Bem vindos à Oficina das Papitas. Este meu projecto, tem como principal objectivo ajudar os meus filhos que já não vivem comigo, mas que têm de cozinhar para si próprios. Espero assim poder ajudá-los. Tentarei fazê-lo com muito amor.
Julho 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
13
15
16
17
19
20
21
23
24
25
26
27
28
29
30
31
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Posts mais comentados
12
Jul
12

Mentes brilhantes… Que tema tão estasiante mas que torna, porém, tão complicada a escolha para convidarmos para a nossa mesa. Apetecia-me convidar tantas, tantas, mas tantas mentes!

Tive de ser racional e realista e escolher dois génios, não preterindo porém, a minha admiração por outros que houve ao longo da história da humanidade e que tanto contribuíram para o avanço do mundo. Na arte, na história, na ciência, na economia, enfim, em todas as áreas para que nos viremos.

Como vinha a dizer, a minha escolha recaiu sobre estes dois grandes senhores que, sem eles, não leríamos os jornais, revistas e livros que tantos gostamos nem, provavelmente, estaríamos aqui a publicar em blogues e a trocarmos experiências tão enriquecedoras.

Passo então a apresentar os meus convidados e uma síntese da sua contribuição para a humanidade.

 

 

{#emotions_dlg.online}Decorria o ano de 1447  quando se iniciou a era da impressão moderna,com a invenção da prensa de impressão pelo alemão  Johann Gutenberg . A partir desta altura, seria possível produzir e reproduzir volumes e impressos, como livros e jornais de forma mais rápida, e economicamente mais vantajosa para as gráficas.

Até então, os livros que eram produzidos eram manuscritos e feitos por monges, sendo exemplares únicos pois a sua reprodução era quase impossível e as técnicas da altura não permitiam fazer de outra forma. Gutenberg imprimiu várias obras, mas sua obra mais famosa foi a Bíblia, de 42 linhas, cujo  processo se iniciou em 1450, tendo terminado cinco anos depois, em março de 1455. Uma cópia completa desta Bíblia – que marca o início da produção em massa de livros no Ocidente – possui 1282 páginas, com texto em duas colunas; a maioria era encadernada em dois volumes.

É considerado o inventor da imprensa, invenção essa que mudou completamente o mundo, sendo talvez a maior invenção do homem, depois da roda.


{#emotions_dlg.online}Decorria a década de 60,  quando, numa garajem dos seus pais adoptivos iniciou as suas primeiras pesquisas e experiências na electrónica. De nome Steve Paul Jobs, criou em 1976  a Apple Computer para comercializar um computador pessoal. Como êxito de vendas deste computador, Jobs montou uma equipa da Apple na garagem da sua casa. 
Criou mais tarde o Macintosh outra invenção sua com um estrondoso sucesso.
Revolucionou 6 indústrias: computadores pessoais,filmes de animação, música, telefones, tabletes e apublicação digital.
O Iphone, o iPad foram das suas últimas invenções com um sucesso mundial sem paralelo.

 

 

Ofereci-lhes uma refeição simples, a condizer com a maneira de ser de um e de outro. Eramos 4 à mesa e por isso, a receita que vos passo é para 4 pessoas.

 

 

Salmão Acidulado com Rama de Funcho e Arroz de Grelos

 

 

O que preparei:

  1. 4 postas de salmão;
  2. 1 rama de funcho;
  3. Sumo e raspa da casca de 1  limão;
  4. 2 dentes de alho;
  5. 2 colheres de sopa de manteiga;
  6. 1 chávena de arroz agulha;
  7. 2 chávenas de água;
  8. 1 cebola pequena;
  9. 0,5 dl de azeite;
  10. 1 folha de loureiro;
  11. 1 molho de grelos de nabo.

 

Como preparei:

Temperei o salmão com sal, sumo de ½ limão e a respetiva casca ralada.

Acendi o forno a 180ºC e coloquei as postas de salmão dispostas num tabuleiro e tapadas com papel de alumínio. Deixei assar cerca de 20’.

Entretanto, arranjei os grelos, parti-os em pedaços. Piquei a cebola e levei ao lume juntamente com o azeite e folha de loureiro. Deixei fritar um pouco e juntei os grelos. Deixei suar cerca de 3’ e de seguida juntei o arroz. Deixei fritar, envolvendo bem a gordura do azeite e os grelos no arroz. Juntei a água, deixei começar a ferver e contei 3’. Temperei de sal, mexi e baixei o lume, tapando o tacho. Contei 8’ e desliguei o lume.

Numa taça, coloquei a manteiga, o restante sumo do limão (1/2 limão),os dois dentes de alho ralados e s rama de funcho grosseiramente picada. Levei ao micro-ondas em potência máxima 30’’.

Nos pratos de ir à mesa coloquei o salmão sem pele, e regado com o molho de funcho. Com uma forma fiz cilindros de arroz e coloquei um em cada prato. Servi de seguida.

 

Foi um jantar muito sereno, cativante como não podia deixar de ser na companhia destes dois grandes senhores.

Reterei na minha memória estes momentos quase divinos e agradecer-lhes-ei para sempre o privilégio que me deram de os ter tido sentados à minha mesa.

Espero que tenham gostado.

E é com estas duas mentes brilhantes que participo na 6ª edição do Convidei para Jantar, desafio criado pela Ana   e cujo anfitrião deste mês é  o blog No Reino da Prússia
publicado por Maria às 08:00

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Julho 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
13
15
16
17
19
20
21
23
24
25
26
27
28
29
30
31
últ. comentários
Adorei. ❤️ Adeus e um grande ZACATRAZ
E a tinta? A tinta é essencial para a confecção.
Adorei ler seu post.numero do felipe neto (https:/...
As batatas são efetivamente às rodelas mas aquele ...
Agradeço a receita mas tem algo de errado. Nunca p...
Olá a todos. As batatas são efectivamente às rodel...
Minha senhora D. Ana, lamento desaponta-la,mas alb...
Albardar sardinhas ou outro alimento, pressupõe um...
eu adoro esta receita porque com os ingredientes p...
nossa que receita maravilhosa Amei seu blog BJO? (...
blogs SAPO