Bem vindos à Oficina das Papitas. Este meu projecto, tem como principal objectivo ajudar os meus filhos que já não vivem comigo, mas que têm de cozinhar para si próprios. Espero assim poder ajudá-los. Tentarei fazê-lo com muito amor.
Julho 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
13
14
16
17
18
20
22
23
25
27
28
29
30
31
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Posts mais comentados
21
Jul
13
Tenho por norma não colocar o peixe inteiro no prato. Em primeiro lugar porque me impressiosa ver a cabeça do dito no espaço que vou comer e, em segundo lugar, porque me incomoda estar a escolher as espinhas para conseguir degustar o peixe. Assim, sirvo sempre o peixe em filetes ou, em alternativa, quando o peixe é pequeno, exteraio os lombos retirando-lhes toda e qualquer espinha nem que para isso tenha de usar uma pinça guardada para esse efeito. Esta regra só não aplico à sardinha assada e ao carapau pequenininho. De resto, sigo sempre este procedimento.
Os lombos ou filetes de peixe não devem ser muito cozinhados pois correm o risco de ficarem secos. O tempo para cozinhar não deve exceder os 6 a 10 minutos. Resulta sempre numa refeição rápida e agradavelmente saborosa, como este robalo que trago hoje e cuja receita foi insparada numa sugestão do Chef José Avillez o meu Chef português favorito a seguir ao Chefe Silva, claro.
O que preparar:
  1. 4 robalos pequenos ( o lombos);
  2. 300g de batata para cozer;
  3. 1 dente de alho esmagado;
  4. 1 folha de loureiro;
  5. 50g da azeitonas picadas;
  6. 8 tomate cereja;
  7. azeitona em paste a gosto;
  8. folhas de manjericão a gosto;
  9. azeite, sal, pimenta e flor de sal a gosto.

Como preparar:

Temperar os lombos com sal e um fio de azeite. Colocar com a pele virada para cima num tabuleiro e ir ao forno untado com um fio de azeite. Juntar o tomate cereja cortados em metades. Lavar ao forno pré aquecido a 160ºC durante 6 minutos.

Entretanto cozer as batatas com pele em água com sal, azeite um dente de alho esmagada e uma folha de loureiro. Quando cozidas pelar. Caso estejam muito quentes fazer esta operação segurando as batatas com a ajuda de um garfo. Migar as batatas com um esmagador não as transformando, porém, em puré. Temperar as migas com as azeitonas picadas, as folhas de manjericão picadas também, o azeite, o sal e a pimenta.  Servir os robalos sobre as migas de batata e os tomatinhos assados. Servir à parte uma colher de pasta de azeitonas e finalizar com folhas de manjericão e flor de sal sobre o robalo.

Mãos à obra.

tags:
publicado por Maria às 17:36
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Julho 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
13
14
16
17
18
20
22
23
25
27
28
29
30
31
últ. comentários
eu adoro esta receita porque com os ingredientes p...
nossa que receita maravilhosa Amei seu blog BJO? (...
I wanted to thank you for this excellent read<a...
No Amarelo do Colégio Militar as Batatas Fritas sã...
 No Amarelo do Colégio Militar as Batatas Fri...
Minha avó, que cresceu em Mogadouro, muitas vezes ...
pois ! No meu tempo (43/51, chumbei um ano), bat...
Ficou lindo, foi a minha inspiração para o almoço ...
Parece impossível a sra classificar como peixe da ...
è um prato da minha infância, de que guardo record...
blogs SAPO