Bem vindos à Oficina das Papitas. Este meu projecto, tem como principal objectivo ajudar os meus filhos que já não vivem comigo, mas que têm de cozinhar para si próprios. Espero assim poder ajudá-los. Tentarei fazê-lo com muito amor.
Abril 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
21
22
28
29
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Posts mais comentados
11
Abr
12

Esta semana, no meu cabaz biológico, recebi, entre outras coisas, favas frescas. Garanto-vos que há muito, mas mesmo muito tempo que não comia umas favas tão saborosas. Levou-me aos meus tempos de criança em que me deliciava com as favas que a minha avó materna fazia, depois de nós, miudas, as descarcarmos para um alguidar. Tempos felizes que não se repetem. Esta receita era dela, que a fazia na perfeição. Quis partilhá-la convosco:

 

O que preparar:

 

  1. 1,5 kg de favas ( frescas, de preferência);
  2. 0,5 dl de azeite;
  3. 1 dente de alho;
  4. 1 cebola;
  5. 100g de bacon;
  6. 1 chouriço de carne;
  7. 1 dl de vinho branco;
  8. 1 colher de sopa de polpa de tomate;
  9. 2 dl de caldo de legumes ou água;
  10. 4 ovos ( 1 por pessoa);
  11. Coentros a gosto;
  12. Sal e pimenta a gosto.

 

Como preparar:

 

Retirar da vagem e, se se preferir, tirar a pele às favas ( eu não tirei). Deitar numa caçarola o azeite,o alho e cebola picados, bem como o bacon picado. Logo que comecem a alourar, juntar o chouriço às rodelas, o vinho branco e a polpa de tomate. Mexer e tapar a caçarola, deixando suar cerca de 2’.

 

Juntar o caldo ou água e deixar ferver cerca de 10’. Seguidamente juntar as favas, mexer, e deixar cozinhar lentamente vigiando o caldo não deixando secar. Caso seja necessário, juntar um pouquinho mais de caldo durante a cozedura, mas evitar fazê-lo ; deve ficar com o mínimo de molho possível. Quando as favas estiveres cozidas, deitar o preparado num tacho ou pirex de ir ao forno. Abrir com cuidado os ovos e deitar por cima. Polvilhar com coentros picados e levar ao forno cerca de 15’, a 180ºC.

 

Servir este prato acompanhado com uma salada de alface, cebola e hortelã picada. Delicioso.

 

Mãos à obra

 

tags: ,
publicado por Maria às 08:00
De gina a 12 de Abril de 2012 às 22:18
Maria,  Deve ser muito gostoso!!!!! Esse chouriço por cima, está de enlouquecer.....Aquí o pato não é muito apreciado e para falar a verdade confesso que nunca fiz, sempre como em restaurantes. O Pato tem a fama de ter a carne dura...Preciso de umas aulas tuas......Beijinhos Gina
De Maria a 12 de Abril de 2012 às 23:17
Gina, querida, se compararmos o pato com o frango, é claro que aquele tem a carne muito mais rija. Tem de levar mais tempo a cozer ou utilizar-se a panela de pressão. Mas experimente pois eu tenho a certeza que irá gostar.
Beijinhos, minha querida
Maria

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Contador
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Abril 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
21
22
28
29
últ. comentários
Minha senhora D. Ana, lamento desaponta-la,mas alb...
Albardar sardinhas ou outro alimento, pressupõe um...
eu adoro esta receita porque com os ingredientes p...
nossa que receita maravilhosa Amei seu blog BJO? (...
I wanted to thank you for this excellent read<a...
No Amarelo do Colégio Militar as Batatas Fritas sã...
 No Amarelo do Colégio Militar as Batatas Fri...
Minha avó, que cresceu em Mogadouro, muitas vezes ...
pois ! No meu tempo (43/51, chumbei um ano), bat...
Ficou lindo, foi a minha inspiração para o almoço ...
blogs SAPO