso.

publicado por Maria às 08:00
01
Mai
12

E com mais um dia de chuva e nada apetecível para sair de casa, nada melhor que o calor do forno a cozer um bolinho cehiroso, delicioso que, depois de cozido é excelente acompanhado por uma chávena de chá de erva príncipe. Conseguem imaginar melhor forma de passar um feriado invernoso?

O que preparar:

 

  1. 2 peras rocha maduras mas firmes;
  2. 3 colheres de chá de sumo de limão;
  3. 1 colher de chá de extracto de baunilha
  4. 3 gemas;
  5. 100g de açúcar;
  6. 75g de manteiga amolecida mas fria;
  7. 120g de farinha de trigo;
  8. 1,5 colheres de chá de fermento químico;
  9. 3 colheres de chá de cacau em pó;
  10. 50g de chocolate de leite cortado em pedaços pequeninos;
  11. 5 colheres de chá de açúcar de pasteeiro.

 

Como preparar:

 

Pré aquecer o forno a 180ºC. Forrar com papel vegetal uma forma redonda de 20cm de diâmetro e untar o papel com manteiga. Descascar e descaroçar as peras, parti-las em quartos, fazer uns cortes transversais para facilitar a cozedura e, temperá-las com o sumo do limão bem como com o extracto de baunilha; reservar.

 

Bater as gemas com o açúcar até ficarem em espuma. Juntar a manteiga e continuar a bater até que fique com aspecto cremoso. Juntar a farinha, o cacau e o fermento que foram previamente misturados. Bater e, quando estiver uma massa uniforme, juntar os pedaços de chocolate.

 

Deitar a massa na forma, alisar com uma espátula e dispor por cima os quartos de pêra, fazendo alguma pressão. Polvilhar as peras com o açúcar de pasteleiro.

 

Levar ao forno durante cerca de 35 a 40’. Ao fim deste tempo, retirar do forno, esperar uns minutos e desenformar para cima de uma grelha. É delicioso serviço morno ou frio.

 

Mãos à obra.

 

Esta receita foi retirada do blog Flagrante Delícia. Parabéns à autora pela excelente receita e um muito obrigada pela generosa partilha.

 

tags: ,
publicado por Maria às 08:00
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Maio 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
13
19
20
26
27
31
últ. comentários
No Amarelo do Colégio Militar as Batatas Fritas sã...
 No Amarelo do Colégio Militar as Batatas Fri...
Minha avó, que cresceu em Mogadouro, muitas vezes ...
pois ! No meu tempo (43/51, chumbei um ano), bat...
Ficou lindo, foi a minha inspiração para o almoço ...
Parece impossível a sra classificar como peixe da ...
è um prato da minha infância, de que guardo record...
O que é maca?
Um correcçãoNão consigo recordar o ano mas seguram...
blogs SAPO