Bem vindos à Oficina das Papitas. Este meu projecto, tem como principal objectivo ajudar os meus filhos que já não vivem comigo, mas que têm de cozinhar para si próprios. Espero assim poder ajudá-los. Tentarei fazê-lo com muito amor.
Outubro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
17
23
28
29
31
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados
24
Out
11

Arroz de Garoupa à Cabo Espichel

Mais uma receita do Mestre Silva que, como já referi anteriormente, foi o meu mentor na cozinha.

 

Já fiz este prato vezes sem conta e, ao longo do tempo, introduzi algumas pequenas alterações que, a julgar pelos comentários cá em casa, melhoraram ainda mais, este tão saboroso prato.

 

O título refere-se à garoupa mas pode ser confeccionado com outro peixe qualquer que tenha lombinhos suficientemente aproveitáveis ( pescada, tamboril, abrótea, maruca, etc.) Eu, desta vez usei postas de tintureira congeladas às quais retirei a espinha central e parti em cubos.

 

 

 

O que preparar: ( para 4 pessoas)

 

  1. 800 g de peixe tipo garoupa ou similar ( ver em cima);
  2. 1 cebola;
  3. 2 dentes de alho;
  4. 2 dentes de piri piri ( se gostarem, claro;
  5. 2 colheres de sopa de sopa de azeite;
  6. 1/ lata pequena de tomate pelado;
  7. 3 colheres de polpa de tomate;
  8. 1 limão;
  9. 2 chávenas de arroz carolino;
  10. 5 chávenas de água;
  11. Coentros;
  12. Sal e pimenta a gosto.

 

Como preparar:

 

 

 

Partir o peixe em cubos e temperá-lo com sal, pimenta e o sumo de limão, Deixar assim 2 horas.

 

Picar a cebola fininha e levá-la a refogar no azeite, juntamente com os alhos picados e o piri piri, se usarem..

 

Quando a cebola estiver lourinha, juntar o tomate pelado e a polpa e deixar “suar” com o tacho tapado durante 2”.

 

Deitar a água e quando começar a ferver, contar 1” neste estado.

 

Juntar o arroz, mexer, e deixar ferver em lume vivo 3”.

 

Juntar o peixe juntamente com o caldo da marinada ( limão), deixar levantar fervura, mexer, juntar coentros picados e baixar o lume, tapando o tacho. Deixar cozer exactamente 12”.

 

Servir de imediato.

 

Este arroz fica muito saboroso e é bom comido enquanto está "malandrinho". Eu gosto de acrescentar no prato que me é servido, umas gotas de tabasco. Experimentem.

 

 

 

Mãos à obra.

publicado por Maria às 18:33
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Outubro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
17
23
28
29
31
últ. comentários
No Amarelo do Colégio Militar as Batatas Fritas sã...
 No Amarelo do Colégio Militar as Batatas Fri...
Minha avó, que cresceu em Mogadouro, muitas vezes ...
pois ! No meu tempo (43/51, chumbei um ano), bat...
Ficou lindo, foi a minha inspiração para o almoço ...
Parece impossível a sra classificar como peixe da ...
è um prato da minha infância, de que guardo record...
O que é maca?
Um correcçãoNão consigo recordar o ano mas seguram...
blogs SAPO